A menstruação irregular durante a amamentação

· 6 de fevereiro de 2019
A irregularidade no ciclo menstrual se deve às alterações que ocorrem no corpo da mãe durante a amamentação. A princípio, é uma situação totalmente normal, que vai ser resolvida com o passar do tempo.

A menstruação irregular durante a amamentação é uma situação completamente normal. É comum que, após a gravidez e durante a amamentação, as primeiras ovulações apresentem irregularidades e demorem a ocorrer.

Essas irregularidades no ciclo menstrual não são causadas por nenhum transtorno mais grave. O corpo precisa se adaptar novamente ao seu estado original e se recuperar depois de nove meses de mudanças.

Pode acontecer de, durante a amamentação, períodos menstruais muito diferentes se alternarem. mulheres que, após o parto, não têm menstruação durante cinco ou seis meses, ou até mesmo mais.

Em outras pessoas, alternam-se ciclos menstruais normais com outros que parecem não obedecer a ritmo algum. O ginecologista é que vai determinar se tudo está normal no corpo e, caso afirmativo, o problema da menstruação irregular durante a amamentação vai ser resolvido ao longo do tempo.

Sintomas da menstruação irregular durante a amamentação

Geralmente, as menstruações durante a amamentação costumam apresentar as seguintes características típicas:

  • Menstruações mais dolorosas e com fluxo mais intenso do que antes da gravidez.
  • Aparecimento de sintomas pré-menstruais: dor abdominal, vômitos, tontura.
  • Aparecimento de ‘lóquios’. O ‘lóquio’ é um sangramento que tem coágulos, tecidos e muco que foram gerados durante a gravidez.

“Embora a menstruação seja irregular, a ovulação pode estar ocorrendo. Portanto, a mulher pode engravidar”

A menstruação irregular durante a amamentação: fatos interessantes

A prolactina e a composição hormonal e física da mulher são fatores determinantes para a menstruação irregular. Mulheres diferentes têm níveis diferentes de prolactina, o hormônio que causa as irregularidades menstruais.

A prolactina aumenta durante a amamentação porque é ela que permite a produção do leite materno. Ao mesmo tempo, ela inibe a síntese dos hormônios sexuais nos ovários. Por esse motivo, a menstruação desaparece ou então adota ciclos muito instáveis.

A menstruação irregular durante a amamentação: fatos interessantes

A condição física geral da mulher também tem impacto sobre a prolactina. Portanto, o tipo e a duração das irregularidades variam de uma mulher para outra.

Da mesma forma, a frequência e a duração das mamadas do bebê também afetam a produção de prolactina. Bebês que mamam com muita frequência e em muita quantidade causam um aumento da prolactina.

Então, o corpo da mulher precisa gerar mais leite para satisfazer o seu bebê. À medida que o hormônio aumenta, é possível que a irregularidade menstrual também seja acentuada.

Outro aspecto importante é que, embora a menstruação seja irregular, a ovulação pode estar ocorrendo. A primeira menstruação após o parto é um indicador de que o sistema reprodutivo está voltando ao normal. Portanto, a mulher pode engravidar.

É um erro acreditar que a gravidez não possa ocorrer durante o período de amamentação. É verdade que o nível de fertilidade diminui, mas ele não é completamente anulado. Por isso, se a mulher não quiser engravidar durante esse período, deve usar métodos contraceptivos compatíveis com a amamentação.

É possível acelerar a normalização da menstruação?

Na verdade, isso não é possível. O processo é natural e a normalização vai acontecer quando o corpo da mulher recuperar a sua condição normal, de antes da gravidez.

No entanto, existem algumas sugestões que fazem com que a mulher se sinta mais relaxada e menos preocupada com esses sintomas:

  • O ritmo do bebê. Se o bebê dorme mais de quatro horas seguidas durante o dia e mais de seis horas durante a noite, é provável que as irregularidades menstruais diminuam. Da mesma forma, se o bebê já consome alimentos sólidos, isso também influencia: ele vai tomar menos leite materno e, portanto, a prolactina vai diminuir.
  • Descansar o suficiente. O descanso é essencial para a amamentação e para que o corpo da mulher se recupere.
É possível acelerar a normalização da menstruação

  • Não fumar. O tabaco é sempre prejudicial ao corpo humano. O dano é acentuado quando o corpo ainda está sob o impacto dos nove meses de gravidez.
  • Consumir muita água. A hidratação acalma a ansiedade. Assim, a água permite que o corpo fique livre de toxinas que o prejudicam.
  • Manter uma dieta equilibrada.
  • Evitar o estresse, vivendo esse período de forma relaxada.
  • Incluir práticas de meditação, como a yoga. Essa atividade vai ser relaxante e vai se centrar nos pensamentos da mulher em relação ao seu filho e ao seu parceiro.

O período de amamentação deve ser aproveitado, pois nesse momento surge um vínculo com a criança que vai marcar ambos para sempre. Para isso, é necessário que a mulher pare de se preocupar com as anormalidades nos seus ciclos menstruais. Afinal, é só uma questão de tempo para que desapareçam.

  • Pitangui, A. C. R., Gomes, M. R. de A., Lima, A. S., Schwingel, P. A., Albuquerque, A. P. dos S., & de Araújo, R. C. (2013). Menstruation Disturbances: Prevalence, Characteristics, and Effects on the Activities of Daily Living among Adolescent Girls from Brazil. Journal of Pediatric and Adolescent Gynecology. https://doi.org/10.1016/j.jpag.2012.12.001
  • Jacob, S., Spencer, N. A., Bullivant, S. B., Sellergren, S. A., Mennella, J. A., & McClintock, M. K. (2004). Effects of breastfeeding chemosignals on the human menstrual cycle. Human Reproduction. https://doi.org/10.1093/humrep/deh057