Um bebê de três meses pode ficar cego por tirar fotos com flash?

· 22 de agosto de 2017

Desde o primeiro instante que o bebê nasce e chega à vida de uma família, não faltam motivos para tirar mil e uma fotos. Também há muitas visitas de familiares que querem fotos com o bebê ao seu lado. Quando tiramos essas fotos, ninguém se preocupa em ativar ou desativar o flash da máquina, mas na verdade que mal isso pode fazer? Você ficaria preocupada se ouvisse dizer que o flash de uma máquina poderia deixar seu bebê cego?


Pois essa foi a notícia que uma família chinesa recebeu quando levou seu filho ao hospital com problemas na visão, após ter tirado uma foto com flash. Certamente isso despertou a atenção da mídia.

A notícia que se espalhava pelos diferentes meios de comunicação afirmava que um bebê de três meses tinha ficado cego de um olho, e com sérios problemas de visão no outro, somente porque um parente tirou uma foto dele com o flash ligado.

Aparentemente, o pai se aproximou do bebê para tirar uma foto em primeiro plano com o celular, e se esqueceu de desativar o flash. Depois de tirar a foto, a criança começou a chorar e os pais decidiram levá-la ao hospital, onde receberam o diagnóstico.

Em consequência disso, surge a dúvida: “Um bebê pode ficar cego por ter tirado uma foto com flash?”

flash

Teorias contraditórias

No Daily Mail explicam a notícia e garantem que quando os pais foram ao hospital, os médicos concluíram que a forte luz do flash tinha danificado células da retina, que é a parte do olho onde os raios de luz incidem para formar a imagem.

Entretanto, na contramão dessa teoria médica estão os especialistas que afirmam que não se corre nenhum risco com o flash emitido pelos aparelhos eletrônicos.

“O flash do celular não pode ter sido o motivo”, dizem os especialistas, que se envolveram no caso e que afirmam que o bebê já possuía problemas de visão, os quais se manifestaram a partir do momento da foto.

Em razão dessa notícia, o Dr. Alex Levin, chefe de oftalmologia pediátrica e genética ocular no Wills Eye Hospital da Philadelphia, foi entrevistado pelo Yahoo Parenting, e afirmou o seguinte:

“Se essa história fosse verdadeira, haveria vários bebês cegos no mundo. Nós frequentemente operamos bebês com luzes muito brilhantes incidindo sobre as partes mais sensíveis dos seus olhos, pelo menos durante 30 minutos, e isso não provoca cegueira. A retina foi feita para durar e é bem pouco provável que esse tipo de luz possa provocar danos”.

Por outro lado, e fazendo referência aos flashes da máquina, ele acrescenta: “atribuir a cegueira a uma fotografia é um erro. Não existe uma maneira da máquina poder provocar esses danos porque os flashes difundem a luz, sendo inofensivos”.

Seria diferente caso se tratasse de um laser, que concentra a luz e pode, sim, ser prejudicial. Em relação ao sol, ele explica a mesma coisa, não há problemas em olhá-lo por um instante, o perigoso é olhar de maneira constante, coisa que um bebê jamais faria porque a luz iria incomodá-lo, e ele desviaria o olhar ou fecharia os olhos.

flash

A luz do flash é inofensiva

No blog Prevenir a Cegueira, é possível ler uma coisa interessante dito pela Dra. Livia Romero, oftalmologista pediatra e Coordenadora do Grupo Venezuelano de Oftalmologia Pediátrica, que afirma o seguinte:

“O primeiro ano de vida é crítico no desenvolvimento de qualquer recém-nascido, por isso qualquer influência negativa vai prejudicar o desenvolvimento visual, (no entanto) a luz do flash não é prejudicial à visão de um bebê porque não possui uma longitude de onda tão forte, é intermitente, e uma criança não é submetida continuamente a ela”.

Em um fórum de fotógrafos profissionais, outro oftalmologista afirma o seguinte:
“A luz do flash não machuca os olhos de um bebê. Um flash pode provocar um clarão de intensidade luminosa de aproximadamente 2.000 lux.

Os oftalmoscópios com os quais se vê a retina de crianças prematuras, geram níveis de iluminação aproximadamente cinco vezes maiores que um flash fotográfico, e é possível passar alguns minutos vendo a retina do bebê com essa luz, que não faz nenhum mal. E por outro lado, as luzes de uma sala de cirurgias podem emitir aproximadamente 25.000 lux e não fazem mal ao bebê”.

Assim, você pode ficar despreocupada quando quiser tirar milhares de fotos do seu bebê. Não se preocupe se o flash estiver ligado ou não porque não pode fazer nenhum mal ao bebê. A única coisa com a qual você deve se preocupar nesse momento é em guardar a recordação perfeita, tirando sua melhor foto.