Perigos ao deixar medicamentos ao alcance das crianças

Ao tomar medicamentos, é muito importante saber como conservá-los fora do alcance das crianças. Descubra quais são os perigos de deixá-los expostos e como evitar esse tipo de situação.
Perigos ao deixar medicamentos ao alcance das crianças

Última atualização: 14 Agosto, 2021

O perigo iminente após a ingestão acidental de medicamentos por crianças é amplamente conhecido, mas ainda existem muitos pais que não levam esse problema a sério. Continue lendo para entender por que você deve monitorar estritamente a localização dos medicamentos em casa.

As mães conhecem várias histórias de crianças intoxicadas por exposição a medicamentos. Porém, em mais de 60% das residências onde moram crianças menores de cinco anos, existem fatores de risco associados ao armazenamento incorreto de medicamentos.

Vale a pena nos perguntar então:o que precisa acontecer para que tomemos consciência e mantenhamos nossos filhos seguros? Muitas vezes não é que sejamos pais irresponsáveis. Temos certeza de que nenhum de nós gostaria que algo de ruim acontecesse aos nossos filhos.

Mas infelizmente acidentes acontecem, e muitas vezes se devem ao fato de que confiamos muito em nós mesmos e não nos darmos conta de que existem situações em torno dos nossos filhos que podem colocar sua integridade em risco.

A grande premissa que não podemos ignorar

 

Vamos começar com uma grande verdade. As crianças são curiosas e exploradoras naturais. Muitas vezes as ordens contrárias da mamãe e do papai não é capaz de impedi-las. Se tiverem oportunidade, elas vão querer sempre saber o que está escondido naquela gaveta ou prateleira que não permitimos que abram.

Muitas vezes a confiança trabalha contra nós e deixamos nossos filhos expostos ao perigo.

Portanto, para evitar complicações, devemos fazer o trabalho completo e não esperar que eles se cuidem, porque são muito jovens para que saibam fazer isso corretamente. Dessa forma, toda ação prospectiva é nossa responsabilidade absoluta e é assim que devemos assumir essa situação: com responsabilidade.

Medicamentos: o que podemos fazer para reduzir os riscos?

Convidamos você a fazer um exercício em casa. Avalie onde você armazena comprimidos, xaropes e outros medicamentos farmacológicos, mas faça isso da perspectiva dos seus filhos. Você consegue alcançá-los facilmente? Eles estão fechados corretamente? Você acha a embalagem chamativa? Os recipientes de vidro podem cair?

Cada uma dessas perguntas ajudará você a guardá-los em um bom lugar, onde não só não haja a possibilidade de que os pequenos os peguem por acidente, mas onde também fiquem devidamente preservados.

Explique às crianças o papel dos medicamentos

 

As crianças tendem a compreender mais situações do que pensamos. Na verdade, às vezes ignoramos a ideia de falar com elas porque pensamos que elas não vão nos entender, mas estamos errados.

Então, da próxima vez que o médico receitar um xarope para tosse, antes de dar ao seu filho, explique a ele que só ingerimos esse tipo de líquido quando sentimos algum desconforto específico, que existe uma solução diferente para cada desconforto e que só os adultos sabem qual opção pode proporcionar bem-estar em cada situação.

Um curso de primeiros socorros pode ser uma excelente ferramenta em nosso trabalho como pais.

Dedique tempo aos detalhes. Na sua explicação, diga que a quantidade de remédio é importante e apenas a mamãe e o papai conhecem as instruções. Fale sobre isso como se fosse uma tarefa séria e sem graça.

Os grandes perigos da exposição aos medicamentos

A intoxicação é um dos maiores perigos devido ao uso inadequado de fármacos. E nesses casos a criança deve ser levada imediatamente ao pronto-socorro. Não importa o que a avó ou a sua melhor amiga vai dizer. Como pais, não temos a capacidade ou o conhecimento para tratar esse acidente em casa.

A obstrução das vias respiratórias, como a garganta, ao ingerir um comprimido grande para a criança, também representa uma emergência que, ao contrário, deve ser atendida na hora. Portanto, os pais devem ajudar a criança a expulsar o que quer que a esteja sufocando. E da mesma forma, levá-la ao hospital para garantir sua saúde.

Uma recomendação para nós, pais, é nos inscrevermos em um curso de primeiros socorros, pois nessas aulas podemos aprender ferramentas e métodos para salvar a vida de quem precisa.

Outros fatores de cuidado

Junto com a exposição a medicamentos que os pais devem reduzir ou, melhor ainda, eliminar de suas casas, existem outras substâncias químicas com as quais devemos ter o mesmo cuidado. Estamos falando de produtos de limpeza, pesticidas e substâncias inflamáveis que podem fazer mal aos nossos pequenos.

Existe uma máxima que sempre gostamos de lembrar: quando se trata da saúde dos filhos, não existe medida ou precaução exagerada, então vamos fazer uma revisão geral em casa para descartar perigos latentes.

Pode interessar a você...
6 truques para dar remédios para crianças
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
6 truques para dar remédios para crianças

Dar remédios para crianças é uma das tarefas mais difíceis que os pais têm que enfrentar. As crianças pequenas são muito intolerantes a sabores for...