Pai é aquele que com um abraço cura todas as dores

· 18 de setembro de 2018
Quando um pai abraça, protege e dá vida seus filhos, alivia medos, os consola e faz com que um sorriso de felicidade tome conta de seus rostinhos.

Poucos lugares são tão reconfortantes e serenos quanto esse cantinho no peito e nos braços do pai. Aquele lugar especial onde se pode ouvir com força o seu coração bater.


Rousseau dizia que um bom pai vale por cem professores. E é verdade. Pois se você pensar bem sobre isso verá que poucas pessoas vão deixar uma marca tão profunda e decisiva na nossa memória emocional mais antiga. Um legado capaz de proporcionar esse tipo de educação que nos ensina a encarar a vida com mais coragem e segurança.

Algo que todos nós sabemos é que a criação não tem territórios e muito menos é exclusivamente típico de um gênero. Tanto a mãe quanto o pai são guias, professores e figuras de poder na vida diária da criança. Além disso, devido à presença significativa de mulheres no mundo do trabalho e dos negócios hoje em dia, existem muitos pais que são responsáveis pela maior parte do cuidado, atenção e educação das crianças.

Existem muitos pais que são responsáveis pelas tarefas domésticas ou que inclusive escolhem criar os filhos sozinhos. Tudo isso nos deve convencer mais uma vez de que os homens não são meros “ajudantes”, aquelas pessoas que auxiliam de vez em quando ou que tomam uma posição mais passiva quando se refere à criação dos filhos.

Eles também alimentam os filhos embora não amamentem. Eles também ficam acordados à noite, dormem pouco, trocam fraldas e abraçam seus bebês com o mesmo amor, a mesma necessidade e o mesmo cuidado delicado de uma mãe.
Neste artigo de “Sou mamãe”, vamos falar um pouco mais sobre isso.

As virtudes de um bom pai vivem para sempre na mente da criança

pai é

Vivemos em um mundo onde quase tudo parece ser perecível. Como disse o recentemente falecido Zygmunt Bauman, somos condicionados por uma sociedade líquida onde tudo se recicla, onde as coisas acabam logo e são substituídas por outras somente pela nossa vontade de consumir.

Embora seja possível que nosso filho também seja levado por essa tendência do consumismo quando começar a crescer, haverá algo diferente nele: as raízes e o legado duradouro que seu pai transmitiu. Esses aspectos sempre servirão de guia, pois não têm data de validade.

Cada conselho, cada memória significativa e cada abraço é como o açúcar que se dissolve no coração dos filhos. São aspectos que proporcionam nobreza e doçura, magia e determinação. E algo desse tipo é duradouro, eterno e constante.

Valioso é o pai que se preocupa em conhecer os seus filhos

Esta frase de Shakespeare “valioso é o pai que se preocupa com a satisfação das suas crianças” certamente contém uma grande verdade.

Educar não é moldar as mentes de acordo com a nossa vontade, semeando ideias rígidas, regulando tendências, desejos ou paixões. O bom pai é aquele que se esforça em conhecer seus filhos diariamente para entender suas emoções e ajudá-los a canalizá-las. Conhecer para saber quais são os interesses, as paixões e os sonhos que lhes permitam formar uma identidade forte, saudável, livre e única.

Ser pai também é lembrar de si mesmo quando era criança

pai é

Frequentemente, somos lembrados de que nunca devemos perder de vista a nossa criança interior. O bom pai é um homem que sabe muito bem quais são suas responsabilidades. Ele tem consciência de que é preciso cuidar de si mesmo emocionalmente e psicologicamente para dar o melhor ao seu filho. Ao mesmo tempo, também sabe que devem manter presente sua criança interior.

  • Dessa forma, ele poderá se conectar com o valor de aproveitar o momento. No presente onde tudo é possível. Consequentemente, as crianças vivem com sonhos e esperanças, improvisando, rindo descontraidamente, se divertindo com as brincadeiras, etc…
  • As crianças gostam muito de brincar com esse herói gigante que é o pai. Assim como as crianças, os pais também sabem apreciar, lembrando sua própria infância, gesticulando, cantando, os fazendo rir até cansar…

O melhor presente de um pai ao seu filho é o seu TEMPO

Em “Sou Mamãe”, lembramos disto sempre que é possível. O melhor presente que podemos dar aos nossos filhos é dedicar tempo, atenção, momentos de qualidade, etc. Enfim, esses instantes que permanecem para sempre na memória do coração das crianças.

O bom pai também sabe disso. Portanto, sabe separar muito bem o tempo de trabalho do tempo de relaxamento, amor e carinho com seus filhos. Ele entende que essa é a maior prioridade. E que a vida não vale a pena quando não se dedica de corpo e alma aos filhos por, pelo menos, duas horas do seu dia.

pai é

Tudo isso faz parte do tesouro que as crianças sempre vão se lembrar. Assim como certamente também se lembrarão dos abraços protetores do papai. Esse lugar em que se sentiam tão seguras, protegidas e amadas.