O perigo da água com gás e dos refrigerantes durante a gravidez

· 30 de setembro de 2018
Como sabemos que esse assunto é uma preocupação geral, resolvemos pesquisar sobre esse tema. De quebra, desmentimos alguns mitos que existem em relação ao consumo de bebidas gasosas na gravidez.

Algumas pessoas acreditam que a água com gás e os refrigerantes não são recomendáveis durante a gravidez porque provocam uma série de doenças e chegam a aumentar os riscos de contrair alguma doença durante esse período.

Também acredita-se, por exemplo, que o açúcar refinado, que faz parte da composição dos refrigerantes, provoca acidez e faz engordar.

O perigo da água com gás durante a gravidez

A água com gás é basicamente água com ácido carbônico, além de um ou outro mineral de acordo com a fonte da qual é retirada. Mas, além desses compostos, é falso o mito de que essa bebida é prejudicial durante o período de gravidez.

A seguir, explicamos melhor o porquê.

A água carbonatada (água com gás) não é recomendada para pessoas que sofrem com muitas flatulências e de aerofagia, estando elas grávidas ou não.

O problema para essas pessoas é que o ácido carbônico pode aumentar a quantidade de gás dentro do corpo. Mas, mais além desse mal-estar, não existem contraindicações para que uma gestante consuma essa substância.

Na verdade, há alguns benefícios que esse composto pode oferecer.

água com gás

Toda vez que a água com gás é ingerida, o ácido carbônico favorece a liberação de sucos gástricos e estimula a digestão.

Por isso, beber água com gás poderia ser uma boa maneira de facilitar as digestões pesadas durante a gravidez e funcionaria muito bem para aquelas mulheres que sofrem de dispepsia.

Também é falsa a crença popular de que a água carbonatada é altamente calórica e que não deve ser ingerida por pessoas com sobrepeso ou por mulheres que tenham sido diagnosticadas com uma gravidez de alto risco exatamente devido à obesidade.

Por tudo isso, estimada leitora, ratificamos que caso não seja uma água carbonatada que contenha outros componentes, isto é, se ela for composta basicamente por água e ácido carbônico (essa informação deve ser observada no rótulo), não há nenhum problema em consumir essa bebida.

O perigo dos refrigerantes durante a gravidez

Em oposição à água com gás, os refrigerantes são, sim, prejudiciais à saúde. Esteja você esperando um filho ou não.

Você deve saber que esses alimentos, que perfeitamente se encaixam na classificação de “besteiras”, contêm grande quantidade de sacarose, frutose, aromatizantes artificiais, cafeína e muitos outros compostos que em conjunto aumentam a gordura corporal.

Os refrigerantes são prejudiciais ao esmalte dos dentes, produzem cáries e provocam dependência.

Esses e muitos outros fatores são responsáveis por doenças como:

  • Diabetes
  • Doenças renais
  • Obesidade
  • Doenças cardíacas
  • Osteoporose

Doenças que, se você está esperando um bebê, podem colocar sua saúde e a do seu filho em risco. Consequentemente, fazem com que você acabe sendo diagnosticada com uma gravidez de alto risco.

O fato de beber refrigerante durante a gravidez também vai de encontro ao ideal de uma boa alimentação e à ingestão diária de nutrientes dos quais tanto a mãe, quanto o feto precisam. Principalmente quando essa bebida substitui outros alimentos importantíssimos.

Consequentemente, sua ingestão limita o consumo de minerais, proteínas, fibras e vitaminas, elementos benéficos ao organismo.

Em relação à cafeína, que faz parte dos componentes do refrigerante, acreditamos que é necessário fazer uma ressalva.

Apesar do fato de que as grávidas possam, sim, ingerir um pouco de cafeína – como foi demonstrado em um estudo realizado em 2015 pela Universidade Americana de Obstetras e Ginecologistas de Washington –, é preciso prestar atenção para não exceder o mínimo de 200 miligramas por dia.

É preciso atenção, pois a cafeína está presente no café, no chá verde ou preto, no chocolate, nos sorvetes de café ou no refrigerante.

Você deve saber que a cafeína prejudica o bom funcionamento dos rins. Além disso, pode causar ou piorar a acidez estomacal e a gastrite.

água com gás

O perigo da água com gás e dos refrigerantes durante a gravidez

Mamãe, o corpo humano é composto por água e precisa desse recurso natural renovável para realizar todas as suas funções. Por isso, é preciso beber água frequentemente.

Se você está grávida e toma água com gás porque gosta, sem problemas. Não há nenhum perigo em ingerir essa bebida caso você não sofra com flatulências ou de aerofagia. 

Mas, ouça bem, limite o consumo de refrigerante porque eles podem, sim, causar inúmeros problemas de saúde.