O que são essas escamas na pele dos bebês?

4 de outubro de 2018
Embora possa parecer anormal e preocupante, pode ser uma condição clássica da pele das crianças. É praticamente inofensiva, mas podemos ajudar a melhorar a sua aparência.

Essas escamas na pele são muito comuns em bebês e crianças mais velhas. Elas se apresentam na pele como uma espécie erupção cutânea de aparência casposa e, às vezes, gordurosa.

Também chamada de crosta láctea, estas escamas aparecem, principalmente, no couro cabeludo de recém-nascidos.

Dermatologicamente, é conhecida com o nome da dermatite seborreica. Esta dermatite é provocada por uma inflamação das glândulas sebáceas na pele, de modo que podem aparecer em qualquer parte do corpo.

No caso dos bebês, o leite materno é a causa para a estimulação destas glândulas. Por isso, frequentemente eles apresentam essa aparência escamosa.

A condição é mais recorrente nas primeiras dez semanas de vida do bebê. Embora apareçam mais em áreas localizadas, em casos mais graves, podem se espalhar por todo o corpo.

Pode se complicar?

A crosta láctea é uma irritação com um aspecto não muito atraente podendo causar algum desconforto, mas geralmente se resolve sem medicação ou tratamento especial.

Apesar disso, quando percebemos essas escamas na pele do nosso bebê, é conveniente ir a um dermatologista para que avalie a sua real condição.

O diagnóstico é indispensável porque em alguns casos pode ser confundida com doenças como dermatite, histiocitose ou psoríase.

Estas infecções, por sua vez, podem gerar uma aparência escamosa, mas distinguem-se em particular pela vermelhidão da pele. A vermelhidão geralmente é um sintoma raro na dermatite seborreica, embora possa ocorrer.

escamas na pele

No geral, é uma infecção temporária que não costuma se complicar. Também não pode ser considerada como um problema de higiene e não é contagiosa.

Os sintomas mais irritantes podem ocorrer quando há coceira, o que nem sempre aparece. A infecção também pode causar vermelhidão e secreção oleosa.

Como ajudar a melhorar a aparência dessas escamas na pele?

A dermatologista pediátrica Daniela Kramer diz que esta condição não requer qualquer indicação de medicamentos uma vez que desaparece por si só.

Ela pode aparecer nas primeiras semanas de vida, mas geralmente desaparece após a décima semana. No entanto, a especialista explica que é muito importante fazer um diagnóstico para descartar a possibilidade de qualquer outra doença da pele.

Da mesma forma, a Dra. Kramer adverte que se a condição persistir além do tempo estimado é provável que seja algo diferente.

Às vezes, pode ser que o progresso da irritação faça alterar o diagnóstico para dermatite atópica, uma doença que requer um tratamento particular.

escamas na pele

No entanto, enquanto se considera um caso de dermatite seborreica, podemos ajudar a melhorar a aparência escamosa com um cuidado frequente.

Dar banho no bebê com um shampoo suave pode ser suficiente para conseguir resultados rápidos.

Uma outra ideia consiste em utilizar um produto diferente para cada parte do corpo. Ou seja, lavar o cabelo com um e o resto do corpo com outro, de modo que possamos evitar que a dermatite apareça em outras partes do corpo.

Outras medidas

Seguem abaixo outras medidas para o tratamento dessas escamas na pele do bebê:

  • Limpe as escamas com óleo e algodão, tentando remover cuidadosamente os restos salientes. Para facilitar essa tarefa, você também pode misturar óleo de bebê com vaselina líquida.
  • Tente usar shampoo e sabonete hipoalergênico com pH neutro, sem odores fortes ou corantes agressivos.
  • Quando esta dermatite apresenta inflamações, especialistas podem recomendar o uso de shampoo suave contendo corticosteróides suaves para uso tópico. Geralmente, o cetoconazol é indicado por alguns dias.
  • O uso de roupas de algodão ajuda a reduzir a irritação o que deixa a criança mais confortável
  • Para lavar a roupa do bebê, é recomendado usar sabão branco em barra, evitando sabonetes com cheiro forte e componentes mais agressivos
  • Não é recomendado o uso de óleos emulsificados ou produtos perfumados, principalmente se não forem especiais para o uso de bebês.