Nunca saia de casa sem se despedir dos seus filhos

· 14 de novembro de 2016

Muitas vezes as mães evitam situações que podem irritar os filhos porque não querem vê-los chorar, fazer birra e pedir que os levem com elas aonde forem. Esta é uma tarefa inicialmente difícil, mas é preciso assumi-la, por isso, nunca saia sem se despedir.

Sem dúvidas, no seu papel de mamãe você já teve que fazer vários tipos de acrobacias: sair na ponta dos pés, gerar distrações e finalmente, desaparecer sem se despedir como a melhor das fugitivas, com a finalidade de evitar que seu filho fique irritado para conseguir ir com você.

Você entra no papel de espiã, tentando realizar alguma missão só para conseguir ir trabalhar, fazer compras ou outras tarefas, o que, além de ser cansativo, pode se transformar em um círculo vicioso do qual devemos sair para o bem-estar do ambiente familiar como um todo.

Não engane! Nunca saia sem se despedir

Assim que seu filho descobrir que você saiu se sentirá enganado, desprotegido e desconsolado. Mesmo que isso seja o oposto do que você quer projetar. As “saídas silenciosas” podem ser continuamente frustradas e complicadas, trazendo como resultado atrasos para chegar ao nosso destino, preocupações ou angústias, o que potencializará as condutas inadequadas da criança.

Se despedir de forma natural e lembrar seu filho de que você vai voltar será saudável para ambos e transformará a saída em um evento menos traumático para a criança e o ambiente familiar.

Com o tempo, você acaba deixando uma mensagem de alerta negativa no subconsciente sobre “desaparecer” sem se despedir. Por isso, deixar claro para o seu filho que você vai comunicá-lo com as técnicas adequadas é mais conveniente para ambos, apesar de possivelmente a criança não entender nas primeiras tentativas.

Ensinar aos pequenos o hábito de se despedir, além de ser agradável e fazer parte da educação em sociedade, aos poucos vai conseguir minimizar os comportamentos de irritação.

Explicar ao seu filho que você vai sair deve fazer parte da sua comunicação cotidiana como mãe, até que seu filho assuma esse acontecimento com naturalidade. Com isso, progressivamente, você poderá se livrar das milhares artimanhas para escapar que utilizou até agora.

 

sem se despedir

Envie uma mensagem positiva

Frequentemente as mães costumam deixar claro o sofrimento de deixar o pequeno para trás, seja com gestos ou palavras. Mas se evitarmos transmitir ou tentarmos esconder essa mensagem negativa, a criança vai se sentir mais à vontade e segura. Isso vai facilitar a hora de sair de casa no seu dia a dia.

Ressaltar que seu filho vai ficar seguro, repetir quem vai ficar com ele durante sua ausência, lembrá-lo do tempo que vai demorar para você voltar são pontos-chave para fazê-lo se sentir seguro durante a sua ausência.

Mentir nunca deve ser uma opção para sair sem se despedir, visto que as crianças costumam repetir os comportamentos das pessoas mais próximas. Isso acaba sendo contraproducente para o seu desenvolvimento.

Dizer uma bela mensagem ou entregar algum objeto ou brinquedo com o qual a criança possua afinidade vai proporcionar um apoio e uma distração saudáveis durante a sua ausência.

Reforce a mensagem positiva

Ainda que aparentemente seja óbvia a vontade de dizer alegremente que você chegou, pergunte como a criança se comportou ou o que ela fez durante o dia, por exemplo. Assim, você vai conseguir erradicar qualquer comportamento negativo e a criança vai perceber que era verdade que você voltaria. Isso vai reforçar a segurança e confiança entre ambos.

Premiar o bom comportamento de quando em quando é uma atitude que você deve implementar. Isso também pode ajudar a controlar qualquer irregularidade associada a um mau comportamento.

sem se despedir

Reconheça seus sentimentos

Esclarecer que é normal sentir medo, preocupação e apego vai ajudar a criança a se sentir compreendida. Explique que essa pequena separação vai servir para ambos fazerem coisas diferentes. Mas que você sempre vai voltar e estará pronta para dar amor e compreensão.

Menosprezar os sentimentos da criança ou mostrar que elas nos chantageiam emocionalmente prolonga a dor e o sofrimento. Lembre-se de que, como adultos, nós podemos ter o controle da situação. Além disso, nosso dever como mães é ajudar nossos filhos sempre que precisarem do nosso apoio.

Recomendações que vão deixar esse momento menos traumático

É possível transformar esse momento em algo natural. A seguir você vai encontrar algumas recomendações para não ir embora sem se despedir:

  • Mantenha a serenidade.
  • Seja o mais breve possível.
  • Demonstre afeto.
  • Lembre que você vai voltar.
  • Comunique-se com as pessoas que vão ficar com seu filho.
  • Sugira as atividades que a criança pode fazer durante a sua ausência, tais como: um desenho ou outra coisa feita a mão para você, além de guardar os brinquedos, etc…
  • Lembre dos benefícios que a criança terá se se comportar bem.
  • Premie as boas atitudes.
  • Escute o que incomoda.
  • Responda ou esclareça as dúvidas.