Métodos para se depilar durante a gravidez

10 de fevereiro de 2020
Se você estiver grávida e preocupada com a depilação, saiba que existem alguns métodos mais seguros do que outros para essa fase da sua vida. Vamos apresentá-los neste artigo.

Os hormônios da gravidez fazem com que os pelos fiquem mais espessos, às vezes surgindo em locais indesejados e inesperados. Embora alguns métodos para remover os pelos devam ser evitados, há outras dicas a serem lembradas para se depilar durante a gravidez com segurança.

O aumento do fluxo sanguíneo e os hormônios produzidos pelo corpo da mulher durante a gravidez podem causar alterações na pele, nas unhas e nos pelos. Infelizmente, esses fatores também causam o aumento dos pelos, que só voltam ao normal aproximadamente seis meses após o parto e o término da amamentação.

Uma das razões é que, durante a gravidez, os níveis de estrogênio aumentam. Isso faz com que o crescimento e as fases de transição do ciclo de crescimento dos pelos se prolonguem e que haja menos queda de cabelo nesse período.

Isso pode ser ótimo para os cabelos da cabeça, mas não tanto quando se trata das axilas ou das pernas. Então, como lidar com esse problema?

Métodos para se depilar durante a gravidez

A seguir, vamos listar alguns dos métodos mais seguros para se depilar durante a gravidez. Tome nota e escolha aquele que parecer mais apropriado para você!

1. Cremes depilatórios

Os cremes depilatórios são um dos métodos mais populares para se depilar durante a gravidez. Porém, você só deve usar esse método se já tiver feito isso antes, pois existem substâncias químicas no creme que às vezes podem causar irritação em peles sensíveis.

Além disso, você deve saber que não há evidências reais que confirmem que os cremes depilatórios possam causar danos ao feto em desenvolvimento. No entanto, é sempre recomendável consultar um médico antes de usar esse produto.

Métodos para se depilar durante a gravidez

2. Depiladores

Certamente, os depiladores elétricos podem ser usados ​​durante toda a gravidez. Essa é uma das opções mais fáceis para a depilação. No entanto, assim como em qualquer outro método, é necessário ter cuidado. Além disso, somente devem ser usadas lâminas limpas e desinfetadas.

3. Cera

Embora seja verdade que não há motivos médicos para não usar a cera como de costume, ela traz consigo os mesmos problemas relacionados à sensibilidade da pele que detalhamos com o uso de um depilador.

Portanto,uma boa ideia é fazer um pequeno teste de sensibilidade antes de fazer a depilação com cera. Dessa forma, é possível ver qual o seu efeito sobre a pele e como você se sente com ela.

“Só use cremes depilatórios se já tiver feito isso antes, pois existem substâncias químicas que às vezes podem causar irritação em peles sensíveis”.

4. Lâmina

Para remover pelos indesejáveis ​​em áreas maiores, você pode usar a lâmina, se necessário. A lâmina é uma opção fácil de usar em casa e que não envolve uma tração dolorosa da raiz ou o uso de produtos químicos que possam ser absorvidos através da pele.

É um método que requer o uso de espuma e a maioria das mulheres costuma usá-lo no chuveiro.Como esse é um local onde podem ocorrer muitos escorregões, recomendamos que você peça ajuda ao seu parceiro.

5. Tratamento a laser

Não há evidências clínicas que sugiram que a depilação a laser seja insegura durante a gravidez. No entanto, ela geralmente não é recomendada porque o tom da pele pode ser afetado pela gravidez, uma vez que o corpo produz mais melanina.

Isso significa que existe um risco de maior sensibilidade ao tratamento a laser e de possíveis danos permanentes à pigmentação da pele. Assim, é melhor adiar qualquer tratamento agendado até o nascimento do bebê.

Métodos para se depilar durante a gravidez

6. Eletrólise

Por fim, há a eletrólise, um método que utiliza o calor em vez da eletricidade. Por esse motivo, essa pode ser uma opção a ser considerada.

No entanto, você deve saber que, assim como na depilação a laser, não é possível afirmar categoricamente o nível de segurança da eletrólise durante a gravidez.Nesses casos, se você estiver disposta a usar esse método, será necessário receber uma autorização por escrito do seu médico antes do tratamento durante os meses de gestação.

Em resumo, não se esqueça de que, durante a gravidez, as alterações hormonais no corpo podem fazer com que os pelos corporais se tornem mais espessos e mais escuros. Eles também podem aparecer em lugares que você nunca viu antes, enquanto um aumento no fluxo sanguíneo pode tornar a pele muito mais sensível.

Devido a essas circunstâncias, é importante que você leve em consideração essa lista com os melhores métodos para se depilar durante a gravidez e, assim, escolha o mais apropriado para o seu caso. Uma consulta médica seria ideal para ter certeza absoluta antes de optar por um deles.