Meninas felizes e empoderadas, o desafio da criação atual

· 26 de agosto de 2018
Uma menina criada com afeto, cuidado e autonomia será um mulher vencedora que contribuirá para um mundo melhor.

Você sabia que o dia 11 de outubro foi escolhido como o Dia Internacional da Menina pelas Nações Unidas? Esse dia tem como objetivo melhorar as condições de vida de meninas e adolescentes em todo o mundo e, assim, alcançar o desenvolvimento sustentável e equitativo da humanidade.

Essa questão não diz respeito somente às grandes organizações ou nações. O lar tem está totalmente relacionado com esse propósito de escala mundial. Um desafio da criação atual é formar meninas felizes e empoderadas. Meninas que possam enfrentar o mundo com coragem, ternura e justiça.

O empoderamento é definido como o ganho de poder por meio de segurança, autoestima e independência ao lidar com diferentes situações.

De acordo com as Nações Unidas, em 2015 o mundo era distribuído em 50,4% de homens e 49,6% de mulheres. No entanto, os papéis de liderança e participação de meninas e mulheres ainda não usufruem todos os direitos no mundo todo. Assim, sabemos de países onde meninas são “moeda de troca” e desde muito jovens são obrigadas a casar e ter filhos.

Por essa razão, a tarefa das Nações Unidas, e em uma escala menor, a tarefa de pais e professores em casa e na escola, é potencializar as habilidades e a confiança de meninas. Dessa forma elas poderão crescer felizes e confiantes do seu papel na sociedade.

O empoderamento das meninas permite que elas se expressem com maior facilidade. Permite, acima de tudo, que conheçam seus direitos e deveres desde muito pequenas.

meninas felizes

Meninas felizes e empoderadas. Como formá-las?

Poder de participação e de expressão

As meninas, assim como os meninos, devem ter o direito de participar e de poder se expressar. Suas opiniões devem ser ouvidas, e não subestimadas pelos adultos. As meninas que crescem em um lar onde suas opiniões são levadas em conta têm maior confiança e segurança em si mesmas. Da mesma forma, elas não terão medo de expressar suas opiniões ou oposições, nem cederão a qualquer pensamento que infrinja seus direitos.

Poder e informação financeira

Ensinar desde a infância a tratar o dinheiro de forma responsável contribuirá para potencializar as qualidades das nossas meninas. Elas se tornarão em mulheres autônomas com critérios saudáveis na gestão do dinheiro como um recurso de benefício próprio e do seu ambiente. Dessa forma, brinque com ela usando jogos de poupança ou matemáticos que lhe darão uma noção do mundo financeiro e atribua responsabilidades com as mesadas.

Poder de amar e se sentir amadas

O amor é a base fundamental de todo o plano de criação. Meninas e meninos devem se sentir amados e respeitados por seus pais. Da mesma forma, devem sentir que podem transmitir o seu carinho, sem obstáculos ou sem se sentirem ridículos. Faz parte da tarefa dos pais o empoderamento das meninas para amar com liberdade e responsabilidade. Além da formação na saúde emocional, sexual e reprodutiva das filhas.

meninas felizes

Poder de serem elas mesmas

O desenvolvimento sem qualquer tipo de restrição da personalidade das meninas é outro direito que os pais e a sociedade devem garantir desde o nascimento. Assim, evitar criá-las com rótulos e ou estabelecendo estereótipos de gênero é dar o poder de se definirem com autonomia.

Poder de sonhar

A criatividade, a recreação e o desenvolvimento da imaginação são aspectos que permitirão que a criança se destaque na escola e nos esportes. Os pais devem incentivar o desenvolvimento saudável desses aspectos compartilhando o tempo juntos e através das brincadeiras. Uma criação rigorosa e punitiva não contribui para a felicidade e para o empoderamento das meninas. Pelo contrário, cria meninas desconfiadas, tímidas, cheias de medos e inseguranças.

Poder de planejar o futuro

Foi comprovado que a concepção de um plano de vida em uma idade precoce permite que as crianças tracem um objetivo que é muito difícil de ser desviado. Isso fará com que cheguem à idade adulta com sucesso, felicidade e confiança em seus ideais. Os pais devem incentivar e orientar esse planejamento. Converse com seus filhos sobre o futuro, sobre os seus interesses, paixões e sonhos. Meninas com um plano de vida previne o abandono da escola, gravidez precoce e o início não informado ou traumático da sexualidade.

Poder de desenvolvimento

Frequentar a escola, as atividades extracurriculares, as festas com amigos, os concursos e jogos esportivos são aspectos do dia a dia de uma criança. No entanto, são direitos que dão poder ao desenvolvimento. A educação é um dos indicadores mais eficazes para medir o empoderamento de uma menina. Portanto, quanto maior for a sua educação, maior será a sua capacidade de ter controle social, econômico, profissional e pessoal em sua vida.

Uma família forte cria meninas empoderadas e uma menina empoderada é uma menina feliz.