O que fazer se meu bebê não quiser tomar mamadeira?

8 de setembro de 2019
Qualquer coisa nova que interfira na rotina do bebê pode ser rejeitada. O desafio será encontrar uma maneira de obter aceitação sem consequências negativas no menor tempo possível.

O que fazer se meu bebê não quiser tomar mamadeira? Essa é uma pergunta comum entre as mães que querem parar o aleitamento materno exclusivo ou complementá-lo. Essa transição pode ser complicada, por isso precisamos encontrar uma maneira de causar o menor trauma possível tanto para os pais quanto para a criança.

Seu médico ou outro especialista em maternidade pode recomendar que você alimente seu filho com mamadeira apenas após o primeiro mês de nascimento. Nesse período, as mães geralmente voltam ao trabalho após o descanso materno, motivo pelo qual não estarão disponíveis para amamentar com a mesma frequência.

No entanto, desmamar completamente o bebê pode gerar alguns inconvenientes. A melhor coisa é alternar a amamentação com o uso de uma mamadeira para que o pequeno receba os nutrientes essenciais fornecidos pelo leite materno, e estes sejam complementados com os leites infantis disponíveis no mercado.

Adicionar leite de fórmula à dieta do bebê progressivamente é muito importante para ele se acostumar e minimizar a possibilidade de rejeição.

Lembre-se sempre de que, em todos os casos, esse processo de mudanças na dieta deve ser supervisionado pelo pediatra. Ele será o profissional responsável por indicar a fórmula apropriada e avaliar as reações que possam surgir.

Por que meu bebê não quer tomar mamadeira?

Os bebês recém-nascidos gostam e exigem muito contato físico com a mãe. Quando não o têm, ficam estressados ​​e choram. Isso porque essa proximidade faz com que eles se sintam protegidos e seguros. Ao fazer uma mudança que minimiza em qualquer medida o momento sagrado da amamentação, é natural e compreensível que eles sintam rejeição.

A novidade experimentada tanto pela textura quanto pela técnica de sucção é diferente do que já lhe é familiar, portanto, a aversão é completamente normal.

bebê não quer tomar mamadeira

Modificar a dieta do leite materno para uma de fórmula é um fator determinante na probabilidade de repulsão da criança pela mamadeira. Fatores como sabor, textura ou, até mesmo, o modo como o corpo reage a esse novo alimento podem não ser de seu agrado.

Por ser um processo tão longo e delicado, a paciência desempenha um papel muito importante. O pequeno se sentirá incompleto e estranho ao ter um novo alimento e instrumento para comer. Portanto, deixaremos algumas sugestões para facilitar essa transição:

Descoberta livre

Deixe o seu filho descobrir a mamadeira. Nesse sentido, deixe-o segurá-la nas mãos e morder o bico, por exemplo. Essa introdução, sem dúvida, facilitará sua adaptação. Para ter uma porcentagem maior de sucesso, adicione algumas gotas de leite materno. Assim, ele associará esse novo objeto ao seu alimento usual.

Faça-o sentir-se aquecido

Ao alimentar o bebê, é aconselhável abraçá-lo e envolvê-lo em uma roupa que retenha o cheiro da mãe quando não é ela quem lhe dá a mamadeira. Você pode falar com ele em um tom baixo e amoroso para que se sinta seguro. Além disso, ter uma mamadeira para alimentá-lo desde o início ajudará no processo de desmame.

É melhor alternar a amamentação com o uso de uma mamadeira para receber os nutrientes essenciais fornecidos pelo leite materno e os complementar, em qualquer caso, com leites para bebês.

Deixe-o relaxado na hora da alimentação

Segurar o bebê em uma boa posição, fazendo movimentos suaves para a frente e para trás, transformará a hora da refeição em um momento relaxante. Portanto, ele iniciará uma boa associação com a mamadeira.

Tempo de aceitação

O bebê não aceita nem se acostuma com a mamadeira de um minuto para o outro. Portanto, devemos nos armar com paciência e não forçá-lo se ele chorar ou rejeitar. Não caia no desespero de amamentá-lo novamente ao menor sinal de rejeição. O tempo de aceitação e adaptação da criança deve ser respeitado.

Em vez de levar o bico diretamente à boca do seu filho, um bom método para acelerar a aceitação da mamadeira é encostá-la nos lábios dele para que possa tomar quando quiser. Use sempre a mesma mamadeira, bicos e técnicas em diferentes horários de alimentação.

mãe dando mamadeira para bebê

Temperatura

A temperatura é muito importante: o leite não deve estar frio nem muito quente. Uma boa dica é refrescar o bico com água. Dessa forma, pode-se conseguir que o contraste com a temperatura do alimento seja muito mais agradável.

Se você é uma daquelas mães que se martirizam com a frase “meu bebê não quer tomar mamadeira”, deverá ter uma boa atitude e muita paciência para que seu filho aceite o novo método de amamentação.

Evitar a frustração com esse fato é crucial. O desmame é um processo lento que pode produzir muitos altos e baixos em ambas as partes. Algumas mães podem, até mesmo, ficar deprimidas diante do fracasso.

Não se esqueça de seguir essas dicas que, certamente, aliviarão a carga no processo de aceitação da mamadeira. Além disso, é claro, consulte um especialista para ele recomendar o melhor alimento para o seu bebê.

Lembre-se de que o leite materno é o único com todos os nutrientes necessários para o seu filho. Ao procurar um substituto, devemos ter fundamentos e uma opinião médica que apoie tal escolha.