Meu filho tem medo de dormir fora de casa. O que fazer?

· 30 de abril de 2019
Uma das principais razões pelas quais seu filho tem medo de dormir fora de casa é por causa dos hábitos e costumes profundamente enraizados que são tão marcantes em sua casa na hora de dormir. O segredo é dar autonomia progressivamente, sem obrigar ou forçar isso.

O medo de dormir fora de casa é um medo infantil muito comum; assim como o medo do escuro e da separação dos pais, que também são medos frequentes. Começa em torno de dois anos e pode durar até seis ou oito anos.

É um estágio em que a criança está muito apegada aos pais e constantemente busca a segurança que somente seus pais ou parentes próximos podem lhe dar; por isso tem medo de passar a noite fora de casa.

A criança está muito acostumada com os hábitos de seu ambiente. Ela está acostumada a dormir em seu quarto, com as mesmas rotinas de sempre.

Por essa razão, quando esse hábito é modificado e seu filho tem que dormir em algum outro lugar que não seja sua casa, pode expressar descontentamento ou tristeza. 

Quando a criança está pronta para viver a aventura de dormir longe de casa, poderá descobrir uma nova maneira de se relacionar com outras crianças, pois começará a compartilhar experiências e brincadeiras. Além disso, e graças a isso, seu filho pode fortalecer sua autoestima.

O que você pode fazer se seu filho não quiser dormir fora de casa?

Para dormir fora de casa ser uma aventura divertida para o seu filho, você deve, em primeiro lugar, incentivá-lo a expressar seus medos e fazer perguntas, bem como respondê-las com calma.

Você deve certificar-se de que a criança está bem informada sobre as atividades que podem ser feitas enquanto estiver sozinha e motivá-la para que seu desejo seja maior do que o medo de dormir fora de casa. Lembre-se de focar sua atenção nas atividades que ela mais gosta.

menina com insonia

Você precisa facilitar a comunicação com seu filho.Não pense que o problema vai se resolver sozinho. Tome medidas sobre o assunto e convide-o a participar dos preparativos para dormir fora de casa.

Não deixe a criança fugir da situação. Mantenha-se firme e não permita que ela desista da situação. Tenha paciência, não se imponha; pois você irá gerar ainda mais rejeição em seu filho.

Evite consolá-lo, dizendo-lhe que ele ficará bem e contribuindo, assim, para a tendência da criança de desconfiar de sua opinião. Não diga a ela exatamente o que fazer. Peça para que tenha um plano para fazer novos amigos e atividades divertidas.

Medo de dormir fora de casa: a primeira noite do seu filho longe do lar e como ajudá-lo

É aconselhável que você acompanhe seu filho até a casa do amigo onde ele vai dormir a fim de agir como um intermediário e ajudar a combater ter medo.

Você deve oferecer alternativas à criança para que ela saiba que não está sozinha. Deixe-a saber que, se algo doer ou se ela tiver algum problema, poderá ligar para você através da mãe do amigo ou, ainda, se tiver um celular, poderá fazer isso sozinha.

Você tem que saber que não há idade ideal para a criança começar a dormir fora de casa. A idade apropriada irá estabelecer-se por si mesma.

Seu filho lhe pedirá para ir aos acampamentos ou dormir na casa de um amigo, mas você só poderá deixá-lo quando ele for autossuficiente em sua própria casa. 

Para a criança poder passar a noite fora de casa, você deve primeiro reforçar seu condicionamento, transmitir-lhe segurança e ajudá-la a enfrentar seus medos para superá-los. Só assim ela se sentirá segura e preparada para dormir fora de casa.

menino com medo de dormir sozinho

E se meu filho chorar?

Embora ele adore a ideia, às vezes pode não dar certo. É importante não exagerar na sua reação e controlar sua preocupação; caso contrário seu filho notará seu nervosismo e suas dúvidas e se sentirá mais inseguro.

Se ele não parar de chorar, é sinal de que não está preparado para enfrentar essa experiência. Cada criança precisa de seu tempo para se adaptar a novas situações e, portanto, deve evitar vivê-las como algo traumático; caso contrário ela não deixará de ter medo de dormir fora de casa.

Por essa razão, é necessário que o seu filho vá se separando de você progressivamente. Você tem que esperar até que a criança peça para dormir fora de casa ou, pelo menos, até que não demonstre muita resistência à ideia.

Essa experiência será benéfica para ele, porque promoverá sua autonomia, as relações sociais, a tolerância, a habilidade de compartilhar suas coisas e de ser companheiro. Valores essenciais para a vida e, também, para o futuro.