Por que o bebê precisa se mexer no útero?

O movimento do bebê dentro do útero o ajuda a formar e desenvolver seus ossos e suas cartilagens. É por isso que é tão importante saber tudo sobre esse tema.
Por que o bebê precisa se mexer no útero?

Última atualização: 07 Julho, 2021

Não há nada mais emocionante para uma mãe durante a gravidez do que sentir o bebê começar a se mexer no útero. É uma forma de saber que o pequeno está bem, que está crescendo e se fortalecendo para em breve poder segurá-lo no colo.

Os movimentos do bebê vão mais além do que apenas permitir que a mãe o sinta, pois respondem a uma necessidade no desenvolvimento fetal de fortalecer ossos e articulações, segundo um estudo publicado na revista Development. Então, vamos ver do que se trata e por que é importante para o bebê se mexer no útero?

Em qual semana de gravidez vou sentir o movimento do bebê dentro do útero?

A partir do momento que a mulher sabe que está esperando um bebê, ela não para de pensar em quando vai senti-lo e geralmente toca sua barriga em busca de algum toque que indique que ele está ali, dentro dela.

Os movimentos do bebê no útero começam entre a 7ª e 15ª semanas. Nessa fase, o bebê ainda é muito pequeno, por isso os movimentos são muito leves e quase imperceptíveis. É então por volta da 20ª semana, entre o quarto e o quinto mês, que você sentirá seu bebê se mexer pela primeira vez.

Esse movimento no útero será muito suave, como cócegas ou borboletas no estômago, e aos poucos vai se tornando mais intenso e constante, até que você possa sentir seus pontapés ou o bebê girando. Quando o feto estiver maior, seus movimentos ficarão mais enérgicos e, além disso, sua percepção vai aumentar e você perceberá a rotina e o ritmo de sono e vigília do seu pequeno.

Os movimentos que você sente do seu bebê, geralmente, respondem a movimentos de braços e pernas, movimentos de cabeça e mandíbula, sucção e deglutição, soluços, contato mão-face, alongamentos, bocejo e rotação. Com os ultrassons atuais, foi possível descobrir que os bebês podem sorrir, chorar e piscar dentro do útero.

Esses movimentos ficarão mais intensos entre as semanas 28 e 34. Após essa fase, irão diminuir um pouco devido à falta de espaço no útero. Mas, claro, você sempre sentirá seu pequeno se mexer um pouco, especialmente ao empurrar ou se alongar.

Por que é importante para o bebê se mexer no útero?

Como já discutimos, um estudo científico publicado na revista Development mostrou que o movimento do embrião incita as moléculas que guiam o destino das células que vão formar os ossos e as articulações para que se tornem tecidos fortes e funcionais.

Nessa pesquisa, os cientistas observaram as mudanças moleculares nas articulações de embriões de frangos e camundongos, que funciona da mesma forma em todas as espécies, avaliando as diferenças entre um grupo de embriões com movimentos livres e um grupo controle, que foi imobilizado. Nos embriões em que os movimentos estiveram ausentes, ocorreram malformações ósseas e alterações na funcionalidade dos ossos e das articulações.

A doutora Paula Murphy, responsável pelo estudo, explicou que na ausência de movimento “as células que deveriam formar a cartilagem articular formam ossos por receberem um sinal molecular incorreto”.

É por isso que os movimentos do bebê começam tão cedo e espontaneamente por meio de reflexos gerados pela medula espinhal e, à medida que o desenvolvimento fetal avança, até a 18ª semana, são realizados movimentos intencionais com maior complexidade, motora e funcional.

Por outro lado, o líquido amniótico, onde o bebê fica suspenso, torna esses movimentos mais leves e fáceis, permitindo assim que seu sistema musculoesquelético cresça adequadamente.

Na gravidez, o bebê precisa se mexer no útero para:

  • Fortalecer o sistema neuromuscular.
  • Formar e fortalecer ossos e articulações adequadamente.
  • Ter sua atividade avaliada, pois é uma forma fácil de monitorar seu bem-estar.
  • Reafirmar o vínculo afetivo entre mãe, pai e bebê.

Como posso estimular os movimentos do meu bebê?

 

Casal feliz sentindo bebê se mover no útero.

Os bebês costumam ficar muito ativos à tarde e à noite, quando a mãe está em repouso. Seus movimentos podem ser mais constantes em momentos específicos. Conforme a gravidez avança, você vai se acostumando com o ritmo e a intensidade dos movimentos e chutes que, embora possam ser incômodos, permitem que você saiba que seu pequeno está bem.

Se a ideia é que ele se mova, você pode acordá-lo e estimulá-lo, levando em consideração as seguintes recomendações:

  • Sente-se relaxada e aproveite a conexão, acaricie sua barriga e converse com seu bebê. Ele certamente responderá ao seu chamado.
  • Coma um doce ou um pouco de chocolate, pois a glicose estimula seus movimentos.
  • Coloque uma música relaxante em sua barriga, isso vai incentivá-lo a se mover.
  • Inclua seu parceiro nesse ritual. Seu pequeno vai gostar de saber que mamãe e papai querem sentir sua presença.

Uma das maneiras de verificar o bem-estar do seu bebê durante o terceiro trimestre é avaliando seus movimentos e chutes por um determinado período de tempo várias vezes ao dia. Caso haja poucos ou se você não receber respostas depois de estimulá-lo, deve procurar seu ginecologista o mais rápido possível para que ele avalie através de um ultrassom se está tudo bem com a sua gravidez, pois o bebê precisa se mexer dentro do útero.

Pode interessar a você...
Formas de estimular o movimento do bebê
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Formas de estimular o movimento do bebê

Não existe uma sensação mais maravilhosa para uma mulher grávida do que poder sentir a essa pessoinha que cresce dentro do seu ventre: o movimento ...