Como prevenir o contágio da conjuntivite nas crianças

A conjuntivite é uma infecção ocular muito contagiosa. Se você tem um bebê recém-nascido em fase de amamentação, é normal que se pergunte como agir para evitar o contágio da conjuntivite. A seguir vamos falar sobre os sintomas da conjuntivite e alguns conselhos para prevenir sua transmissão.

Como evitar o contágio da conjuntivite?

A infecção da conjuntivite não distingue idade: qualquer pessoa pode contrair a doença. No entanto, os bebês, devido a dependência que têm da sua mãe, tornam-se mais vulneráveis ao contágio. É por esse motivo que as mães infectadas devem tomar medidas higiênicas ao extremo, principalmente antes de manusear os pertences do seu filho ou de pegá-lo no colo.

Lavar as mãos é a primeira precaução que se deve ter em mente. Se lavar as mãos deve ser um hábito que por si só deve ser feito habitualmente, quando se tem conjuntivite essa atividade deve ser realizada com uma maior frequência e melhor: utilizando muita água e sabão.

Lavar as mãos para evitar o contágio da conjuntivite

Na higiene das mãos também é preciso pensar na região situada debaixo das unhas. Para isso, você pode usar uma escovinha macia que penetre e chegue a tocar a pele onde as unhas começam a crescer. Além disso, os moradores da casa não devem evitar usar a mesma toalha para secar as mãos. Mesmo que em alguns lares seja costume compartilhar as toalhas do lavabo, quando alguém da família sofre de conjuntivite é melhor que cada um tenha a sua.

Depois de se lavar, é importante passar algum creme hidratante. O excesso de água e sabão resseca a pele e faz com que rache; e uma pele com rachaduras é um hospedeiro ideal para a colonização das bactérias.

Outros hábitos higiênicos para evitar o contágio da conjuntivite nos bebês

Se você tem conjuntivite, deve saber que as bactérias e os vírus que causam a doença não se encontram apenas nos seus olhos, mas também estão na sua roupa, no rosto, nas mãos etc. Por isso, as medidas higiênicas e sanitárias nunca são demais quando se trata de proteger o seu filho.

Para te ajudar nesse quesito e também para que você melhore da doença, aconselhamos que você siga algumas dessas recomendações:

  • Use roupa limpa e a troque com frequência.
  • Lave o resto e o pescoço, e lave as mãos com água e sabão, no mínimo, até o antebraço.
  • Não use maquiagem para evitar que esses produtos de beleza irritem ainda mais os seus olhos.
  • Limpe seus seios antes de amamentar o seu bebê.
  • Ainda que dependa apenas de você, evite na medida do possível ficar em contato com o bebê. Nós sabemos que esse pode ser um grande sacrifício. Mas lembre-se de que o seu objetivo é protegê-lo da fonte de contágio que, nesse caso, é você mesma.
contágio da conjuntivite

  • Troque a roupa de cama com frequência.
  • É melhor que durante a infecção você não utilize lentes de contato. Se você tem uma visão fraca, prefira usar óculos e os limpe com frequência.
  • Evite usar a mesma toalha para limpar os olhos várias vezes. Mesmo que pareça estar limpa, com certeza a toalha está infectada. Quando você precisar secar os olhos use toalhas descartáveis ou papel higiênico.
  • Não esfregue os olhos. Ainda que aparentemente a coceira passe, o que você está fazendo é contribuir para que a inflamação continue.

“As mães infectadas devem tomar medidas higiênicas ao extremo, principalmente antes manusear os pertences do seu filho ou de pegá-lo nos braços.”

Sintomas da conjuntivite

A conjuntivite é a irritação e a inflamação da conjuntiva, ou seja, a membrana mucosa que cobre a pálpebra e a superfície do olho. Esse sintoma evidente, junto a outros como a coceira, a visão borrada, a secreção e lacrimejo frequente, fazem que quem sofra dessa doença saiba imediatamente disso.

Com isso queremos dizer que assim que você começar a perceber esses sinais, não espere que eles desapareçam sozinhos, mas também não se automedique nem use muitos remédios caseiros que dizem por aí. Consulte rapidamente um oftalmologista para que ele prescreva os medicamentos necessários e te oriente adequadamente sobre como você pode proteger o seu filho.

Recomendados para você