Posso fazer escova progressiva durante a gravidez?

8 de abril de 2019
É provável que você se pergunte se pode fazer escova progressiva durante a gravidez para manter o cuidado do seu cabelo. Na verdade, isso não será possível, já que o produto utilizado contém componentes químicos que podem afetar o seu bebê.

Muitas mulheres grávidas se perguntam se é prudente fazer escova progressiva durante a gravidez, visto que gostariam de continuar com a mesma rotina de beleza que tinham antes de engravidar. No entanto, isso não é possível, principalmente durante os primeiros três meses de gravidez, quando cuidados especiais devem ser tomados com o bebê.

A escova progressiva pode ser muito tóxica devido ao uso de altos níveis de formol. Por isso, você deve prestar muita atenção, já que isso pode prejudicar o desenvolvimento do seu bebê.

O questionamento dos tratamentos para nutrir o cabelo é frequente, ainda mais quando se está grávida. Os procedimentos com queratina hidratam e nutrem profundamente, mas às vezes não é aconselhável continuar com eles.

Caso seja usada queratina que não contenha nenhum produto químico prejudicial, é possível continuar com o processo. No entanto, você deve se certificar de que este realmente seja o caso, já que é muito comum usar formol em alguma das etapas.

O formol é um produto químico cancerígeno proibido para as futuras mamães. A maioria dos tratamentos para alisamento e nutrição do cabelo contém formol. Por isso, é fundamental que você se certifique de que o cabeleireiro que você frequenta não use produtos que o contenham.

Embora seja necessário fazer uma consulta prévia com o obstetra, a escova progressiva não é recomendada, principalmente no primeiro trimestre da gravidez. É melhor evitar qualquer procedimento que não seja vital e necessário.

Tratamento para os cabelos durante a gravidez

Caso você queira fazer um alisamento japonês, deve ter em mente que esse processo contém substâncias químicas derivadas da amônia. Quanto ao permanente, também não é aconselhável, pois os líquidos utilizados no procedimento são prejudiciais ao feto.

Em relação à escova progressiva, a mesma coisa acontece. Você deve evitá-la porque a maioria dos produtos utilizados contém formol, uma substância que é prejudicial para o desenvolvimento do bebê e também para a sua saúde.

Trata-se de um produto muito tóxico, capaz de irritar e comprometer o sistema respiratório, os olhos e o bem-estar em geral.

escova progressiva

Em suma, o mais aconselhável é evitar permanentes, alisamentos ou tinturas durante a gravidez. Você pode optar por outras alternativas, tais como o uso de pigmentos naturais ou à base de plantas, que não contêm produtos químicos tóxicos.

Cuidado com as tinturas

Os obstetras recomendam que suas pacientes não usem tinturas normais. Não é permitido cobrir completamente a cabeça nem alcançar o couro cabeludo, pois as tinturas incluem alguns componentes químicos, como por exemplo a anilina, que podem afetar o desenvolvimento do bebê.

Este produto químico, se ingerido, inalado ou em contato com a pele, causa danos à hemoglobina, responsável pelo transporte do oxigênio para o sangue.

Também é possível que alguma alergia a determinados produtos químicos apareça durante o período da gravidez. Então, você deve ter muita atenção e consultar o seu médico e o seu cabeleireiro.

“A escova progressiva não é recomendada, principalmente no primeiro trimestre da gravidez. É melhor evitar qualquer procedimento que não seja vital e necessário”

Os cuidados de que o seu cabelo precisa durante a gravidez

É importante que você saiba que, durante a gravidez e a lactação, o cabelo cresce mais do que o normal. Isso acontece porque o estrogênio e a progesterona estimulam o seu crescimento durante a gravidez.

Uma vez que o corpo retorna aos níveis normais, o cabelo recebe o descanso de que precisa. Essa fase geralmente termina 12 semanas após o parto ou no final da fase de lactação.

Em seguida, o excesso de cabelo cai e os fios recuperam a sua aparência original, de forma que o cabelo volta a ter o volume e a espessura que tinha antes.

Por essas razões, é necessário que você forneça ao seu cabelo alguns cuidados básicos antes, durante e depois da gravidez. Não se esqueça de lavá-lo com xampu e de usar o condicionador em seguida.

Os cuidados de que o seu cabelo precisa durante a gravidez

Se você tem cabelos secos, faça uma máscara hidratante uma vez por semana. Além disso, você pode estimular a circulação capilar com uma massagem. Se você notar uma perda de volume após o parto, pode usar produtos específicos para dar mais volume ao seu cabelo.

Após o parto, novos fatores que afetam o seu corpo aparecem. Por exemplo, o nervosismo e o estresse facilitam a queda de cabelo.

No entanto, você não deve se preocupar com isso, pois é uma fase curta. O mesmo acontece durante a amamentação: há uma sobrecarga porque você está se adaptando ao seu novo papel de mãe.

Se você decidir usar um tratamento para prevenir a queda de cabelo, deve consultar o seu médico antes, pois pode conter substâncias que prejudiquem o bebê.

A melhor coisa que você pode fazer é suspender a utilização de qualquer tratamento capilar durante a gravidez ou até mesmo até terminar a amamentação.

  • Pierce, J. S., Abelmann, A., Spicer, L. J., Adams, R. E., Glynn, M. E., Neier, K., … Gaffney, S. H. (2011). Characterization of formaldehyde exposure resulting from the use of four professional hair straightening products. Journal of Occupational and Environmental Hygiene. https://doi.org/10.1080/15459624.2011.626259