Pescar com as crianças!

18 Agosto, 2020
Para ter um bom dia de pescaria entre pais e filhos, há vários fatores que devem ser avaliados: o clima, o equipamento de pesca, o local e a vista oferecida, entre outros. Um bom planejamento sempre é recomendável.

Durante muito tempo, a pesca foi a atividade perfeita para fortalecer o vínculo entre pai e filhos. Quando ainda não existiam os videogames, muitas crianças exploravam sua curiosidade se conectando com o meio ambiente. Ir pescar com as crianças ainda pode ser emocionante.

Apesar do ritmo acelerado da vida moderna, ainda existem pais que reservam um tempo para essa antiga prática. A pesca pode se tornar um grande sucesso familiar, mas para isso precisamos estar preparados. Por isso, a seguir, vamos dar algumas dicas que vão tornar a experiência melhor.

Planejamento é garantia de diversão

Ao assistir a alguns filmes familiares norte-americanos, podemos entender o lado bom e o lado ruim da pesca em família. Se as crianças conseguirem pescar durante um dia ensolarado e divertido, tudo correrá maravilhosamente bem.

Por outro lado, pescar em um local onde não sabemos se há peixes e em uma tarde chuvosa não é uma boa ideia. No entanto, um tempo de pesca divertido e produtivo não exige muito esforço.

Para ter uma boa experiência, precisamos saber como preparar as varas e ter tudo à mão. Se as crianças tiverem que esperar muito, elas simplesmente vão ficar entediadas. Portanto, depende dos pais para que os pequenos passem a gostar dessa atividade em conjunto.

O local vai definir toda a experiência

A primeira coisa a se pensar antes de pegar o carro ou o barco é escolher o local onde vamos pescarSe o local já for conhecido, melhor ainda.

Devemos lembrar que, em grande medida, é o ambiente que vai definir a experiência. Se o local for confortável e contar com uma bela vista, teremos momentos inesquecíveis. Caso você não esteja familiarizado com os locais próximos, é possível pesquisar na internet.

Além disso, também é aconselhável procurar locais autorizados para a pesca em família. Em alguns parques, é permitido até mesmo preparar os peixes capturados. O mais importante: onde quer que seja o lugar, deve haver peixes.

Pescar com as crianças

Comprar varas adequadas

As coisas só vão dar certo se tivermos a vara de pescar adequada. Idealmente, a criança deve utilizar um equipamento que seja fácil de manusear. Embora existam varas para crianças, seu uso não é tão recomendado.

É muito melhor comprar uma vara com garantia, profissional, porém com pouco peso. Existem produtos de até um metro e meio, que seria a menor medida no mercado.

Isso vai ajudar as crianças a entender a atividade da pesca como ela realmente é. Lembre-se de que você está não só passando um tempo com a família, mas também transmitindo ensinamentos valiosos.

Escolha bem a isca

O mais divertido de ir pescar com as crianças é garantir a participação delas durante toda a atividade. Uma parte importante tem a ver com o manuseio da isca, e é normal que isso cause curiosidade nos pequenos.

Para escolher a isca, devemos seguir dois critérios. Primeiramente, a isca deve ser a indicada para o tipo de peixe que vamos pescar. Em segundo lugar, ela deve ser do agrado do pequeno.

Há crianças que vão amar a ideia de lidar com vermes vivos, por exemplo. Portanto, a compra desse tipo de isca vai atraí-las e tornar a atividade divertida. Por outro lado, se isso não for tolerado pela criança, é melhor procurar azeitonas ou outros tipos de isca.

“Se as crianças tiverem que esperar muito, elas simplesmente vão ficar entediadas. Portanto, depende dos pais para que os pequenos passem a gostar dessa atividade em conjunto”.

Pescar com as crianças: deixar que elas experimentem 

Embora os adultos tenham o controle do dia, o melhor é que o aprendizado seja interativo. Os pequenos devem participar da montagem do equipamento, da escolha da isca e de outros aspectos.

Veremos esse dia especial como se ele tivesse diferentes estações de diversão e aprendizagem. Se estivermos em terra, podemos explorar um pouco o local e brincar. Poderíamos até mesmo preparar o peixe, se permitido.

Somente com a experimentação é que poderemos alcançar uma aprendizagem obtida através da diversão. A ideia é fugir da rotina e construir laços mais fortes, e não tornar o momento algo desesperador. Para isso, os pais devem ser muito pacientes.

Pescar com as crianças

Esteja atento para que nada saia do controle

Permitir que as crianças experimentem não significa que vamos deixá-las à própria sorte. Todas as atividades terão regras, a fim de preservar a integridade das crianças. Além disso, será essencial levar protetor solar e repelente de insetos.

Pescar com as crianças tem muitas vantagens: ensinamos as crianças a obter alimento, as tiramos do ambiente cotidiano e compartilhamos experiências. O melhor é que não vamos precisar da internet ou de qualquer outro dispositivo tecnológico, apenas do contato com a natureza.