O que fazer se o meu filho não quiser comer

· 4 de março de 2019
Nem todas as crianças aceitam logo de cara a comida que é oferecida. Como posso induzir meu filho a comer sem que ele se sinta forçado?

As hipóteses que surgem quando nos perguntamos sobre o que fazer se a criança não quiser comer são diversas: ele pode estar doente, talvez não goste da comida ou pode ser uma questão de atitude. Quase todos os pais passaram por momentos nos quais enfrentaram a recusa da criança. Certamente, isso nos enche de preocupação.

No entanto, essa falta de apetite pode ter muitas razões e é possível que a maioria delas não tenha nenhuma relação com causas negativas. Por isso, neste artigo, vamos falar sobre vários aspectos que você deve considerar e, é claro, de possíveis soluções para que o seu filho finalmente coma.

O que fazer se o meu filho não quiser comer

Encontre a origem da recusa

O primeiro aspecto que devemos considerar é por que a criança não come. Existem várias razões para isso acontecer e muitas delas podem ser explicadas pela idade da criança.

  • Crianças entre 1 e 5 anos de idade. De acordo com os especialistas em nutrição, ao completar um ano de vida, as crianças diminuem sua capacidade de se alimentar em comparação com os meses anteriores de vida.
    • Podemos chegar a pensar que não querem comer, mas na verdade elas ficam saciadas rapidamente e de acordo com as exigências do seu corpo.
  • Dos 6 aos 8 anos de vida. Durante essas idades, as crianças começam a comer mais. Esse fato coincide com o momento em que seu crescimento físico se torna mais acentuado.

Causas psicológicas

Crianças muito mimadas podem se recusar a se sentar à mesa para comer. Também acontece com frequência que, na idade pré-escolar, elas sintam rejeição pela comida. Isso ocorre, principalmente porque durante o horário escolar, costumam comer lanches e doces. Então, na hora de comer o prato principal, a fome já está saciada.

Doenças específicas

Em casos muito específicos, no primeiro ano de vida, as crianças podem se recusar a ingerir alimentos devido a doenças ligadas ao mau funcionamento dos rins, pulmões ou sistema gastrointestinal. Sempre consulte o médico se tiver alguma dúvida ou se houver uma recusa permanente de todos os alimentos.

As crianças muito mimadas podem se recusar a se sentar à mesa para comer

O que fazer se o meu filho não quiser comer: resolver o problema

Uma vez que sabemos as possíveis causas, devemos nos concentrar no que fazer para que a criança queira comer. Como sempre, é importante distinguir entre a criança que não está com fome e aquela que não quer comer especificamente os alimentos que você está oferecendo.

Lembre-se de que você também não deve alimentar a criança em excesso. Em muitos casos, mesmo que as porções pareçam pequenas, a criança pode ter atingido sua capacidade máxima. Assim, o seu estômago não consegue receber mais comida.

Ao completar um ano de vida, as crianças diminuem sua capacidade de se alimentar em comparação com os meses anteriores.

Dicas úteis

A seguir, vamos dar uma lista de ideias simples e práticas para reverter esse mau hábito:

  • Sirva as porções de comida indicadas para a idade da criança no maior prato que você tiver em casa. Isso cria um efeito visual através do qual a criança acreditará que está recebendo porções muito pequenas de comida e, assim, vai devorar tudo.
  • Não deixe que tome sucos ou água antes de comer o prato principal. Se fizer isso, a criança vai ficar cheia facilmente e, assim, não terá mais espaço no estômago.
  • Desligue a televisão e peça para guardar os brinquedos 20 minutos antes da refeição. Assim, a criança não terá distrações e será capaz de se concentrar no ato de comer. Enquanto espera, o seu apetite será despertado.
  • Nunca use a hora de comer como um momento para discutir com a criança, perguntar sobre o comportamento na escola ou repreendê-la pela bagunça do quarto. Você vai condicioná-la a associar a hora de comer com a hora do julgamento final.
Não ceda aos seus caprichos ou extravagâncias

  • Não ceda a caprichos ou extravagâncias. Assim, se a criança insistir em comer na cama ou assistindo televisão, ou se não quiser comer certos alimentos, apenas doces, não entre no jogo.
    • Nesse sentido você tem que permanecer firme! Dê a ela o seu espaço e espere até que ela esteja com fome e decida comer à mesa os alimentos que você oferecer.
  • Evite dar uma quantidade excessiva de alimentos ricos em açúcar, fast foods ou frituras. Já foi comprovado que crianças que comem doces em excesso ou alimentos que incluam realçadores de sabor, tais como o glutamato monossódico – presente no fast food –, posteriormente se tornam relutantes em comer alimentos saudáveis ou caseiros.

Como recomendação final, nunca castigue o seu filho se ele não quiser comer. Além disso, não o deixe sentado à mesa o dia todo e, também, avalie o tamanho das porções de comida que você serve.

Seguindo essas ideias para consumir leguminosas, verduras e proteínas, você verá que vai ser simples fazer com que o seu filho coma a quantidade de comida de que o corpo dele precisa.

  • Romar Regueiro, T., Ruiz Melguizo, M. J., Trabalón Flores, I. R., & Mañas Ruiz, C. M. (2012). ¡Mi niño no come! Nutricion Hospitalaria.