Método contraceptivo inovador para a fase da amamentação

Não é qualquer método contraceptivo que é compatível com a fase da amamentação. Mas, sim, há várias opções. Conheça um método inovador!

Em geral, considera-se que a amamentação por si só funciona como contraceptivo, pois a recuperação completa das funções reprodutivas demora até seis meses em alguns casos. No entanto, às vezes o problema é que alguns métodos podem afetar a qualidade do leite materno.

Dessa maneira, mesmo que a fase pós-parto se estenda por um longo período no qual não há necessidade de tomar medidas para evitar a gravidez, muitas mulheres logo retomam sua vida de casal o mais normalmente possível. Portanto, é conveniente começar a se proteger por uma via que não afete o processo de amamentar.

Para essa fase, os especialistas recomendam o uso do preservativo porque é o método mais inofensivo para a mulher e seu organismo. Nesse caso particular, entende-se que o preservativo é indicado porque não apresenta efeitos colaterais em relação à amamentação.

No entanto, para retornar à normalidade, existem métodos mais adequados e específicos para cada mulher. Pensando nisso, foi desenvolvido um método contraceptivo inovador que ganhou bastante popularidade. É eficaz, simples de utilizar e permite que as mães continuem amamentando sem colocar em risco seus bebês.

a minipílula

A minipílula contraceptiva

Uma das características que fazem da minipílula contraceptiva um método eficiente é que ela não contém a mesma carga hormonal que outros contraceptivos orais. Por esse motivo, ela é a mais adequada à fase da amamentação. As mães que utilizam esse método contraceptivo não sofrem diminuição na quantidade nem na qualidade do leite porque ela é composta somente pelo hormônio progesterona.

Como sabemos, a pílula regular é composta por uma combinação dos hormônios estrogênio e progesterona. Esse fato implica colocar em risco a vida do bebê com a descarga hormonal. Além disso, é conhecido o efeito sobre a quantidade de leite produzida quando se toma a pílula. Ou seja, tanto a quantidade como a qualidade de leite são colocadas em perigo.

Esse método inovador destaca a incorporação de uma pequena dose de progesterona e a eliminação do estrogênio da pílula. Ela é tão segura quanto a que conhecemos regularmente. Essa é uma das principais preocupações das mães, pois muitas gravidezes não planejadas acontecem nessa fase.

Já que, durante o processo de amamentação, os bebês recebem muitos nutrientes e agentes imunológicos por meio do leite materno, muitas vezes são indicados métodos contraceptivos que não afetam essa prática. No entanto, nem todos os dispositivos que não incluem o uso de hormônios são adequados para todas as mães.

A minipílula, portanto, é um método inovador que, apesar de ainda ser pouco conhecido, tende a ganhar muita notoriedade por suas vantagens e propriedades. Do mesmo modo, se trata de um plano de controle de natalidade que se tornou habitual. Por isso, acabou sendo a escolha de muitas mulheres.

a minipílula

Vantagens

Esse fármaco de última geração permite às mulheres habituadas ao uso da pílula voltar a sua vida sexual durante o período de amamentação sem medo de uma gravidez não planejada. Seu propósito é evitar a liberação de óvulos durante o ciclo menstrual e dificultar o caminho dos espermatozoides por meio do aumento da espessura do muco cervical.

Apesar de ser inevitável que alguns óvulos sejam liberados, a eficiência contraceptiva da minipílula é bastante alta. Outras vantagens desse método também podem ser destacadas. Entre elas temos:

  • São eficientes no controle da natalidade e possuem poucos efeitos colaterais
  • É segura para mulheres às quais a pílula regular não é indicada. Por exemplo, mulheres com problemas de hipertensão.
  • Não tem efeitos colaterais para os bebês na fase da amamentação
  • Seu uso é igual ao da pílula regular, por isso não afeta os hábitos da mãe

Desvantagens

  • Pode causar alterações no ciclo menstrual
  • Em algumas ocasiões foram observados efeitos colaterais como dor de cabeça, enjoos ou vertigem
  • Para garantir sua efetividade é indispensável que a pílula seja tomada todos os dias na mesma hora. No caso de esquecimento, recomenda-se o uso de preservativos temporariamente.
Recomendados para você