Por que você precisa repetir as coisas para os seus filhos 5 vezes?

27 Janeiro, 2021
Você já teve que repetir as coisas para os seus filhos mais de 5 vezes? Vamos te contar por que isso acontece e qual pode ser a solução!

Talvez você tenha notado que em mais de uma ocasião precisou repetir as coisas para os seus filhos 5 vezes ou mais. Isso é normal ou é apenas uma forma das crianças te deixarem nervosa? Não é que elas queiram te deixar nervosa, muito pelo contrário. Simplesmente, se você não falar da maneira correta, elas podem não te entender.

Por que as crianças não fazem o que pedimos na primeira vez que falamos? A seguir, vamos apresentar alguns motivos a partir da perspectiva da criança, além de soluções que funcionam para os pais.

Por que você precisa repetir as coisas para os seus filhos 5 vezes?

repetir as coisas para os seus filhos 5 vezes

Eles não compartilham das suas prioridades e você precisa repetir as coisas

Nenhuma criança entende por que um banho é tão essencial para você. Para os pequenos, sempre há coisas mais interessantes para fazer do que aquilo que os pais pedem que eles façam.

Talvez isso não pareça relevante para você, mas brincar é o trabalho da criança. É assim que os jovens humanos aprendem. Isso é bom porque você certamente quer um filho que motivado, em vez de uma criança que fique esperando ser entretida.

Para solucionar o problema, primeiramente se conecte com o seu filho, demonstrando interesse pelo que ele está fazendo e reconhecendo as suas prioridades. Por exemplo: ”Uau, veja essa estrutura elaborada que você está construindo! Você pode me mostrar como funciona?”

Em seguida, avise-o de que você está prestes a substituir a agenda dele pela sua: “Lucas, está na hora do banho. Você quer tomar banho agora ou daqui cinco minutos? Daqui cinco minutos? Sem problemas. Isso é um acordo, então vamos cumpri-lo”.

Você os ensinou a te ignorar até você gritar ou ameaçar

Seu filho não é bobo e sabe que pode conseguir um tempo extra antes do banho se simplesmente te ignorar. Isso não faz com que ele seja malvado, apenas humano. Portanto, se o seu filho for uma criança de oito anos que já ignorou cinco pedidos, isso significa que ele foi treinado para te ignorar até você gritar. É por isso que você precisa repetir as coisas para os seus filhos.

Em vez de dar instruções gritando do outro lado da sala, a solução é aproximar-se do seu filho e tocá-lo. Conecte-se com ele comentando sobre o que ele está fazendo. Por exemplo: “Desculpa, Isabel. Eu preciso te dizer uma coisa”, e espere até que a criança te olhe nos olhos.

Se ela estiver olhando para uma tela, avise que você vai pausar o jogo ou a televisão. Não dê o comando até que a criança faça contato visual, para que ela saiba que você está falando sério. Em seguida, peça para repetir o que você disse.

Primeiro, dê um aviso e, depois, prossiga com o limite de tempo acordado, seguindo em frente com as consequências. Caso contrário, você estará treinando a criança para não te levar a sério.

A criança precisa da sua ajuda para fazer a transição

Quando você está absorta na tela do computador, não é difícil se afastar para atender uma criança reclamando? Os pequenos vivenciam as nossas repetidas interrupções da mesma maneira que vivenciamos as suas reclamações, o que significa que eles tentam se desconectar.

A solução é dar uma advertência quando você voltar após cinco minutos. Então, conecte-se novamente comentando sobre o jogo: “Nossa, olha esses trens!” Mas relembre o acordo: “Ok, Lucas, já se passaram cinco minutos. Você se lembra do nosso acordo? Cinco minutos e sem reclamar. Agora é hora do banho”.

Então, crie uma ponte entre o que ele está fazendo e o que você está pedindo: “Você quer que os dois motores saltem da pista e corram para o banheiro? Então eu vou levar este e você o outro. Vamos, rápido!”.

repetir as coisas para os seus filhos 5 vezes

Por que você tem que repetir tanto as coisas para os seus filhos? O córtex frontal das crianças ainda está em desenvolvimento

O córtex frontal das crianças ainda está desenvolvendo a capacidade de mudar de foco do que ela quer para o que você quer. Cada vez que você estabelece um limite que exige que o seu filho renuncie ao que ele quer para fazer o que você quer, ele tem que tomar uma decisão.

Quando ele decide que a relação com você é mais importante do que o que ele quer no momento, ele atende ao seu pedido. Cada vez que isso ocorre, estão sendo fortalecidas as vias neurais em seu cérebro que ajudam a redirecioná-lo para um objetivo mais elevado. É assim que as crianças desenvolvem a autodisciplina.

Porém, isso só funciona se o seu filho mudar de foco de boa vontade. Se você arrastá-lo enquanto ele está chutando e gritando, ele resistirá, em vez de escolher. Quando isso acontece, esses caminhos neurais da autodisciplina não são construídosÉ por isso que existe um “eu” na autodisciplina. A escolha vem de dentro.

A solução para isso é estabelecer limites com empatia para que a criança queira cooperar. É preciso muita prática, exercitando o seu cérebro para escolher o objetivo a ser alcançado.

Em resumo, lembre-se de que é necessário que o seu filho sinta que ele está escolhendo a opção correta para cada caso… Assim, você não terá que repetir as coisas tantas vezes. O que você está esperando para colocar essas estratégias em prática?