Os eclipses influenciam na gravidez?

· 23 de dezembro de 2016

Desde os tempos antigos os eclipses têm causado curiosidade e um pouco de medo na população. Sabe-se que todos os elementos da natureza nos influenciam de alguma forma, mas as mulheres grávidas em particular costumam a ter um pouco mais de medo. Um fenômeno que acontece a milhares de quilômetros de distância de uma mulher é capaz de influenciar em sua gravidez? Existem muitos mitos que circulam sobre o processo da gestação e também sobre eclipses. Os astros, como a lua, são tomados como referência para o plantio e outros fenômenos naturais. Nesse sentido, acredita-se que as mulheres grávidas não devem presenciar a um eclipse porque correm o risco que o seu filho nasça com uma mancha, para dizer o mínimo.

No entanto, como sabemos, a maioria dos mitos astronômicos ficam nisso. A ciência não costuma explicar essas crenças mas pode garantir que as qualidades do bebê não dependem dessas coisas. No caso dos eclipses, aparentemente não é apenas uma crença inofensiva pois a grávidas realmente têm medo deles.

Os eclipses afetam a gravidez?

Os principais mitos sobre eclipses e gravidez concentram-se na possibilidade de má formação no feto se uma mulher grávida olha para um eclipse. Neste caso, a lua é muito mais prejudicial que o sol. A condição se relaciona especialmente com a ocorrência de fenda labial, manchas na pele, a ausência de um dedo, cicatrizes ou marcas de nascença.

Embora haja uma explicação científica para a maioria destes sintomas uma coisa que não pode ser contida é o medo das pessoas. Só pelo fato de serem advertidas quanto a esse assunto, muitas mães entram em pânico. Isso se soma à quantidade de casos que aparecem na qual os bebês nasceram “marcados” por causa de um eclipse.

Enquanto isso, a ciência explica que embora não se possa associar mudanças físicas a esse fenômeno definitivamente existem mudanças psicológicas. O próprio medo que as pessoas sentem a respeito disso implica que os seres humanos podem ser emocionalmente afetados pelo fenômeno natural.

eclipses afetam a gravidez

Para o homem a atividade astronômica tem sido importante em muitos aspectos. Isso é especialmente visto em relação à Lua que definitivamente incide em elementos como a maré ou a fertilidade. É relacionado também a outros elementos como a sorte, o equilíbrio e a saúde, na qual o alinhamento entre a Terra e a Lua ou outros planetas poderiam trazer impacto emocional sobre as pessoas.

Se considerarmos que por si próprio qualquer humano poderia ser afetado emocionalmente por uma fase da Lua, que dirá o efeito que tem sobre as mulheres grávidas?. As alterações hormonais as deixam mais propensas a alterações psicológicas visíveis. Para fundamentar esse pensamento, os especialistas foram capazes de determinar que o ritmo humano pode ser alterado por eclipses ou mudanças de estação.

Foram identificadas alterações, degradação ou alteração durante eclipses lunares em casos de ataques epilépticos, esquizofrenia e problemas comportamentais em geral. Porém os estudos não puderam certificar quanto à sua relação com a gravidez, taxas de natalidade ou atividade criminal.

Fundamentação mitológica dos eclipses

De acordo com a mitologia asteca a Lua é capaz de intervir na fertilidade humana e, portanto, em tudo o que tem a ver com o processo de concepção e desenvolvimento do embrião. De acordo com as suas crenças haver um desaparecimento ou míngua da lua durante a gravidez teria efeitos diretos sobre o feto.

eclipses podem afetar mulheres grávidas

Por consequência, as crianças nascidas com males relacionados a este mito eram produtos que tinham sido afetados por esta disposição lunar. Crianças que durante o desenvolvimento embrionário foram afetados por um eclipse poderiam nascer com qualquer defeito, ser surdo-mudos ou canhotos.

Isso era uma condição que pode ser evitada e por isso a crença e as suas recomendações permaneceram. Muitas mães não hesitarão em seguir essas sugestões porque elas podem ganhar mais do que perder se seguirem as orientações. De acordo com o mito, uma grávida pode impedir os possíveis males ao seu bebê durante um eclipse tomando as seguintes medidas preventivas:

  • Colocar uma fita amarrada na cintura
  • Ter alguma peça metálica junto à roupa, é especialmente recomendado que carreguem tesouras
  • Evitar fazer necessidades fisiológicas ao ar livre
  • A família pode contribuir fazendo barulhos que espantem o mal disparando fogos de artifício, gritando, batendo panelas ou outros metais.