Posso consumir própolis durante a gravidez?

Durante a gravidez, certas restrições alimentares devem ser feitas. Por isso, contar se você pode consumir própolis para melhorar o sistema imunológico nesta fase.
Posso consumir própolis durante a gravidez?

Última atualização: 05 agosto, 2022

O própolis é um composto presente no mel que é benéfico para a saúde. Essa substância pode aumentar a função imunológica, além de fornecer vitalidade, razão pela qual muitas pessoas o incluem na dieta regularmente como suplemento alimentar. Agora, vamos contar se você pode tomar própolis durante a gravidez ou se é conveniente restringir sua ingestão.

Em primeiro lugar, deve-se notar que, enquanto durar o período de gestação, é melhor manter certas restrições alimentares para evitar que a saúde do feto seja colocada em risco. Alguns alimentos comumente consumidos apresentam risco microbiológico que pode impactar negativamente no desenvolvimento da gravidez. Na pior das hipóteses, isso pode levar a abortos espontâneos.

Benefícios do própolis

Como mencionamos, o própolis é um composto que pode ter efeitos positivos quando se trata de aumentar a função imunológica, conforme evidenciado por pesquisa publicada na revista Biomedicine & Pharmacotherapy. Este produto consegue reduzir a incidência de patologias de origem infecciosa, bem como melhorar a gestão dos seus sintomas. Além disso, se for administrado junto com uma boa quantidade de vitamina C, o efeito será ainda melhor.

Da mesma forma, esse elemento é capaz de limitar a proliferação de certas bactérias que podem ser patogênicas para a saúde, já que possui propriedade antimicrobiana, conforme confirmado em artigo publicado na revista Molecules. Graças a este efeito, o risco de infecções na garganta ou orais pode ser reduzido.

No entanto, mais pesquisas serão necessárias para obter evidências sólidas sobre os dois benefícios mencionados. Os resultados atuais são otimistas, mas a substância precisa ser estudada em um grupo de pessoas maior para se chegar a uma conclusão definitiva. A partir daí, será possível verificar se a inclusão do suplemento na programação regular realmente faz sentido.

O própolis é encontrado no mel, na geleia real e alguns produtos dietéticos.

Como o própolis pode ser consumido?

O própolis é uma substância encontrada principalmente no mel, mas também na geleia real. No entanto, é comum encontrar no mercado produtos dietéticos que incorporam esse componente juntamente com outras substâncias bioativas que potencializam seus efeitos. Esses produtos são indicados para melhorar a eficiência do sistema imunológico ou a sensação de vitalidade.

No entanto, é sempre recomendável consultar um nutricionista antes de incluir qualquer item com própolis na rotina diária. Primeiro, é importante otimizar sua dieta para experimentar verdadeiramente os benefícios advindos da ingestão de suplementos alimentares.

Posso consumir própolis durante a gravidez?

Até o momento, não há estudos suficientes para determinar se é seguro tomar própolis durante a gravidez. Por esta razão, é necessário confirmar se a ingestão desta substância pode acarretar algum tipo de risco para o feto. Além disso, também não são evidenciados benefícios no organismo durante a gravidez. Portanto, é melhor evitar sua inclusão na dieta.

Quando o objetivo é aumentar a função imunológica, pode ser mais útil melhorar a ingestão diária de vitamina C por meio de vegetais. Além disso, garantir pelo menos 7 horas de sono de qualidade ajudará a prevenir infecções por microrganismos patogênicos.

Outra opção é cobrir as necessidades dietéticas de zinco. Este mineral participa da diferenciação das células do sistema imunitário, sendo, portanto, seu consumo fundamental para combater doenças causadas por diferentes vírus e bactérias. É encontrado principalmente em alimentos como nozes e carne vermelha.

Até o momento não foi possível confirmar se consumir própolis tem algum tipo de risco para o feto, por isso é recomendável evitá-lo durante a gravidez.

É melhor evitar o própolis durante a gravidez

Como você viu, é aconselhável evitar o consumo de própolis durante a gravidez, pois não há evidências sólidas sobre sua segurança. Sua ingestão durante a amamentação também não é recomendada. Desta forma, será mais adequado otimizar a dieta e melhorar os hábitos de vida para garantir uma correta sensação de bem-estar.

Para finalizar, lembre-se de que se você tiver dúvidas sobre a possível inclusão de determinados compostos na dieta durante a gravidez, o ideal é consultar um profissional de nutrição. O especialista poderá elaborar um plano nutricional com o objetivo de garantir o correto desenvolvimento do feto. Assim, futuros problemas de saúde e até mesmo possíveis abortos espontâneos serão evitados.

Pode interessar a você...
O mel não é recomendado para bebês por estes motivos
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
O mel não é recomendado para bebês por estes motivos

O mel pode ser perigoso porque em alguns casos contém uma bactéria prejudicial aos bebês menores de um ano. Essa bactéria pode causar botulismo nes...



  • Berretta AA, Silveira MAD, Cóndor Capcha JM, De Jong D. El propóleo y su potencial contra los mecanismos de infección por SARS-CoV-2 y la enfermedad COVID-19: Título de carrera: Propóleos contra la infección por SARS-CoV-2 y COVID-19. Biomed Pharmacother. 2020 Nov;131:110622. doi: 10.1016/j.biopha.2020.110622. Epub 2020 Agosto 17. PMID: 32890967; PMCID: PMC7430291.
  • Przybyłek I, Karpiński TM. Propiedades antibacterianas del propóleo. Moléculas. 29 de mayo de 2019;24(11):2047. doi: 10.3390/moléculas24112047. PMID: 31146392; PMCID: PMC6600457.