Pesadelos na gravidez

27 de julho de 2019
Os pesadelos na gravidez podem ser causados ​​pelo acúmulo de emoções que a mãe sente antes de trazer seu filho ao mundo. O que você pode fazer para lidar com eles?

Ter pesadelos na gravidez ou sentir nervosismo durante a noite pode ser uma preocupação para as mulheres grávidas. Esta não é uma situação estranha, muitas mulheres alegam ter sonhos perturbadores mais regularmente que o normal.

Esse fenômeno se deve ao fato de que, no período de gestação, os sentimentos estão à flor da pele e há uma maior sensibilidade psíquica.

As gestantes experimentam grande felicidade por causa da chegada do bebê e, ao mesmo tempo, sentem um acúmulo de medos e inseguranças. São preocupações sobre como será o momento do nascimento, se o bebê terá boa saúde e, até mesmo, como a mulher será como mãe.

Causas dos pesadelos na gravidez

Preocupações, lembranças e, até mesmo, situações vivenciadas no dia se misturam às alterações hormonais e emocionais da gravidez, que influenciam diretamente a qualidade do sono.

Isso aumenta à medida que a data do parto se aproxima e o desejo de que tudo aconteça sem complicações se intensifica. O desejo de que o bebê nasça sem problemas faz com que o terceiro trimestre de gestação seja o período em que os pesadelos podem se tornar mais recorrentes na gravidez.

Esses sonhos não são aleatórios. Trata-se de construções que o nosso subconsciente realiza utilizando nossos medos e inseguranças que, nesse momento de tamanha sensibilidade, emergem e se refletem na forma de pesadelos.

Tudo isso vai gerando na futura mamãe questões maternas sobre a sua capacidade como mulher antes do novo papel a ser exercido, as condições em que seu filho virá e a mudança radical que sua vida terá a partir daquele momento.

Assim, embora a experiência de cada mulher seja única, a maioria dos pesadelos na gravidez representa o medo da mãe de um novo e importante estágio em sua vida.

Causas dos pesadelos na gravidez

O que esses pesadelos podem significar?

  • Dúvidas ou preocupações sobre o momento do parto ou sobre o correto desenvolvimento e bem-estar do bebê.
  • Inseguranças sobre as próprias capacidades e responsabilidades para enfrentar esse novo papel de mãe.
  • Memórias de emoções vividas durante seus dias como filha.
  • Situações dolorosas armazenadas no inconsciente, que emergem devido a essas novas mudanças em sua vida.
  • Medos sobre o futuro emocional ou econômico com o parceiro e a chegada do bebê.

Além disso, é importante notar que o parceiro ou relacionamentos antigos podem ser outro elemento recorrente nos sonhos, o produto da ansiedade e das mudanças no corpo –  medo de ficar menos atraente, por exemplo.

Um dos principais sintomas é a aceleração da respiração e do batimento cardíaco. Isso cria uma sensação de mal-estar que pode impedi-la de voltar a dormir devido ao medo de ter outro pesadelo.

Mas não há necessidade de se preocupar. Os pesadelos na gravidez são normais e não implicam nenhum problema de saúde para o bebê ou para a mãe. Estes expressam apenas preocupações que toda mulher pode sentir ao enfrentar esse importante estágio de sua vida.

“Esses sonhos são construções que o subconsciente faz dos nossos medos e inseguranças. Nesse momento de tamanha sensibilidade, eles emergem e se refletem na forma de pesadelos”.

O que você pode fazer se tiver pesadelos durante a gravidez?

  • É sempre aconselhável conversar com alguém da sua confiança: seu parceiro, amigos ou familiares que possam ajudá-la a descobrir a origem do desconforto que se reflete no sonho e a aliviar todas as suas preocupações.
  • Procure um especialista para se manter informada sobre os processos físicos que ocorrem, tanto para você quanto para o bebê, durante a gravidez. Isso te ajudará a se sentir segura sabendo que tudo está fluindo normalmente.
O que você pode fazer se tiver pesadelos durante a gravidez?

  • Para um melhor descanso, é sempre aconselhável se alimentar de forma leve à noite para evitar uma possível acidez ou peso no estômago na hora do sono. Também não é bom beber bebidas com cafeína que afetam o sono.
  • Medicamentos para dormir devem ser evitados. Estes são contraindicados durante a gravidez. Se você ainda acha que pode precisar de um medicamento, converse com um especialista.

Mesmo depois que o bebê chegar, os pesadelos podem acontecer, já que algum sentimento de insegurança ainda pode estar presente. Não há nada com o que se preocupar, pois eles vão diminuir com o tempo.

O mistério dos sonhos sempre será muito interessante para nós. As futuras mamães certamente não terão apenas pesadelos na gravidez. O mais provável é que a idealização da nova vida junto com o seu bebê roube o protagonismo de seus encontros com Morfeu.

Talvez hoje você tenha uma noite ruim, mas quando estiver com seu filho nos braços, saberá que seu sonho mais precioso se tornou realidade.