Por que as crianças tem o hábito de roer as unhas?

· 11 de janeiro de 2018

A onicofagia, ou o ato de roer as unhas, é um costume bastante comum entre as crianças. Em muitos casos, é mantido até a idade adulta. Por que isso aparece e o que podemos fazer a respeito? Ensinaremos alguns truques para evitar esse mau hábito.

A mania das crianças de roer as unhas é muito comum. Esse hábito, chamado onicofagia, pode se apresentar inclusive antes dos três anos e é muito difícil de tirar. Assim, não é muito difícil encontrar adultos que tenham essa mania. Contudo, devemos tentar evitar que as crianças adquiram o costume de roer as unhas e até as vezes, de comê-las.

Ainda que se trate de um gesto habitual, a onicofagia pode ter consequências negativas para as crianças. Roer as unhas pode afetar o desenvolvimento infantil, a saúde buco-dental e a autoestima dos que adquirem esse hábito. Vamos contar porque as crianças roem as unhas e algumas formas bastante simples para ajudar a eliminar esse costume.

Causas e riscos de roer as unhas

“Roer as unhas é uma forma de lidar com as intensas emoções da infância”

Roer as unhas não é uma doença, mas, sim, um mau hábito e um ato compulsivo. Quer dizer, não é realizado de forma consciente, nem existe uma motivação por trás disso, como chamar a atenção dos pais, por exemplo. Sua origem poderia estar no hábito de chupar os dedos que não foi eliminado por completo.

Contudo, existem outras possíveis causas. As crianças podem desenvolver esse hábito também por curiosidade, tédio, imitação, costume ou para aliviar o estresse. É uma forma de lidar com as intensas emoções da infância. Caso você note que essa conduta é moderada em seu filho – não causa nenhum problema – ou mesmo distraída, provavelmente não há motivo para preocupações.

Morderse las uñas es un mal hábito.

Na maioria dos casos, a onicofagia desaparece com a idade, porém, é importante que a criança não adquira esse hábito porque ele oferece alguns riscos. O primeiro deles é que as crianças vão acabar fazendo feridas nos dedos. Além disso, essas mordidas podem provocar infecções nas gengivas e prejudicar o crescimento dos dentes, além de facilitar o surgimento de verrugas. Em conjunto, esses casos podem originar problemas de autoestima por questões estéticas.

O que fazer para que as crianças não roam as unhas

É bastante provável que seu filho largue esse hábito por conta própria. Mas se a onicofagia continuar presente e for muito prejudicial, existem algumas formas bastante simples para ajudar a eliminá-la. Para começar, como pais, devemos nos mostrar pacientes e compreensivos com as crianças.

Algumas táticas contra a onicofagia

“Eliminar um hábito não se faz em um dia. Será necessário tempo, paciência e perseverança”

  1. Não brigue ou castigueA menos que seja por decisão própria da criança, é bastante difícil que você consiga evitar que seu filho roa as unhas. Tal como outros hábitos ou tiques nervosos, a onicofagia é inconsciente. Recriminar a criança por fazer algo de que não se dá conta não vai adiantar muito.
  2. Procure descobrir as causas. Dá na mesma o remédio aplicado: se você não sabe o motivo pelo qual seu filho rói as unhas, não conseguirá eliminar esse hábito. Converse com seu filho, explique a situação e pense em como mudar esse comportamento. Além disso, você deve ficar atenta às situações que possam desencadear esse comportamento.
  3. Dê opções. Você pode sugerir ao seu filho atividades alternativas ou técnicas de relaxamento quando ele sentir o impulso de roer as unhas. Além de ajudá-lo a se distrair e ignorar esses impulsos, essas novas atividades vão liberar toda a tensão e nervosismo.
  4. Faça com que pratique esporte. Dado que a onicofagia costuma ser de origem nervosa, o exercício físico pode ajudar a controlá-la. Além disso, praticar esportes durante a infância é tão importante quanto benéfico.
  5. Tenha muita paciência. Eliminar um hábito não é uma questão de um dia. Trata-se de um longo processo, lento e paulatino, no qual será preciso insistir muito. Incentive seu filho a encontrar as melhores técnicas para conter os impulsos da onicofagia e demonstre todo seu apoio.
Morderse las uñas es un hábito muy común en niños.

Quando  é motivo de preocupação?

“Se, além de roer as unhas, seu filho apresentar outros comportamentos nervosos, não subestime: procure o pediatra”

Por ser um hábito tão comum, podemos acabar por subestimar a onicofagia. Em alguns casos, roer as unhas pode ser um sintoma de ansiedade excessiva. Se o seu filho acaba machucando a ponta dos dedos e eles acabam sangrando, com verrugas ou infecções, você deve levá-lo ao médico para tratar isso.

Especialmente se esse hábito vier acompanhado por outros comportamentos nervosos, recomendamos uma consulta com o pediatra. Por exemplo, se você observa que seu filho belisca a pele, puxa as sobrancelhas ou o cabelo ou mesmo se altera seus padrões de sono.