Para que serve o ácido fólico?

13 de julho de 2018
Quando uma mulher está grávida, uma das primeiras vitaminas que seu médico vai receitar será o ácido fólico. Neste artigo, vamos esclarecer os benefícios desse elemento para a sua saúde.

Apesar de, comercialmente, ser chamado de ácido fólico, o nome farmacêutico é vitamina B9.

Essa vitamina pode ser ingerida por meio de pílulas ou obtida nos seguintes alimentos: espinafre, aspargo, ovo, abacate, feijão, lentilha, arroz, fígado de vaca e de frango, beterraba, repolho, acelga, alface romana, tomate, manga, amora, abacaxi, batata, aveia, amendoim, flocos de milho, couve-flor, laranja, brócolis, vagem e pão de trigo.

Nosso fígado produz ácido fólico, mas ele é absorvido rapidamente. Assim, é preciso prestar atenção nas reservas dessa vitamina, sobretudo em mulheres em idade fértil. Por isso, é recomendado consumir diariamente doses proporcionais à idade e à condição física. O consumo dessa vitamina também é recomendado aos homens.

Dose recomendada

o ácido fólico

De acordo com diferentes casos de cada ser humano, é importante ingerir ácido fólico. Saiba quais são as quantidades recomendadas:

  • Homens e mulheres maiores de idade devem consumir 400 microgramas.
  • As mulheres grávidas necessitam de um consumo diário de 600 microgramas.
  • As mães que estão amamentando seus bebês precisam de 500 microgramas por dia.

Devemos esclarecer que nada em excesso é bom, incluindo essa vitamina. Assim, os médicos recomendam não exceder seu consumo diário, já que pode se transformar em um inibidor de absorção da vitamina B12.

Ácido fólico: uma vitamina ideal para todos

Se você está pensando em engravidar, converse com seu médico para que ele analise os níveis de ácido fólico dos futuros pais. Assim, ele vai poder estabelecer uma dose diária para cada um.

Sim, você leu corretamente. Os homens também precisam de ácido fólico, sobretudo quando se pretende ter filhos. Essa vitamina fortalece os espermatozoides e reduz o risco de transmitir ao novo ser alguma patologia congênita.

O ácido fólico não é de consumo exclusivo das grávidas. Qualquer pessoa pode tomar um comprimido por dia.

Essa vitamina, considerada milagrosa por muitos especialistas, devido a suas múltiplas contribuições à saúde, ajuda na renovação das células do DNA e na reparação dos tecidos. Em relação aos efeitos no feto, a presença de ácido fólico é imprescindível porque ajuda na divisão das células que são necessárias para produzir corretamente os tecidos e os órgãos do bebê, enquanto ele se desenvolve na barriga da mãe.

O ácido fólico ajuda a prevenir o Alzheimer e o câncer de cólon

Como o cérebro e a coluna vertebral são os primeiros órgãos que se formam no embrião, normalmente se recomenda o consumo de ácido fólico alguns meses antes ficar grávida para garantir a reserva necessária dessa vitamina no corpo da mulher.

Dessa forma, prevenimos a anemia, já que sua presença no organismo promove a produção de glóbulos vermelhos. Assim, se você tomar essa vitamina, vai combater as defesas baixas e a falta de energia que podem afetar seu dia a dia.

Vantagens de consumir ácido fólico

o ácido fólico

Durante a gravidez, os benefícios do ácido fólico se estendem à mãe e ao feto, já que reduz a possibilidade de partos prematuros, de baixo peso do bebê ao nascer e evita malformações congênitas.

Pelo contrário, a falta dessa vitamina durante o período de gestação pode ser um gatilho para que o feto apresente problemas neurológicos, pouco desenvolvimento do sistema ósseo e malformações na medula espinhal e no cérebro. Definitivamente, o ácido fólico é muito importante para o desenvolvimento do embrião.

A melhor maneira de obter qualquer vitamina sempre será por meio de alimentos crus como vegetais, hortaliças e frutas. No entanto, é possível que o consumo desses alimentos não seja uma fonte suficiente de ácido fólico e, nesses casos, se recomenda tomar em cápsulas ou em gotas. Essa ideia é perfeita para crianças que não gostam de saladas.

O consumo regular de ácido fólico, por meio de alimentos ou complementos, tem a capacidade de prevenir a depressão, o Alzheimer e o câncer de cólon.

De qualquer maneira, para ficar segura quanto à quantidade de ácido fólico que seu corpo precisa, consulte seu médico e se prepare para incluir essa vitamina na sua dieta diária.

Recomendados para você