Meu bebê está babando muito: o que fazer?

18 de fevereiro de 2019
Babar é uma das coisas que fazemos naturalmente desde que nascemos. O aumento da salivação abre as portas para os dentes e para a ingestão de alimentos sólidos, embora isso também possa ser sinal de alguns problemas.

Meu bebê está babando muito: o que fazer? Esta é uma pergunta muito comum das mães de primeira viagem, que se assustam quando veem que seu bebê produz mais saliva do que elas acham que ele deveria.

O excesso de saliva ou baba é normal em bebês, e isso ocorre porque eles ainda não sabem como engolir. A partir dos dois meses de idade, a criança começa a babar excessivamente. Da mesma forma, ela também faz isso quando começa o processo de dentição.

Um bebê recém-nascido não produz tanta saliva, mas com o passar dos meses, começa a fase de chupar e morder tudo. É nesse momento que a produção de saliva aumenta. O bebê a produz sem perceber. Então, de forma natural, ele baba por esse motivo, o que não acontece com o leite.

Tudo depende do sistema de deglutição. Quando se alimentam, os bebês fazem esforço com os músculos da boca para sugar tudo. Em contraste, a saliva se forma sozinha e permanece na boca até transbordar.

Nesse caso, o uso do babador é muito eficaz. Ele não permite que o peito do bebê fique molhado e, assim, contribui para mantê-lo aquecido. Além disso, também devemos ficar atentas para manter a boca do bebê seca a fim de evitar irritações.

Meu bebê está babando muito: quando devo me preocupar?

Quando um bebê está resfriado, é normal ele babar excessivamente. Se notarmos que ele faz isso sem estar doente, é hora de visitar o pediatra.

Quando o ato de babar se estende por um longo período, isso pode significar que o bebê tem um problema no sistema nervoso que não permite que a deglutição seja feita adequadamente.

Além disso, se a criança estiver comendo mal e babar muito ao fazer isso, pode ser que ela esteja com dor ao engolir. A causa, geralmente, é uma infecção viral que causa dor ou feridas dentro da boca.

Meu bebê está babando muito; quando devo me preocupar?

“Em geral, a idade média em que a criança para de babar é por volta dos 18 meses, embora isso seja muito variável”

Se o seu filho babar muito, ele corre o risco de se engasgar com frequência ou de ter náuseas constantemente, bem como de apresentar dificuldades respiratórias. Em qualquer um desses casos, é melhor manter a calma e levar o bebê ao pediatra para descartar qualquer doença.

Por fim, também é importante reconhecer que o reflexo de deglutição do bebê é imaturo e tende a se alongar por um tempo.

Será que é só por causa dos dentes que meu bebê está babando muito?

Claramente, uma das razões pelas quais um bebê baba excessivamente é por causa do nascimento dos dentes. Embora eles demorem a nascer, a partir do segundo mês de vida os núcleos dentais começam a se mover sob as gengivas.

A saliva contém enzimas, que ajudam a combater possíveis infecções. É por isso que sua produção vai aumentar a partir do momento que o primeiro dente aparecer. Nessa fase, o bebê certamente vai pedir um mordedor. Esses pequenos objetos dão um alívio às gengivas, mas produzem muita saliva.

Por outro lado, a primeira coisa que a criança descobre são as mãos. Então, ela imediatamente começa a levá-las à boca, pois, dessa forma, explora novas sensações. Ao brincar com as mãos na boca, a salivação é estimulada e a criança começa a babar.

Essa atividade é benéfica quando o bebê inicia a alimentação complementar. Por exemplo, pegar os alimentos e levá-los à boca faz com que, lentamente, a criança comece a dieta complementar com alimentos sólidos por conta própria.

Quando começam a morder os dedos e brincar com a língua, os bebês estimulam a salivação, que é necessária para amaciar e engolir os alimentos.

Assim, o bebê tende a morder a área onde os dentes se projetam. Essa parte geralmente fica inchada e avermelhada. A salivação é bastante pronunciada e necessária nesse momento, pois mantém a área hidratada e previne infecções.

A saliva e a alimentação

A saliva e a alimentação

Os novos sabores e as sensações produzidas pela introdução dos alimentos sólidos estimulam as papilas gustativas e secretam mais saliva do que o habitual. O papel da saliva é agir como um lubrificante e ajudar os alimentos a chegar ao estômago.

Você deve ter atenção se a salivação do seu filho for além do que é considerado normal. Em geral, a idade média em que a criança para de babar é por volta dos 18 meses, embora isso seja muito variável. Tudo sempre vai depender do processo de amadurecimento, da aceitação da ingestão de alimentos sólidos e do nascimento dos dentes.

Não se preocupar em excesso é essencial. Da mesma forma, ter um babador absorvente e uma chupeta à mão é muito útil para ajudar o bebê nesse período.

Descubra e aproveite com calma cada fase do crescimento do seu bebê. Lembre-se sempre de que, sejam elas boas ou ruins, todas as fases são únicas.

  • Macedo, A. (2012). O desenvolvimento das habilidades de alimentação do bebê no primeiro ano de vida: uma perspectiva fonoaudiológica de promoção de saúde. Tese de Doutorado.