O que as olheiras das crianças dizem sobre sua saúde

Nem sempre as olheiras nas crianças deve ser um motivo de preocupação, mas é importante saber sua causa e em que situações consultar o pediatra.
O que as olheiras das crianças dizem sobre sua saúde

Última atualização: 19 Agosto, 2021

As olheiras das crianças são um sinal clínico comum, caracterizado pelo escurecimento da pele localizada abaixo da pálpebra inferior. Seu nome técnico é hiperpigmentação periocular, apesar de existirem outros nomes para a mesma condição.

Embora as olheiras não sejam em si um problema de saúde, muitas vezes sugerem que alguma patologia está ocorrendo no organismo da criança. Você quer saber mais sobre elas? Então não deixe de ler o que vamos contar a seguir.

O que são as olheiras e quais tipos existem?

As olheiras são manchas escuras na pele localizadas abaixo das pálpebras inferiores. Elas geralmente se estendem de um lado ao outro dos olhos, embora outras vezes possam rodeá-lo por completo.

Elas surgem por vários motivos e nem sempre são de sinal de alguma doença. Geralmente, essas manchas ficam mais visíveis e marcadas em pessoas de pele clara.

Isso porque o tecido da pele nas pálpebras é muito mais fino do que no restante do rosto. Através dessa fina pele, é possível ver os vasos e outras estruturas localizadas nas camadas mais profundas.

Em peles mais claras o contraste se destaca mais. No entanto, não foi demonstrado que as olheiras ocorram com mais frequência do que em peles escuras.

Existem vários tipos de hiperpigmentação periocular definidas de acordo com a coloração e a causa. São os seguintes:

  • Pigmentado (de cor marrom-escuro).
  • Vascular (a cor varia entre vermelha, roxa ou azulada).
  • Estrutural (semelhante à cor da pele da criança).
  • Misto (resultado da combinação de dois ou três dos tipos mencionados).

O que as olheiras dizem sobre a saúde das crianças?

Menino cansado bocejando.

Uma criança com olheiras parece cansada, mesmo que não esteja. Seus olhos parecem estar mais irritados e a pele ao redor das pálpebras fica mais seca e rachada do que o normal.

É importante saber que as olheiras não representam um problema de saúde em si mesmas. Contudo, é importante saber o que as causa, pois muitas vezes podem ser um sinal de alguma doença.

Por meio de um correto exame físico da criança e de um interrogatório completo, é possível se aproximar do diagnóstico da patologia ou do fator hereditário que causa esse sinal.

A seguir, confira as causas mais comuns das olheiras em crianças.

Efeito de sombra do lacrimal

Antes de começar a indagar sobre as causas das olheiras, é importante avaliar o paciente em condições de iluminação adequadas.

Em algumas pessoas, o canal lacrimal eleva ligeiramente a pele localizada abaixo da pálpebra. Se a luz atingir o rosto da criança de uma maneira particular, pode causar uma sombra sob os olhos que simula uma olheira. Por isso, é fundamental ajustar a luz ao examinar a criança.

Causas hereditárias

Foram relatados inúmeros casos de famílias que apresentam essa característica facial em vários de seus membros, independentemente da idade ou do estado de saúde. Isso sugere que existe uma forte influência genética para o desenvolvimento das olheiras (Goodman-Belcher, 1969).

Na maioria das vezes, as olheiras aparecem cedo, até desde a primeira infância. Com o passar do tempo e os danos acumulados de fatores ambientais (como os raios ultravioleta ou o estresse), a hiperpigmentação se intensifica.

Falta de sono

Cansaço e falta de sono não são causas muito comuns de olheiras em crianças, embora possam ocorrer.

Quando a criança não descansa adequadamente à noite, ocorre o envelhecimento prematuro da pele. Dessa forma, a pele das pálpebras tende a ficar mais fina e frágil do que o normal.

Por outro lado, a falta de sono favorece o acúmulo de líquido ao redor dos olhos. Isso é conhecido como edema e geralmente exibe uma coloração azulada.

Má circulação

Algumas doenças circulatórias, como telangiectasias, ou até processos inflamatórios da pele geram olheiras do tipo vascular.

Essas olheiras geralmente são arroxeadas ou avermelhadas, pois refletem a cor das pequenas artérias que levam sangue para os olhos. Como a inflamação causa a dilatação das artérias, as olheiras ficarão de uma intensa cor vermelha.

Uma forma de diagnosticá-las é pressionando suavemente a pele abaixo das pálpebras, do nariz para fora. Conforme o dedo se move para os lados, a cor avermelhada das olheiras desaparece e é substituída por uma profunda cor roxa. Após remover a pressão, o círculo escuro retorna à sua aparência original.

Congestão nasal

A congestão nasal causada por resfriados ou alergias respiratórias também causa olheiras do tipo vascular. Além disso, a criança pode ter dificuldade em manter um bom descanso noturno, acrescentando outro fator para perpetuar a hiperpigmentação periocular.

 

Olhos inchados: eczemas em crianças.

Trauma ou fricção

Batidas casuais ou traumas podem causar desde inflamação até lesões nos tecidos da área. Isso resulta em aumento da congestão sanguínea e, portanto, na formação de hematomas ou edema. Esses fatores dão às olheiras uma aparência arroxeada.

Quando as batidas são leves, mas constantes, provocam na pele danos semelhantes aos que favorecem o envelhecimento. Dessa forma, as olheiras desse tipo são estruturais ou pigmentadas.

Como tratar ou prevenir as olheiras nas crianças?

Independentemente das causas que as geram, as olheiras são um problema puramente estético. Por isso, é importante avaliar com um especialista em dermatologia pediátrica a opção de tratamento mais adequada para cada caso.

Como medidas caseiras, podem ser aplicadas compressas frias nas pálpebras para ajudar a reduzir a inflamação na área. Se as olheiras forem resultado de uma condição alérgica, como o eczema ou a rinite atópica, o uso de medicamentos anti-histamínicos pode ajudar. De qualquer modo, a indicação do pediatra será necessária para realizar esse tratamento.

Para prevenir as olheiras, é importante tratar sua causa subjacente sempre que possível e buscar manter cuidados gerais com a pele, como os mencionados abaixo:

  • Manter um estado de hidratação adequado.
  • Garantir um bom descanso noturno de acordo com a idade da criança.
  • Usar protetor solar todos os dias do ano para prevenir o envelhecimento da pele.
  • Realizar atividades relaxantes no dia a dia, como forma de educar o manejo do estresse desde cedo.

Sobre as olheiras nas crianças

As olheiras não são um problema de saúde, mas podem nos alertar para algumas condições que merecem atenção. É importante consultar o médico quando ela aparecerem repentinamente, a fim de fazer uma boa avaliação clínica e analisar a opção de tratamento mais adequada.

Pode interessar a você...
Do que depende a cor dos olhos e cabelos dos filhos?
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Do que depende a cor dos olhos e cabelos dos filhos?

Todos nascemos com genes transmitidos pelos nossos pais. Estes têm influência na cor dos olhos e cabelos, na forma do nariz e das orelhas, entre ou...