Meu filho perde tudo: como posso ajudá-lo?

Há crianças que muitas vezes perdem suas coisas. Isso pode acontecer por vários motivos, e é importante encontrar a causa para ajudá-las a resolver o problema.
Meu filho perde tudo: como posso ajudá-lo?

Última atualização: 20 Outubro, 2021

Meu filho perde tudo! Um dia é o guarda-chuva, no outro dia é o estojo, e no outro, a jaqueta. Você com certeza sabe do que estou falando, não é?

Nesse caso, há uma coisa importante que você deve saber: uma educação superprotetora e permissiva incentiva comportamentos passivos e dependentes nas crianças. Além disso, não permitem que elas criem um senso de responsabilidade com suas coisas, porque afinal os pais estão sempre ali para lembrá-las de tudo.

Portanto, é fundamental que se estimule a autonomia das crianças desde cedo, para elas que aprendam a se responsabilizar por seus objetos. Você sabe como conseguir isso?

Meu filho perde tudo: possíveis causas dos esquecimentos

As razões para perder as coisas são muito variadas. Na verdade, há crianças que se distraem mais do que outras e que, por se distraírem facilmente, perdem seus pertences.

Para ajudá-las, é preciso saber o que gera esse esquecimento. Vejamos alguns dos motivos mais comuns.

Alterações neurológicas

Algumas doenças orgânicas (neurológicas ou psiquiátricas) podem causar confusão na criança, entre outras manifestações.

Se houver suspeita dessa causa, é necessário consultar um especialista para se chegar a um diagnóstico específico do problema, seja ele temporário ou permanente.

Estresse infantil

O esquecimento e as distrações podem se dever ao estresse. Nesse sentido, é necessário saber se é uma preocupação típica da idade (problemas com um amigo) ou alguma situação que a preocupa, como o bullying ou a violência doméstica.

São problemas que podem levar a esquecimentos e distrações frequentes nas crianças, como forma de pedir ajuda.

Mudanças na dieta

Não devemos esquecer que a comida desempenha um papel fundamental no desempenho intelectual. Alguns alimentos podem dificultar a concentração. Portanto, é necessário detectar qualquer mudança de comportamento que apareça após a ingestão de determinados alimentos.

Por outro lado, manter uma alimentação saudável e completa pode ser um fator de proteção para esses problemas.

Meu filho perde tudo: como posso ajudá-lo?

Certamente você já se fez essa pergunta várias vezes se seu filho é um pouco distraído e perde as coisas com frequência. Por isso, vamos oferecer algumas dicas para que você possa ajudá-lo. Não perca!

1. Ensine-o a ser responsável

Se toda vez que seu filho perder algo, você imediatamente comprar de volta, não estará incentivando a responsabilidade dele. É necessário experimentar as consequências de seus erros para prestar mais atenção na próxima vez.

Com o passar do tempo, seu filho pode se dar conta dos benefícios de ser responsável e dos malefícios de não ser responsável. Portanto, quanto maior a responsabilidade, maiores a liberdade e os privilégios.

2. Coloque nome em suas coisas

Se seu filho perde objetos com frequência, uma opção é colocar seu nome todos os seus pertences. Dessa forma, se ele os perder, pelo menos poderão ser recuperados.

3. Forneça recursos visuais

Um lousa ou uma agenda pode ser muito útil para lembrar algumas coisas. Às vezes, as crianças precisam que os adultos as ensinem a se organizar mentalmente, e isso pode ser conseguido por meio de recursos visuais. Dessa forma, é mais fácil desenvolver um esquema mental de espaço e tempo.

4. Faça roteiros para lembrar

Podemos criar pequenos roteiros para ajudar nosso filho a lembrar a sequência de eventos que deve seguir. Por exemplo: antes de sair, devo verificar se peguei o casaco e depois devo conferir a mochila para ver se está tudo lá.

Em casa, devemos lembrá-lo do roteiro continuamente até chegar o dia em que ele vai fazer tudo automaticamente e sem ajuda.

Meu filho perde tudo, mas posso ajudá-lo!

Se você leu até aqui, certamente já aprendeu algumas das dicas para ajudar seu filho a melhorar nesse aspecto. Mas, primeiro, você precisa investigar qual pode ser a razão desses problemas.

Existem crianças que, naturalmente, são mais distraídas, mas podemos trabalhar com elas com responsabilidade e ajudá-las a melhorar nesse aspecto.

Pode interessar a você...
Como o treinamento musical influencia a memória e a atenção das crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Como o treinamento musical influencia a memória e a atenção das crianças

O treinamento musical pode melhorar o funcionamento executivo das crianças e ter benefícios para a aprendizagem? Descubra tudo aqui!



  • De la Gándara, J., García, X. R., & Pozo, J. V. (2006). Despistado, acelerado e inquieto.¿ Es hiperactivo. Barcelona: Planeta Prácticos.
  • Alonqueo, P., & Soto, P. (2011). ¿ Es despistado o está despistado?: Infiriendo la estabilidad de los rasgos psicológicos. Psykhe (Santiago), 20(2), 87-100. https://scielo.conicyt.cl/scielo.php?pid=S0718-22282011000200008&script=sci_arttext&tlng=n