Mindful eating para crianças: por que e como aplicar

24 Janeiro, 2021
Seus filhos geralmente comem distraídos com brinquedos ou telas? Vamos dizer por que isso pode ser prejudicial e como aplicar um hábito de alimentação consciente, o "mindful eating".

Os bebês nascem muito conectados com as suas necessidades e sensações internas. Eles sabem perfeitamente quando estão com fome e quando estão satisfeitos. No entanto, conforme vão crescendo, vamos dando distrações que fazem com que eles se desconectem desse radar interno. Por isso, o mindful eating surge como uma proposta para ajudar as crianças a recuperar essa capacidade inata de se ouvir e se alimentar de forma consciente.

Praticamente todos os pais já brincaram, dançaram ou cantaram para fazer o bebê comer vegetais. E muitos deles sucumbiram à tentação de colocar os filhos diante de uma tela na hora das refeições. Porém, essas atividades que chamam a atenção da criança fazem com que comer se torne um hábito automático e, portanto, deixe de ser feito da forma mais saudável.

O mindful eating nos propõe focar toda a nossa atenção no ato de comer enquanto ele é feito, ou seja, devemos nos alimentar usando os cinco sentidos. Os benefícios são múltiplos, mas mudar os hábitos pode ser complicado. Por isso, é importante que as crianças aprendam a aplicá-lo desde os primeiros anos de vida.

Mindful eating para crianças: por que e como aplicar

Por que implementar o mindful eating para crianças?

Talvez você esteja se perguntando por que valeria a pena o esforço de implementar o mindful eating na vida dos seus filhos. Afinal, as rotinas, as tarefas domésticas e as obrigações do trabalho deixam pouco tempo livre e, em muitos casos, a opção mais confortável e conhecida parece a mais tentadora. Por que começar a comer de forma consciente?

A primeira e mais importante razão é que o mindful eating ajuda as crianças a se familiarizarem com as suas sensações internasAprender a reconhecer quando estão com fome e quando não estão e a identificar quando estão saciadas não é tão simples quanto parece. Até mesmo muitos adultos têm dificuldade com isso.

De fato, muitas vezes, essa costuma ser a causa de distúrbios alimentares que podem ter graves consequências para a saúde. Com o mindful eating, os seus filhos passarão a saber quando e quanto comer, dando atenção às sensações transmitidas pelos seus corpos e evitando assim a ocorrência desses transtornos.

Além disso, a alimentação consciente ajuda a entender de onde vêm os alimentos e como eles são valiosos. Aumenta a sua consciência ambiental e incentiva a gratidão. É também muito positiva para favorecer a concentração e o relaxamento, o que evita estados de estresse e alteração excessiva. As crianças aprendem a apreciar os sabores e a comer com calma.

Como colocar o mindful eating em prática em família?

Implementar o mindful eating como um hábito na vida diária da família não é complicado. Basta modificar certos hábitos e ser persistente. Assim, as principais diretrizes são as seguintes:

  • Quando o bebê começar a ingerir alimentos sólidos, opte por práticas naturais e respeitosas, como o baby-led weaning. Isso vai ajudá-lo a estabelecer uma relação saudável com os alimentos, sendo capaz de se autocontrolar. Além disso, ele começará a conhecer e a experimentar a comida no seu próprio ritmo.
  • Evite distrações na hora de comerNada de jogos, celulares ou televisão. O horário da refeição é sagrado e a atenção deve estar voltada para o que está sendo ingerido.
  • Sempre coma em família e no mesmo lugar. Vocês podem aproveitar a hora do almoço para conversar e compartilhar as experiências do dia. No entanto, se surgir uma discussão ou emoções negativas, deixe a conversa para depois. Comer com estresse no ambiente é muito prejudicial.
  • Envolva todos os sentidos. Para isso, tente fazer pratos atraentes ao olhar. Experimente combinações de sabores e opte pela variedade. Da mesma forma, também pode ser muito positivo envolver as crianças na preparação dos alimentos.
Mindful eating para crianças: por que e como aplicar

Alimentação consciente, vida consciente

Quando você começar a aplicar o mindful eating na sua vida familiar, os resultados não vão demorar a aparecer. Além disso, você também vai perceber que os benefícios dessa prática vão além do mero ato de se alimentar, pois, de fato, as crianças se acostumam a estar em contato com os seus estados internos. Por isso, elas também se tornarão mais conscientes das suas emoções e terão mais facilidade para identificá-las e regulá-las.

Em suma, é um pequeno esforço que pode melhorar a qualidade de vida dos seus filhos e prevenir futuros problemas de saúde. Então, experimente e você não se arrependerá.

  • Pierson, S., Goto, K., Giampaoli, J., Hart, S., & Wylie, A. (2019). Impacts of a mindful eating intervention on healthy food-related behaviors and mindful eating practices among elementary school children. Californian Journal of Health Promotion17(2), 41-50. https://journals.calstate.edu/cjhp/article/view/2288
  • Pierson, S., Goto, K., Giampaoli, J., Wylie, A., Seipel, B., & Buffardi, K. (2016). Development of a Mindful-Eating Intervention Program among Third Through Fifth Grade Elementary School Children and Their Parents. Californian Journal of Health Promotion14(3), 70-76. https://journals.calstate.edu/cjhp/article/view/2070/1891