O uso de bico de silicone durante a amamentação

· 27 de maio de 2019
No período de amamentação, devido a algumas situações, o bebê não consegue mamar de forma adequada. Apesar de haver soluções para esse impedimento, é possível usar bico de silicone como alternativa.

A amamentação é um processo maravilhoso entre mãe e filho. No entanto, não é um período isento de problemas, os quais são perfeitamente solucionáveis. Nesse sentido, o bico de silicone durante a amamentação é uma das melhores alternativas para atenuar possíveis inconvenientes.

O importante é, em primeiro lugar, determinar a causa que impede o bebê de mamar. A partir disso, deve-se tomar uma medida necessária.

O que é um bico de silicone?

Os bicos de silicone como auxílio para o bebê têm sido usados há muito tempo. No início, foram feitos com materiais rígidos e pouco aderentes, como vidro, metal, marfim, látex e borracha; e, com frequência, não remediavam o problema.

A boa notícia é que esses protetores têm evoluído. Os modelos fabricados atualmente são mais compatíveis com a pele e são moldados de acordo com a anatomia de cada mulher.

O silicone é um material macio, fino, com uma boa moldabilidade e aderência. Além disso, o design busca comodidade e um aproveitamento máximo do produto.

Em quais casos devemos utilizar o bico de silicone durante a amamentação

O uso dos bicos de silicone geralmente ocorre nas seguintes situações, tanto na mãe como no bebê:

Particularidades anatômicas da mãe, como mamilos planos ou invertidos

Trata-se de mamilos que, mesmo com ereção, não se projetam o suficiente para permitir a amamentação, ou seja, se afundam perante o estímulo. Para resolver esse impedimento, recomendam-se algumas medidas. Uma delas é, justamente, usar o bico de silicone.

mulher com dor nos seios

Bicos moles

Os mamilos muito moles também não são favoráveis para que a criança consiga se alimentar através deles. Nesse caso, também é aconselhável o uso de bico de silicone.

Particularidades anatômicas da criança, como o frênulo lingual

Isso acontece quando o bebê tem muito freio sob a língua, o que lhe impede de sugar o leite de maneira adequada. Nesse sentido, o bico de silicone ajuda a fixar melhor todo o aparelho bucal para extrair o leite.

O bebê rejeita o peito ou tem dificuldade de mamar

Há bebês que rejeitam mamar e os outros que têm muita dificuldade de mamar de forma prolongada, sem motivo aparente. Os bicos de silicone podem ajudar em circunstâncias como essas, devido ao seu perfeito design e por seu material ser muito compatível anatomicamente.

Bebês nascidos prematuramente

Os recém-nascidos prematuros não têm a força suficiente para sugar. A firmeza dos bicos de silicone na mama pressiona o seu aparelho bucal, o que provoca os estímulos adequados.

“Os bicos de silicone durante a amamentação devem ser descartados assim que o problema que originou a sua utilização seja resolvido.”

No caso de amamentação mista ou de necessidade de induzir uma mudança

Por exemplo, quando se trata de fazer a transição para o uso da mamadeira, ou vice-versa, da mamadeira para o peito.

Há circunstâncias de saúde da mãe ou da criança que podem ter feito com que se iniciasse a alimentação através da mamadeira. Na hora de tentar a amamentação, pode ser útil o bico de silicone para ajudar na sua adaptação.

Rachaduras nos mamilos

É preciso resolver, em primeiro lugar, a razão pela qual os mamilos ficaram rachados. O uso de bico de silicone por causa dessa lesão pode representar um alívio momentâneo para não interromper a amamentação. Ao curar os mamilos, deve-se retomar a amamentação direta.

Usar corretamente o bico de silicone

As indicações seguintes devem ser seguidas para conseguir usar corretamente o bico de silicone durante a amamentação e, assim, evitar problemas adicionais:

  • Seguir as instruções para a sua correta utilização. Geralmente, o bico de silicone é parecido com uma chupeta. Encaixe-o bem nos mamilos de forma que garanta uma perfeita aderência. Dessa forma, evitará que saia, e você não terá que reposicioná-lo toda hora.
  • Usar o tamanho certo. Isso se refere ao mamilo, e não à dimensão da mama. Se ficar muito pequeno para o mamilo, ficará se movendo, e se for maior que o necessário, ocorrerá o mesmo.
  • Permanecer na posição correta para amamentar. Tanto a mãe como o bebê devem se manter na posição física recomendada para o bebê mamar o leite materno, tanto com o bico de silicone como sem ele.
  • Manipular o bico de silicone com muita higiene. O leite estraga rapidamente e o bico de silicone pode se encher de germes. Por isso, recomenda-se esterilizar e lavar os bicos de silicone sempre com água e sabão.
bico de silicone

Quando deixar de usar o bico de silicone

Em suma, o bico de silicone durante a amamentação deve ser descartado uma vez que o problema que originou a sua utilização seja resolvido. Quanto à nutrição, o peso e a saúde do recém-nascido devem ser a referência para saber se ele está suficientemente alimentado.

Se não houver nenhum motivo para usar o bico de silicone não deve ser utilizado, já que pode gerar desconforto e interferência em um processo que tem que fluir de uma maneira totalmente natural.