Por que é bom esterilizar a mamadeira?

8 de julho de 2019
A higiene dos utensílios que usamos com os nossos bebês não é algo que possamos negligenciar, por isso, o seu manuseio e higienização devem ser cuidadosamente monitorados.

Desde o momento do nascimento, todo bebê está exposto a micróbios e bactérias que ameaçam a sua saúde, especialmente quando falamos sobre o contato que eles têm com os utensílios que os pais levam à sua boca. Portanto, essa é a resposta para a pergunta: por que é bom esterilizar a mamadeira?

Durante anos, essa discussão tem sido uma das mais controversas, já que muitos acreditam que é necessário manter a limpeza de tudo o que é usado pelo bebê, enquanto outros afirmam o contrário, que devemos deixar que os bebês se tornem imunes através do contato.

A verdade é que o nível imunológico de um recém-nascido é zero, então os pais devem garantir a higiene de tudo ao seu redor e, assim, evitar qualquer doença ou infecção no bebê.

Onde esterilizar?

De fato, é muito bom esterilizar a mamadeira antes do primeiro uso, assim como as chupetas e bicos que o bebê usa diariamente. Para isso, podem ser utilizadas diferentes técnicas que darão o mesmo resultado, como, por exemplo:

  • Lavar na máquina de lavar louça a uma temperatura maior que 80 ou 90 graus.
  • Ferver em água por 15 ou 20 minutos.
  • Colocar em um esterilizador elétrico por 5 ou 6 minutos.
  • Colocar no micro-ondas dentro de um recipiente não metálico com água, durante 6 minutos.
  • Mergulhar em uma solução química desinfetante por 30 minutos (tomar os devidos cuidados com as quantidades recomendadas).

É muito importante levar em consideração o material com o qual as mamadeiras são feitas para calcular o tempo que devem permanecer no esterilizador. Se o tempo for excedido, elas podem ser danificadas.

Passos para esterilizar as mamadeiras

Passos para esterilizar as mamadeiras

Tendo claro qual é a maneira mais favorável para a higiene profunda das mamadeiras do bebê, devemos seguir três passos fundamentais para a esterilização adequada delas:

  • Em primeiro lugar: antes da desinfecção, é importante lavar mamadeiras, bicos e roscas com bastante água e sabão. Para isso, devemos usar uma escova comprida para alcançar todos os cantos e espaços. Então, devemos enxaguar muito bem para evitar deixar resíduos.
  • Em segundo lugar: depois de lavar bem os utensílios, é importante deixá-los secar naturalmente. Não é aconselhável secá-los com panos de prato, uma vez que estes geralmente possuem grandes quantidades de germes que contaminariam o que acabamos de higienizar.
  • Em terceiro lugar: finalmente, depois que estiverem bem secos, coloque-os no esterilizador de sua escolha. É essencial enfatizar que as mamadeiras não podem estar úmidas antes dessa última etapa.

Depois de executar estes passos, recomenda-se a utilização de um recipiente fechado que seja utilizado exclusivamente para esses utensílios, evitando, assim, que fiquem empoeirados e de tal forma que possam passar muito mais tempo esterilizados.

Além disso, tenha em mente que não é necessário esterilizar as mamadeiras mais de uma vez por dia. Uma única vez já será suficiente.

Até quando a mamadeira do bebê deve ser esterilizada

Até quando a mamadeira do bebê deve ser esterilizada?

Por que é bom esterilizar a mamadeira? Quando é a hora de parar de fazer isso? A resposta, embora alguns possam não gostar, é: “até quando for necessário”.

É preferível fazer isso até que o bebê troque os utensílios para se alimentar. Para alguns pais, essa tarefa é um pouco cansativa, mas evita muitas complicações de saúde comuns nas crianças.

Uma vez que a criança deixar a mamadeira, bastará fazer uma limpeza adequada dos itens usados para comer. Porém, seria conveniente usar uma escova ou uma esponja específica para eles.

Além disso, também devemos incluir na lista de artigos que necessitarão de uma limpeza profunda frequente os objetos que os bebês procuram para acalmar o desconforto nas gengivas quando os primeiros dentes começam a aparecer.

Os bebês geralmente tendem a morder tudo o que encontram no caminho. Consequentemente, colocam na boca qualquer objeto que tenham à mão. É verdade que não podemos esterilizar a nossa casa inteira, mas podemos tentar mantê-la tão limpa quanto possível.

Após alguns meses de vida, quando o bebê aumentar as suas defesas, o risco de contrair doenças será significativamente reduzido. Além disso, lembre-se de que cada caso é um caso, e o seu pediatra sempre será a pessoa mais indicada para informar sobre o que é melhor para o seu bebê a cada momento.

  • Renfrew M, McLoughlin M, Mcfadden A. Cleaning and Sterilisation of Infant Feeding Equipment: A Systematic Review. Vol 11.; 2008. doi:10.1017/S1368980008001791
  • Fact sheet: Bottle-feeding- cleaning and sterilising equipment. Women’s & Newborn Health. Westmead Hospital. [Online].