Parto de gêmeos: o que você precisa saber

24 de novembro de 2017

O parto de gêmeos geralmente acontece de forma natural ou por intervenção. Influenciará a situação da mãe durante a gravidez, assim como a posição dos bebês.

O período de gestação de múltiplos é inferior a 40 semanas. Se a mãe tem uma gravidez normal até a 37ª semana, é possível considerar a opção de dar à luz por meio de um parto natural. No entanto, em gestações de alto risco é possível que o obstetra opte pela cesárea. Muitos especialistas escolhem essa opção desde o começo, procurando evitar qualquer risco que possa surgir durante o parto.

A posição dos bebês

A posição dos bebês também influencia muito na hora de ter um parto natural ou uma cesárea. Quando os bebês estão de cabeça para baixo, existe uma grande possibilidade do parto de gêmeos ser de forma natural.

Mesmo assim, o parto normal continua sendo uma opção quando o primeiro bebê está de cabeça para baixo e o segundo de costas. Uma vez que o primeiro saia, existe a possibilidade de que o segundo mude de posição e fique na postura correta. No entanto, se ambos os bebês estão de cabeça para cima, a única opção é a cesárea. O mesmo acontece se um dos bebês ou ambos estiverem em posição transversal.

Além disso, existem outras condições associadas à escolha da cesárea. Por exemplo, riscos associados à placenta prévia, estreitamento da pélvis da mãe, perda de líquido antes do tempo, saída do cordão antes das crianças, etc.

Por último, se os bebês são prematuros, a opção será sempre a cesárea. Da mesma forma, se as crianças dividem o mesmo saco amniótico ou se apresentam defeitos congênitos como os gêmeos siameses.

parto de gêmeos

Parto de gêmeos de forma natural

Existe muita semelhança entre um parto natural de um bebê e o de um nascimento múltiplo. O processo de parto pode começar em ambos os casos com contrações ou por ruptura da fonte (bolsa de líquido amniótico).

No caso das contrações, a mãe pode esperar em casa até que aconteçam aproximadamente a cada 5 minutos. Uma vez no hospital, se espera até que alcance os 10 centímetros de dilatação. Se aconteceu a ruptura da bolsa, a mãe pode esperar enquanto o tom for claro. Se a água do líquido amniótico é escura, é preciso ir imediatamente ao hospital.

No parto de gêmeos, o intervalo de nascimento entre os bebês é de 20 a 30 minutos. Ao passo que o processo de expulsão é mais rápido já que os bebês são menores. Para uma melhor e mais rápida estabilização, os gêmeos passam diretamente à incubadora. Depois disso, podem ser amamentados imediatamente.

Algumas recomendações para o parto de gêmeos

  1. Assistir cursos de preparação. Os cursos de preparação não apenas ajudam os pais a enfrentar o trabalho de parto. Também servem para que a mãe compartilhe sua experiência com outras gestantes.
  2. Informe-se sobre os riscos associados ao parto múltiplo. Não se trata de gerar ansiedade e medos na mãe antes do momento do nascimento. Trata-se mais de controlar os potenciais riscos. Por exemplo, os que podem surgir se a mãe tiver diabetes ou hipertensão, a possibilidade de ter hemorragia ou certas complicações comuns como a pressão dos cordões umbilicais ou da placenta.

Um risco comum num parto de gêmeos é prematuridade. 50% das gestações múltiplas terminam muito antes da 37ª semana devido ao peso dos bebês e do tamanho do útero.

parto de gêmeos

  1. Escolher os especialistas e ou a parteira. Devido ao alto risco de uma gestação múltipla, é recomendado a presença de médicos especialistas. Um obstetra ou ginecologista pode resolver qualquer problema que surja. É importante contar com todos os recursos médicos necessários durante o parto. Além disso, é melhor que a presença de parteiras para uma melhor eficiência.
  2. Assegure-se de ter ajuda após o parto. Um parto pressupõe muitas mudanças para os pais, e mais ainda se for um parto de gêmeos. Contar com ajuda em casa é de vital importância. Para atender duas crianças ao mesmo tempo, é preciso muito trabalho em equipe e organização.

Claro, o melhor para que você esteja tranquila e enfrente de melhor maneira um parto múltiplo será o apoio e a ajuda do seu companheiro em tudo o que você precisar antes e depois do nascimento.

  • Bateni ZH, Clark SL, Sangi-Haghpeykar H, et al. Trends in the delivery route of twin pregnancies in the United States, 2006–2013. Eur J Obstet Gynecol Reprod Biol. 2016;205:120-126. doi:10.1016/J.EJOGRB.2016.08.031
  • Melka S, Miller J, Fox N. Labor and delivery of twin pregnancies. Obstet Gynecol Clin N Am 44 (2017) 645–654 http://dx.doi.org/10.1016/j.ogc.2017.08.004