As revolucionárias ultrassonografias 5D

26 Maio, 2020
Uma das coisas que mais emociona os futuros pais é poder observar o filho pela primeira vez através das ultrassonografias. Com a chegada da tecnologia 5D, é possível obter uma imagem quase completamente real do feto.

As ultrassonografias 5D fazem parte das técnicas de diagnóstico desenvolvidas pela medicina obstétrica a fim de avaliar diversos aspectos das condições físicas e da saúde geral dos fetos. Para alcançar esse objetivo, é utilizado um equipamento eletromédico que trabalha com ondas sonoras de alta frequência que passam por quatro ângulos e criam as sequências de imagens.

Embora essa ferramenta médica de diagnóstico tenha sido criada para fins médicos, não se pode negar que ela permitiu que um sentimento mais forte de amor pelo futuro filho se desenvolvesse nos pais. Isso ocorre por causa da emoção e das expectativas criadas por poder conhecer as características físicas da criança antecipadamente. 

É principalmente por causa desse último detalhe que os pais solicitam com maior frequência que os médicos responsáveis ​​façam ultrassonografias 5D. Dessa forma, eles podem ter em mãos aquele que será o primeiro retrato da criança.

O que é a ultrassonografia 5D?

A ultrassonografia 5D representa o mais recente avanço no diagnóstico por imagem do feto durante a fase da gestação. Na verdade, é bastante semelhante à ultrassonografia 4D, com a diferença de que, com a 5D, é possível obter imagens mais nítidas e de melhor resolução, que mostram a aparência quase exata das características faciais e corporais do bebê.

Embora a ultrassonografia 4D seja bastante precisa e permita ao obstetra a realização de um diagnóstico correto quanto às condições do feto, é a novidade na qualidade da imagem que emociona e surpreende os pais, que sempre estão muito ansiosos para conhecer a aparência do futuro filho.

Por outro lado, a contribuição das ultrassonografias 5D com relação à evolução diagnóstica do feto reside no fato de que, devido à nitidez da imagem, é possível detectar possíveis anormalidades imunológicas e hepáticas mais rapidamente. Além disso, é possível avaliar dados tão precisos quanto o fluxo sanguíneo do bebê através do doppler colorido.

ultrassonografias 5D

Qual é o melhor momento para fazer?

O momento mais recomendado para a realização da ultrassonografia 5D é a partir do terceiro trimestre da gravidez, mais precisamente entre a 24ª e a 30ª semana. É nesse momento que é possível obter uma imagem muito mais precisa do bebê. 

No entanto, como essa técnica não é invasiva e não causa efeitos colaterais para a mãe ou para o feto, ela pode ser repetida em diferentes fases da gravidez, tais como:

  • No primeiro trimestre, da 10ª à 13ª semana, para observar o ambiente uterino do feto.
  • Entre a 12ª e a 20ª semana, para ver o corpo inteiro do bebê em uma única imagem, mesmo que os detalhes do rosto sejam perdidos.
  • Da 24ª à 26ª semana, para os casos de gravidez múltipla (gêmeos).
  • Na 32ª semana, para observar a posição do bebê logo antes do parto.

Muitas mães também se perguntam se elas precisam passar por algum tipo de preparo especial para a realização da ultrassonografia 5D ou se elas podem influenciar a observação ideal do feto de alguma forma.

Nesse sentido, considera-se que, se a mãe ingerir algum alimento doce algumas horas antes do procedimento, o bebê estará mais ativo. Isso permitirá a gravação de vários dos seus ângulos.

“Devido à nitidez da imagem, com a ultrassonografia 5D, é possível detectar possíveis anormalidades imunológicas e hepáticas mais rapidamente”.

Quanto custam as ultrassonografias 5D?

Sem dúvida, os preços estimados para as ultrassonografias 5D variam dependendo do país e do tipo de instituição médica na qual a mãe fizer o exame. O preço aproximado no Brasil é de 120 reais.

ultrassonografias 5D

Vale a pena fazer?

Essa pergunta pode ser respondida com base nas necessidades específicas da paciente. O exame 5D é análogo ao 4D, portanto, em relação às questões médicas, não há grande diferença e o obstetra pode fazer o diagnóstico completo da mesma forma.

A escolha vai depender mais dos pais, caso eles desejem ter uma imagem mais nítida da criança para apreciá-la ou por causa de uma indicação muito específica do médico. No entanto, se o orçamento for muito reduzido, a ultrassonografia 4D é uma boa opção.

Como informação final, vale ressaltar que, com os avanços médicos e tecnológicos, já estão sendo discutidas as ultrassonografias 6D. Sem dúvida, estamos nos aproximando de ultrassonografias HD de qualidade suprema.