Preparação para o parto: tudo o que você precisa saber

24 Novembro, 2017

Uma boa preparação para o parto merece atenção e dedicação. Quando o nascimento do bebê se aproxima, a grávida vai sentir ansiedade, medo e nervosismo. E isso independentemente de ter seguido à risca as rotinas médicas de controle. Trata-se de um estado emocional absolutamente normal.

A gravidez significa uma profunda mudança na vida de uma mulher. Ter um filho implica assumir constantes desafios e olhar a vida com outra perspectiva. E já durante a gravidez a mulher vai sentindo essas transformações que colocam seu bebê no centro da sua existência.

Na verdade, quando o momento do parto se aproxima, todos os medos a as expectativas se afloram. Surge uma sensação misturada de medo, insegurança e alegria, difícil de definir.

A preparação para o parto tem um papel fundamental porque contribui para que a mulher possa viver esse momento marcante sem tensões, com harmonia e felicidade.

preparação para o parto

Como é o momento do parto?

Saber como serão as horas do parto é muito importante para qualquer grávida. Se tudo estiver acontecendo normalmente, a mulher vai se sentir segura e vai conseguir manter a calma. Ela vai saber, além disso, que se alguma coisa não estiver bem, tem à sua disposição um médico que vai tomar as decisões adequadas para que o bebê nasça sem nenhum problema.

O que geralmente é chamado de “parto” ocorre em duas etapas que os médicos e as parteiras conhecem bem: 

  1. O pré-parto, quando a mulher começa a sentir contrações, mesmo que ainda leves e irregulares. O bebê, já pronto para sair da barriga, se posiciona no canal do parto.
  2. E o parto propriamente dito, que é quando acontece o nascimento. Os obstetras consideram que o parto começa quando o colo do útero se contrai até a metade do seu tamanho original. Simultaneamente, ocorre a dilatação de aproximadamente 3 centímetros. As contrações se tornam mais rítmicas e ocorrem a cada 4 ou 5 minutos.

Preparação para o parto, um momento decisivo

No momento de dar à luz, a mulher deve contar com toda a energia e a serenidade possíveis. Um aspecto fundamental é conseguir controlar as próprias emoções. Dessa maneira, ela vai poder desfrutar realmente desse momento tão especial.

A preparação para o parto envolve aspectos físicos e também emocionais. Tanto o corpo quanto as emoções serão submetidos a pressões especiais e únicas.

“Uma mulher descontrolada emocionalmente por ansiedades ou medos pode ser um obstáculo para o parto e provocar estresse no bebê”

O que fazer para conseguir realizar uma preparação adequada para o parto?

1. Se afastar do mundo

Quando faltar quatro semanas para a provável data do nascimento do bebê, mais do que nunca, a mulher deve relaxar. Para isso, é necessário se afastar dos espaços onde houver multidões, barulhos que sobrecarregam o ambiente e também – se necessário – do trabalho. Devem ser dias de paz e tranquilidade. Usar roupas confortáveis e largas, dedicar tempo para o descanso, se alimentar adequadamente e dormir tudo o que o corpo precisar para diminuir possíveis tensões.

É muito bom colocar em prática técnicas de meditação que tirem o foco da atenção dos problemas e contribuam para harmonizar o corpo e o espírito.

É possível que a mulher experimente nesses dias a chamada “síndrome do ninho”. Ela vai sentir necessidade de limpar e arrumar. Ou seja, de deixar o lar, “o ninho”, preparado para a chegada do bebê. É muito importante não se exceder nesses impulsos e se concentrar em relaxar.

2. Exercícios especiais

Alguns exercícios físicos especiais devem fazer parte da preparação para o parto. Toda a região da pélvis vai desempenhar um papel muito importante. Por isso, exercitar essa área do corpo vai favorecer o parto.

Informe-se sobre a yoga pré-natal e seus vários benefícios nos níveis físico e mental. Realizar esse tipo de exercício vai ajudar você a controlar as suas emoções e estabelecer um vínculo mais intenso com o seu bebê.

preparação para o parto

3. O que levar para o hospital?

A preparação para o parto também implica preparar tudo o que estiver relacionado com os cuidados do bebê. Geralmente, os hospitais oferecem uma lista do que levar para o momento do nascimento do bebê.

Portanto, é preciso organizar com antecedência uma mochila com tudo o que o bebê vai precisar durante as primeiras horas de vida. Dessa maneira, quando o momento chegar, não haverá preocupações.

4. Tirar todas as dúvidas

Para isso, é recomendado conversar com o obstetra. É importante que, nos dias que antecedem, a grávida tire todas as suas dúvidas e peça conselhos. Assuntos como a perda do tampão mucoso, o rompimento da bolsa, a dieta recomendada aos dias anteriores ao parto, as técnicas para induzir o parto ou as vantagens e desvantagens da epidural são aspectos importantes que a mulher deve saber para estar prevenida e saber como agir.

O parto é o momento mais importante, no qual a vida se manifesta. Por isso, deve ser preparado com toda a dedicação e antecedência que merece.