Por que a gravidez pode afetar seu estado de ânimo?

· 29 de novembro de 2018
Frequentes mudanças de humor durante a gravidez são normais. Saiba mais sobre esse assunto neste artigo!

As mudanças de humor durante a gravidez se devem ao fato que as alterações hormonais que ocorrem no corpo feminino afetam o nível dos neurotransmissores que contribuem para criar o estado de ânimo.

Cada mãe responde de maneira diferente a essas alterações no estado de ânimo.

Por exemplo, existem futuras mamães que ficam com as emoções exageradas. Elas podem passar de um estado de completa euforia, para um terrível mau humor em questão de minutos. Outras mães se sentem muito deprimidas ou ansiosas.

Seja qual for o caso, na sua maioria, as alterações de humor surgem entre a 6ª e a 10ª semana da gravidez e diminuem até o segundo trimestre para, posteriormente, reaparecerem perto do final da gestação.

Na verdade, a gravidez pode ser um período muito estressante. Inclusive, se você deseja seu bebê com toda sua alma e está muito feliz e animada, será normal haver momentos nos quais a ansiedade vai aparecer.

A alegria de uma mãe começa quando uma nova vida se agita em seu interior, quando escuta seu coração pela primeira vez e quando um pequeno chute te relembra que você já não está mais sozinha.

-Autor desconhecido-

A insegurança e os sintomas

Apesar de sua gravidez ter sido planejada, talvez você possa se sentir insegura com o futuro que se aproxima. A pressão se inicia antes do nascimento do bebê.

Estou lendo os livros certos? Comprei tudo o que era necessário para a chegada do bebê? Será que vou saber estimular o desenvolvimento do meu bebê e ajudá-lo a construir sua autoestima?

E essas dúvidas se juntam à questão de se o seu bebê nascerá saudável, se seu orçamento será suficiente para sustentar uma família maior ou mesmo se você será uma boa mãe.

Além disso, pode ser que a relação com seu marido ou com os outros filhos a deixe preocupada. “Será que serei capaz de dar a todos eles a atenção de que precisam?”

Paralelamente a tudo isso, seu corpo irá mudando e se expandindo para acomodar o bebê. Talvez você comece a se sentir pouco atraente ou muito gorda, ou se preocupe pensando se conseguirá voltar a ter o mesmo corpo depois de ter o bebê.

Ademais, os sintomas físicos da gravidez, como a acidez, o cansaço e a vontade de urinar frequentemente, também podem se tornar um pouco desagradáveis, chegando inclusive a causar a sensação de que você já não consegue mais controlar seu próprio corpo.

Todo esse conjunto de fatores são suficientes para que suas emoções sofram altos e baixos de uma maneira constante.

estado de ânimo

Controle suas mudanças de ânimo

Em primeiro lugar, tente se lembrar de que esse turbilhão emocional é completamente normal em sua situação. Dedicar um esforço consciente para cuidar de você mesma pode ajudar você a acalmar essas turbulências nesses meses tão intensos.

Tenha calma e resista à tentação de fazer muitas tarefas antes da chegada do bebê. Você acha que é urgente pintar toda sua casa ou reorganizar os armários, mas nada disso é essencial.

Não existe nada mais importante do que se cuidar, pois, ao fazer isso, você também estará cuidando de seu bebê.

Fortaleça o vínculo com seu parceiro. Compartilhe seus sentimentos com seu marido e reafirme que você o ama. Isso ajudará muito a fortalecer a relação entre vocês dois.

Além disso, consiga mais tempo para passar junto ao seu parceiro e, se possível, saiam para uma curta viagem de férias.

Fortaleça sua conexão com seu marido para que vocês dois possam se apoiar mutuamente quando o bebê chegar. Se você está sozinha, se aproxime de seus amigos e de sua família ou procure um grupo de apoio para as mães solteiras.

Dessa forma, você receberá o apoio que necessita, algo vital para você e para seu bebê quando nascer.

estado de ânimo

Sempre é bom falar sobre seus sentimentos

Faça sempre alguma coisa que te faça se sentir bem

Talvez você queira fazer alguma coisa especial com seu parceiro. Ou talvez queira ter um tempo só para você: dar um passeio, receber uma massagem pré-natal ou ir ao cinema com uma amiga.

Fale de suas emoções

Divida suas preocupações com amigas que te entendam e fale de seus medos. Isso ajudará a dissipá-los e vislumbrar algumas soluções.

Mantenha abertos todos os canais de comunicação com seu parceiro e garanta que a compreensão seja mútua. Ademais, além de falar de seus sentimentos, também escute os dele.

Tente controlar o estresse

Em vez de permitir que a frustração aumente, procure formas de tentar diminuí-la. Durma o tanto quanto precisar, coma bem, faça exercícios e se divirta.

Identifique as origens do estresse em sua vida e faça todas as mudanças que puder

Se ainda assim você se sentir ansiosa e estressada, experimente uma aula de yoga pré-natal, meditação ou outra técnica de relaxamento. Além disso, você também pode considerar como opção consultar um psicoterapeuta.