Primeiros dentes do bebê: tudo o que você precisa saber

O aparecimento dos primeiros dentes do bebê é um processo completamente normal e sem maiores complicações. Explicamos a você os principais sintomas que seu bebê vai sentir e o que fazer para aliviar as dores.

Geralmente, os primeiros dentes do bebê costumam aparecer a partir dos quatro meses de idade. Em alguns casos começam a aparecer somente a partir do primeiro ano. Não há com o que se preocupar se os dentinhos demorarem a aparecer, essa é uma característica particular de cada bebê.

Em que ordem os primeiros dentes do bebê aparecem?

Na maioria dos bebês, a ordem do aparecimento dos dentes de leite está vinculada ao desenvolvimento da alimentação do pequeno. Os primeiros dentes que aparecem são os incisivos, os quais são muito úteis para mastigar verduras e alimentos mais macios. Mais tarde, aparecem os molares e os caninos, que surgem para se adaptar à mastigação da carne.

Como já indicamos anteriormente, o processo do aparecimento dos dentes de leite é variável. Mas geralmente costuma terminar entre os 20 e 30 meses, embora possa haver algumas exceções. Vale destacar que também podem existir casos de crianças que já nascem com algum dente. Mas isso é bastante atípico.

Quando os dentes de leite começam a aparecer, provavelmente os bebês vão babar mais e morder mais objetos. Alguns passam por esse processo sem nenhum tipo de dor, enquanto outros podem passar por breves períodos de irritabilidade com episódios de choro, alterações no sono e na alimentação.

“As cáries podem aparecer nos dentes de leite, sim. A cárie infantil é bastante frequente nos bebês”

Sintomas da dentição

Os sintomas do aparecimento dos primeiros dentes do bebê são geralmente leves e alguns bebês, inclusive, não sentem incômodo algum. Em contrapartida, outros podem ter febre e, até mesmo, diarreia. Vamos conhecer os sintomas com mais detalhes:

  • Os primeiros dentes do bebê podem ficar escondidos sob as gengivas durante semanas ou podem romper o tecido das gengivas repentinamente, sem nenhum aviso.
  • Quando o dente está para sair, a gengiva muda de aparência. Ela incha, fica vermelha e, ao tocar, é possível sentir uma protuberância dura e esbranquiçada. Pode ser um momento doloroso e incômodo para o bebê.
  • Normalmente, a saída dos dentes do bebê é acompanhada por um leve mal-estar, que pode incluir febre, resfriados, diarreia e irritação.

 primeiros dentes do bebê

Como aliviar a dor da dentição

Independentemente da idade que o bebê tem quando os dentes começam a aparecer, assim que começarem a sair é preciso tomar uma série de medidas importantes para aliviar a dor (caso ela exista) do aparecimento da dentição. A seguir, apresentamos algumas recomendações:

  • Envolva o dedo em uma gaze estéril e massageie suavemente a gengiva do bebê. Essa é uma maneira muito eficaz de aliviar as dores causadas pelo aparecimento da dentição.
  • Outra opção para aliviar a dor do aparecimento dos primeiros dentes do bebê é passar um pedaço de gelo, também envolto em uma gaze estéril, na gengiva do bebê.
  • Um mordedor especial, feito de borracha dura, também pode ser muito útil. Além de proporcionar alívio para a dor, seu formato e suas cores podem ser chamativos para o bebê, o que pode distrair da dor.
  • Existem também pomadas específicas, que são anestésicas e naturais, para aliviar a dor.

Como escovar os primeiros dentes do bebê?

Antes dos primeiros dentes saírem, podemos limpar suavemente as gengivas do bebê de vez em quando usando um pano úmido para que ele vá se acostumando com a limpeza da área. Assim que os primeiros dentes aparecerem, podemos continuar limpando com um pano úmido. Mas se a alimentação complementar já teve início, é possível usar uma escova infantil especial que deve ser pequena e de cerdas macias.

primeiros dentes do bebê

Isso é muito importante a partir dos 18 meses de idade, quando geralmente aparecem os primeiros dentes molares, onde podem ficar acumulados restos de comida. É recomendável escovar os dentes de duas a três vezes ao dia, principalmente antes de se deitar à noite.

A Academia Europeia de Odontologia Pediátrica recomenda a escovação dental duas vezes ao dia com pasta de dentes específica para bebês. Portanto, não pode ser a mesma dos adultos devido ao risco de fluorose dentária. As pastas para crianças com menos de dois anos de idade devem ter uma concentração de 500 ppm.

É importante destacar novamente que cada bebê tem seu ritmo e os dentes vão aparecer no momento certo. No entanto, se você tiver qualquer dúvida sobre o assunto, pode consultar diretamente o pediatra ou o odontologista.

Recomendados para você