Por que refrigerantes são prejudiciais às crianças?

· 7 de julho de 2018
Os estudos pediátricos mais atuais já comprovaram que a maioria das crianças gosta de bebidas artificiais como refrigerantes. Inclusive, elas gostam mais de refrigerante que de balas e doces.

Como pais, cometemos o erro de conceder alguns desejos gastronômicos aos pequenos sem saber quais malefícios podem causar na saúde dos nossos filhos. Por isso, saiba agora por que os refrigerantes são prejudiciais às crianças.

O refrigerante é uma bebida preparada com altos teores de açúcar, sódio, caloria e aspartame. Esses ingredientes são prejudiciais à saúde de todas as pessoas, mas mais ainda à saúde das crianças.

Mesmo quando nós, pais, sabemos do significado do açúcar no sangue, do alto teor de sódio e do que causa o aspartame no corpo, não tomamos a atitude de afastar esse tipo de bebida da alimentação das crianças.

Você pode se perguntar: qual dano esses três ingredientes podem causar na saúde dos meus filhos? Muito mais do que imaginamos, mas sempre é preciso saber mais detalhadamente.

Tudo sobre refrigerantes

Refrigerantes podem ser bebidas deliciosas, mas são compostos por pelo menos 29% de açúcar.

Isso significa que, se nossos filhos tomam diariamente um copo de refrigerante, aos poucos esse açúcar pode se transformar em diabetes. Atualmente, conhecemos muitos casos de crianças entre 6 e 15 nos que sofrem dessa terrível doença.

O sódio que essa bebida artificial contém, assim como o açúcar, pode causar no futuro problemas cardiovasculares, renais e gástricos. Cada copo de refrigerante pode conter pelo menos 27% de sódio.

Quantas vezes já lemos a tabela nutricional dos refrigerantes? Na parte inferior das informações nutricionais lemos “contém aspartame”. Mas já procuramos saber o significado dessa palavra? O aspartame é uma neurotoxina muito perigosa ao sistema nervoso. Ela pode causar graves problemas no corpo, como a perda da memória e da visão.

Como parar de consumir refrigerante?

refrigerantes são prejudiciais

Agora que já sabemos por que os refrigerantes são ruins, só nos resta tomar consciência a nível familiar e colocar mãos à massa para, progressivamente, eliminar o consumo excessivo dessa bebida. Paralelamente, podemos iniciar um processo de consumo de bebidas saudáveis e não artificiais.

Certamente não será uma tarefa fácil. Ainda mais quando as crianças já estão acostumadas ao sabor. A seguir damos algumas recomendações para você começar a implementar a mudança de hábito:

  • Comece a preparar sucos à base de frutas, ricas em vitaminas e minerais. Alguns exemplos são morango, uva, abacaxi, entre outras. Uma ideia perfeita para que nossos filhos comecem a saborear um suco nutritivo.
  • Preparação de infusões. Outra alternativa pode ser a preparação de chás naturais com baixo teor de sódio ou infusões de qualquer fruta. Essas alternativas oferecem um leque de opções de bebidas saudáveis e deliciosas, que podem ser consumidas frias ou quentes.
  • A opção de hidratação por excelência: a água. A bebida mais importante e natural é a água. Ensinar as crianças desde pequenas a respeitar a necessidade do corpo de estar bem hidratado, à base de água e não de refrigerantes, é fundamental para que elas adquiram um estilo de vida saudável.

A alimentação também faz parte da educação

refrigerantes são prejudiciais

Como pais, nós assumimos toda a responsabilidade de ensinar aos nossos filhos a importância de gostar do nosso corpo e, consequentemente, de não tomar bebidas que no futuro poderão causar doenças. Dessa forma, nosso grupo familiar vai compreender que os refrigerantes são prejudiciais para todos.

Devemos saber que a forma mais eficaz de educação é o exemplo. Não devemos pregar o que não praticamos. As crianças são ótimas observadoras. Assim, não devemos confundir os pequenos com nossas ações.

A mudança de hábito deve começar pelos mais velhos. Quando em casa se pratica mudanças alimentares, com novas bebidas por exemplo, as crianças imediatamente mudam sua maneira de pensar sobre a questão “suco vs refrigerante”. Certamente, elas vão escolher o que a mamãe ou o papai estiverem tomando.

Somente dessa forma poderemos eliminar os refrigerantes sem passar por um processo tão dramático e traumático. Com o tempo e a educação que disponibilizamos, o refrigerante continuará sendo uma bebida popular, mas não na nossa casa. Temos que prezar, primeiramente, pela saúde. E qual maneira de ensinar nossos filhos é melhor que mostrando como os refrigerantes podem ser prejudiciais ao organismo?

Recomendados para você