O que é diabetes gestacional?

· 3 de setembro de 2018
Neste post falaremos sobre uma das condições que podem ocorrer durante a linda etapa da gravidez: a glicosúria ou diabetes gestacional. Mas o que é isso e como nos afeta?

Quando se está grávida, algumas condições ou doenças têm a possibilidade de se manifestar em nosso organismo e podemos ser mais propensas a desenvolver. Algumas mulheres mais do que as outras.

Durante a gravidez o organismo de uma mulher sofre uma revolução. Os hormônios começam a trabalhar. Uma nova vida começa a crescer e, com ela, acontecem mudanças importantes.

Uma alteração na condição de saúde durante a doce espera é o que menos desejamos. Certamente, queremos que tudo corra com perfeição. Por isso, é vital reconhecer quando algo não está bem em nosso corpo, além dos sintomas próprios da gravidez.

O reconhecimento a tempo de uma doença pode realmente fazer a diferença para que nossa vida e a do bebê não corram perigo. É importante estar atenta a todos os sinais que nosso corpo proporciona durante a gravidez para evitar a todo custo os riscos.

O que você deve saber sobre a diabetes gestacional

diabetes gestacional

Existem múltiplos transtornos que podem se originar enquanto esperamos um bebê. Um deles é a diabete gestacional. Mas o que é isso? Pode afetar meu bebê? Como posso saber se sofro dessa doença? A seguir, responderemos essas e outras questões.

A diabetes gestacional se apresenta somente durante a gravidez e se caracteriza por níveis de glicose ou açúcar muito altos no sangue. Esse tipo de diabetes, que geralmente aparece no terceiro trimestre, pode trazer uma série de complicações que se manifestam na gestação e na hora do parto.

Na maioria dos casos, a diabetes gestacional costuma desaparecer depois do nascimento do bebê. Mas em alguns casos pode ocorrer que a mãe venha a sofrer, no futuro, diabetes tipo 2.

Especialistas da saúde afirmam que entre 2% e 10% das grávidas podem desenvolver essa doença. Por isso, ela é considerada bastante comum nessa fase.

A grande maioria das mulheres que manifestam esse tipo de diabetes tem bebês saudáveis, sem nenhuma consequência. Mas isso só ocorre se forem tomadas medidas corretivas a tempo. É por isso que é importante tomar algumas medidas de prevenção. Como, por exemplo, se alimentar adequadamente e praticar alguma atividade física recomendada pelo médico.

O que acontece no meu corpo se tenho diabetes gestacional?

O crescimento e o desenvolvimento do bebê dentro da barriga exigem um gasto importante de energia. Principalmente  no último período da gravidez.

Seu filho vai passar a precisar de grandes quantidade das reservas que você tem no seu corpo. Entre elas, a glicose, cerca de 50%. Ao se alimentar, seu corpo assimila parte desses alimentos para transformá-los em glicose. Assim, as células se alimentarão desse açúcar para obter energia.

Posteriormente, para que as células possam processar essa glicose, precisam de um hormônio chamado insulina, que é produzida pelo pâncreas. É possível que na gravidez as células não respondam à insulina devido à grande quantidade de mudanças hormonais.

Além disso, o pâncreas normalmente está preparado para produzir mais. Mas pode ser que isso não ocorra. Assim, os níveis de açúcar no sangue aumentam e se origina a diabetes gestacional.

diabetes gestacional

Sintomas da diabetes gestacional

Geralmente, a diabetes gestacional não apresenta nenhum sintoma. É por isso que é realizado um exame em todas as grávidas para detectar possíveis problemas.

Esse exame é conhecido como prova de tolerância à glicose – ou teste de O’Sullivan – e consiste em determinar o nível de glicemia no sangue após o consumo de 50 gramas de açúcar. Se chegar a um nível igual ou superior a 140, o resultado de diabetes gestacional é positivo.

Ainda que a maioria das grávidas não apresentem nenhum sinal, se forem afetadas por essa doença, existem alguns sinais aos que devemos prestar especial atenção e procurar nosso médico:

  • Aumento da sensação de sede frequente
  • Cansaço
  • Visão borrada
  • Aumento da vontade de urinar
  • Náuseas e vômitos

Fatores de risco

A diabetes gestacional costuma estar presente no organismo somente durante a gravidez. Mas existem alguns fatores que fazem com que uma mulher seja mais propensa a desenvolvê-la:

  • Sobrepeso ou obesidade
  • Antecedentes de diabetes gestacional em uma gravidez anterior
  • Hipertensão arterial
  • Síndrome de ovário policístico
  • Antecedentes de diabetes na família
  • Idade superior a 35 anos

Se você perceber ou sentir mudanças que possam indicar que alguma coisa não vai bem, o mais recomendável é consultar o mais rápido possível seu medico de confiança. O controle e o tratamento a tempo garantirão seu bem-estar e o de seu bebê.