Meu filho ainda usa fralda: devo me preocupar?

· 27 de fevereiro de 2019
A preocupação com as crianças que não superam a fase das fraldas é muito comum entre as mães em um grupo ou nas consultas ao pediatra. O que é considerado normal? Quando devemos nos preocupar?

Uma das questões que circula entre os grupos de mães com bastante frequência tem a ver com a idade na qual as crianças começam a ir ao banheiro sozinhas.

Se você não souber a resposta, certamente tem a mesma preocupação que outras mães. Por isso, neste artigo, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre a seguinte pergunta: o que fazer se o meu filho ainda usa fralda?

Meu filho ainda usa fralda: isso é normal?

Poderíamos dizer que o ‘normal’ tem mais a ver com uma pressão social do que com qualquer outra coisa. Geralmente se diz que, aos três anos de idade, a criança já deve ter parado de usar fralda. No entanto, quando se trata de questões biológicas, não podemos ser tão rigorosos.

Se uma criança já tiver mais de 36 meses e ainda não souber ir ao banheiro sozinha, isso é considerado um erro da parte dos pais, que não ensinaram corretamente ou que fizeram isso tarde demais.

No jardim de infância, outras mães podem exercer uma pressão um tanto quanto irritante com relação ao controle dos esfíncteres da criança. Por isso, é normal que uma mãe diga “meu filho ainda usa fralda” com uma certa tristeza e até mesmo com vergonha.

Mas tenha calma, porque também não é uma questão de traumatizar a criança só porque outras crianças da mesma idade já vão ao banheiro sozinhas. A mesma coisa acontece com outros momentos relacionados ao desenvolvimento, como por exemplo andar, falar ou usar os talheres para comer.

Não se trata de um estímulo, de falta de educação ou de descuido dos pais, mas sim de maturidade biológica. O mais comum é que as crianças entre os 2 e os 3 anos de idade já estejam em condições físicas e psicológicas de deixar as fraldas.

No entanto, como dissemos anteriormente, este não é um limite definitivo. Por isso, é muito importante respeitar o tempo da criança e, ao mesmo tempo, ajudá-la a superar essa mudança tão importante para a sua vida.

Deixar a fralda leva tempo

Deixar a fralda leva tempo

Algumas crianças têm a capacidade de deixar as fraldas de um dia para o outro, mas a maioria delas leva algumas semanas.

Para que a criança possa ir ao banheiro sozinha, tanto seus órgãos quanto o seu sistema nervoso devem estar prontos. Esse amadurecimento ocorre por volta dos três anos de idade, embora essa faixa etária seja apenas uma indicação.

Você será capaz de perceber quando o seu filho estiver pronto para deixar a fralda quando ele passar a anunciar que fez as suas necessidades e que quer ser trocado. O mesmo acontece quando ele indicar que está urinando ou defecando naquele momento ou caso avise que está prestes a fazer xixi.

Estes são sinais de que a criança consegue perceber o que está acontecendo com o seu corpo e que a bexiga ou o intestino enviam as mensagens corretas para o cérebro.

O mais comum é que as crianças entre os 2 e os 3 anos de idade já estejam em condições físicas e psicológicas de deixar as fraldas. No entanto, como dissemos anteriormente, este não é um limite definitivo. Por isso, é muito importante respeitar o tempo da criança.

Dicas para ajudar a criança a deixar as fraldas

O que devo levar em consideração se o meu filho ainda usa fralda? Aqui estão algumas orientações sobre o assunto:

  • Deixar a fralda não tem nada a ver com a idade, mas sim com uma questão biológica.
  • Esse momento não é uma competição com as outras mães. Não preste atenção aos comentários comparando a maturidade de uma criança com as outras.
  • O verão é apenas mais uma estação. Evite esperar por esse momento para tirar a fralda do seu bebê.
  • Evite castigar quando a criança não conseguir fazer as suas necessidades no banheiro.
Dicas para a criança deixar as fraldas

  • Impor a vontade dos mais velhos é contraproducente. A criança vai deixar a fralda quando ela quiser.
  • Tenha em mente que pode haver ‘regressões’ e que elas são normais. Principalmente diante de certas mudanças, tais como a chegada de um irmão, uma mudança de casa, etc.

Para tornar o processo mais divertido e eficaz, como pais, devemos prestar muita atenção às necessidades das crianças. Comprar um penico colorido ou inventar brincadeiras pode ser uma boa ideia.

Também podemos mostrar como elas devem se sentar, dando nós mesmos o exemplo, ler uma história enquanto estiver ‘esperando’ para fazer xixi, elogiar quando atingir o objetivo e, acima de tudo, ter bastante roupa íntima extra para os ‘acidentes’.

“Meu filho ainda usa fralda” é uma frase bastante ouvida por médicos e professores. Mas isso não é um motivo para se envergonhar nem se sentir culpada.

A criança, por volta dos três anos de idade, já pode ir ao banheiro sozinha. Para isso, ela precisa de nossa ajuda e apoio, não de pressão nem de incompreensão.

  • Thaman, L. A., & Eichenfield, L. F. (2014). Diapering habits: A global perspective. Pediatric Dermatology. https://doi.org/10.1111/pde.12468