O que é acne neonatal?

· 13 de novembro de 2018
No primeiro ou segundo mês de vida de nossos bebês, normalmente aparecem umas pequenas bolinhas no rosto que podem nos assustar bastante.

Quando vemos essas pequenas bolinhas no rostinho dos nossos pequenos, imaginamos que é uma alergia ou uma reação por algum elemento estranho. Mas a boa notícia é que, geralmente, trata-se de um fenômeno chamado acne neonatal.

Essas pústulas de cor branca ou amarelada são comumente encontradas na área do nariz, das bochechas, da testa, das costas e do queixo.

Sempre associamos o rostinho do bebê com a suavidade do algodão. Mas quando saem essas espinhas, ficamos preocupadas e nos perguntamos: como curá-las? E se eu tentar tirá-las? Será que vai deixar marcas? Será que incomoda ou coça?

A acne neonatal ocorre em 40% dos recém-nascidos

Especialmente em crianças que são alimentadas exclusivamente com leite materno, acreditamos que somos as causadoras do problema, que estamos comendo algo errado ou que não deveríamos continuar amamentando.

Diante de todos esses casos, a primeira coisa que devemos fazer é deixar de questionar o alimento materno porque ele é perfeito para seu bebê.

A acne neonatal aparece em 40% dos recém-nascidos. Ela ocorre por uma simples razão: o acúmulo de gordura que fica presa nos poros.

Dessa forma, com uma explicação simples, podemos nos despreocupar e pensar nas possíveis alternativas para resolver esse problema.

Analisando a acne neonatal

acne neonatal

Às vezes, ao saírem da barriga da mãe, os bebezinhos já têm várias espinhas rodeadas por pele avermelhada.

Geralmente, tornam-se mais visíveis quando os bebês estão incomodados, sentem calor ou ficam irritados.

É importante esclarecer que se o bebê nascer com essas lesões inofensivas no rosto e elas desaparecerem em poucos dias, tratava-se de acne miliar.

Mas se vierem acompanhadas por erupções ou descamações em outras partes do corpo, pode se tratar de outras doenças, como eczema ou crosta láctea.

Qual é a causa?

Até agora, não existe uma resposta precisa que nos diga qual é a verdadeira origem deste fenômeno cutâneo.

Durante muitíssimos anos, os especialistas disseram que a acne neonatal ocorria devido à transferência de hormônios da mãe para o bebê ao final da gestação.

Vários grupos de especialistas tentaram analisar a influência de outros fatores sobre esse inconveniente, mas não conseguiram chegar a uma conclusão precisa.

Alguns insistem na hipótese de que a ingestão de certos medicamentos, pelo bebê ou pela mãe, influenciam no surgimento desse tipo de acne.

A acne neonatal desaparece dentro de algumas semanas sem nenhum tratamento especial.

Essas espinhas vão sumir em apenas algumas semanas, embora haja a probabilidade de que voltem a aparecer.

Naturalmente, se não melhorar em poucos meses, consulte um pediatra de confiança para receber orientações adequadas.

Enquanto isso, o que podemos fazer?

Para melhorar a condição da pele do seu filho, você precisará levar em conta estas recomendações sobre o que se deve e não se deve fazer:

  • Evite remédios especiais sem prévia consulta médica.
  • Não aplique nenhuma pomada, creme ou óleo nas áreas afetadas, pois pode piorar.
  • Não tente estimular a área com uma limpeza profunda.
  • Lavar a pele com água fria e um sabão suave será suficiente.
  • Seque-a com muita delicadeza e carinho.

Não fique angustiada com esse assunto, pois essas erupções não incomodam o bebê, nem coçam.  Portanto, tenha muita paciência, pois irá desaparecendo pouco a pouco.

acne neonatal

Depois dos 6 meses

As manifestações dessa doença depois dos seis meses chamam mais a atenção dos especialistas. Geralmente, é um sinal de que voltarão a aparecer na adolescência.

A acne neonatal deve ser tratada com medicamentos recomendados por um médico. E atenção: não tente removê-la, pois há o risco de infeccionar.

O cuidado com esses seres especiais que chegaram para engrandecer nossa vida é nossa responsabilidade.

Por isso, devemos sempre ajudá-los e buscar ajuda profissional quando necessário. Eles merecem todo nosso carinho porque nos deram a honra de nos tornarmos pais.