Os primeiros sinais de que uma criança tem altas capacidades

Crianças com altas habilidades apresentam sinais precoces não apenas na área intelectual, mas também nas áreas social e emocional. Saiba como identificá-los.
Os primeiros sinais de que uma criança tem altas capacidades
Elena Sanz Martín

Escrito e verificado por a psicóloga Elena Sanz Martín.

Última atualização: 16 dezembro, 2022

As crianças com altas capacidades representam cerca de 3% do total, embora o número possa aumentar consideravelmente dependendo das fontes consultadas. Além disso, estima-se que a grande maioria delas não seja identificada e não receba as adequações escolares ou o apoio familiar de que necessita para prosperar. Por isso, queremos falar com você sobre os primeiros sinais de que uma criança tem altas capacidades para que você possa identificá-los em seus filhos.

Fala-se em altas habilidades quando uma pessoa apresenta alto desempenho na área intelectual, criativa e/ou artística. Portanto, não estamos falando apenas de prodígios acadêmicos, mas de crianças que apresentam um talento especial ou que se destacam em determinadas áreas, que podem variar do esporte às artes ou da memória à linguagem.

As altas capacidades são muito heterogêneas e não se apresentam em todas as crianças da mesma maneira. No entanto, existem algumas pistas que podem ajudar os pais a identificá-las.

Estes são os primeiros sinais de que uma criança é superdotada

Os primeiros sinais de altas habilidades aparecem durante o crescimento, mas mesmo nos primeiros anos de vida já é possível identificar alguns deles. De qualquer forma, sempre será necessária uma avaliação profissional para complementar as informações fornecidas pelos pais com uma bateria de testes. Mesmo assim, estes são os sinais mais relevantes:

Desenvolvimento da linguagem

Embora não ocorra em todos os casos, o desenvolvimento inicial da linguagem pode ser evidente. Algumas crianças podem pronunciar as primeiras palavras já aos seis meses, formar frases com apenas um ano e meio e manter conversas aos dois anos. Além disso, costumam ter um vocabulário amplo e rico e podem ler fluentemente antes dos quatro anos de idade.

As crianças superdotadas geralmente têm boa memória e podem raciocinar facilmente sobre questões complexas desde cedo.

Memória e raciocínio

Essas crianças podem ter uma excelente memória, especialmente em relação a lugares e eventos. Além disso, compreendem e manuseiam facilmente conceitos complexos, gostam de propor e resolver problemas e têm grande capacidade para isso. Além disso, é comum que desenvolvam metacognição (consciência de seus próprios processos de pensamento) cedo.

Curiosidade e capacidade de aprendizagem

Crianças com altas capacidades são curiosas, abertas e com grande facilidade de aprendizado. Elas podem se interessar por uma ampla variedade de tópicos e se tornar especialistas em alguns deles. Além disso, gostam de ler e aprender como funciona o mundo ao seu redor e são muito observadoras.

Por isso, é possível que façam perguntas complexas, transcendentais ou inadequadas para a idade e que exijam saber as respostas. Por exemplo, podem perguntar desde cedo sobre a reprodução humana, o código genético ou a formação do universo.

Relações sociais

Em relação à esfera social, geralmente sentem preferência por se relacionar e interagir com pessoas mais velhas. Em parte porque dificilmente compartilham interesses ou pontos de vista com crianças de sua idade.

Em outros casos, elas podem assumir o papel de líder e tentar liderar os demais. Mas é possível que, se perceberem a rejeição de seus pares, tentem esconder seus talentos ou suas diferenças para obter aceitação.

Além disso, é comum que sejam rebeldes e relutem em aceitar ordens e regras. Essas crianças podem desafiar a figura de autoridade e tendem a impor seus critérios.

Atenção

A realidade quanto ao plano atencional pode ser muito variada. Existem crianças com altas capacidades que têm uma grande capacidade de concentração, que são capazes de se focar quando aprendem ou curtem algo pelo qual são apaixonadas.

No entanto, também podem parecer distraídas, entediadas ou desengajadas quando se trata de tarefas monótonas e repetitivas. Isso às vezes faz com que o diagnóstico seja confundido com o de TDAH, embora ambos possam coexistir.

Algumas crianças superdotadas podem ter um QI alto ou possuir alguma habilidade notável em uma área específica.

Talento em áreas específicas

É importante lembrar que o conceito de altas habilidades inclui superdotação, talento e precocidade intelectual. Por esse motivo, é possível que algumas dessas crianças tenham um QI alto (maior que 130), mas também que se destaquem apenas em algumas áreas e permaneçam medianas nas demais.

Assim, podemos considerar como sinal o fato de a criança apresentar um grande potencial intelectual, mas também de possuir uma capacidade destacada (esportiva, artística ou matemática, entre outras) ou de ter atingido alguns marcos evolutivos, como a aquisição de fala ou escrita, mais cedo do que o esperado.

Dissincronias

A dissincronia aparece entre os primeiros sinais de que uma criança tem altas capacidades. Este é o descompasso entre sua idade cronológica e seu desenvolvimento intelectual, social e emocional.

A criança pode ter conversas mais típicas de um adulto, mas ao mesmo tempo mostrar a impulsividade característica de uma criança e emoções profundas e complexas que não sabe administrar. De certa forma, parece que nela convivem diferentes idades dependendo da área que observamos.

Personalidade e emoções

Por fim, ao observar a personalidade desses pequenos, também encontraremos traços significativos. Por exemplo, eles tendem a ser crianças profundas com uma sensibilidade especial. Além disso, podem ser autocríticos e exigentes, rígidos e inflexíveis e têm um grande medo do fracasso. Além disso, é comum que fiquem frustrados com a falta de progresso.

A importância de detectar os sinais de que uma criança tem altas capacidades

Os sinais de que uma criança tem altas capacidades são um bom indicador que pode levar à solicitação de uma avaliação rigorosa e personalizada. Detectar precocemente essa qualidade é fundamental para que os adultos entendam as necessidades da criança e possam acompanhá-la adequadamente.

Se não forem identificados, a criança pode não só não receber a estimulação necessária para desenvolver o seu potencial, como também pode sofrer problemas sociais e emocionais. Por isso, é necessário fornecer o mais rápido possível as ferramentas que acompanham suas necessidades especiais, tanto na escola quanto em casa.

Pode interessar a você...
11 sinais de altas capacidades em bebês
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
11 sinais de altas capacidades em bebês

A detecção precoce de altas capacidades nos bebês permite direcionar e orientar a aprendizagem dos pequenos. Saiba mais aqui!


Todas as fontes citadas foram minuciosamente revisadas por nossa equipe para garantir sua qualidade, confiabilidade, atualidade e validade. A bibliografia deste artigo foi considerada confiável e precisa academicamente ou cientificamente.


  • García-Ron, A., & Sierra-Vázquez, J. (2011). Niños con altas capacidades intelectuales. Signos de alarma, perfil neuropsicológico y sus dificultades académicas. Anales de pediatría continuada9(1), 69-72.
  • López Andrada, B., Betrán Palacio, MT., López Medina, B,. & Chicharro Villalba, D. (2000). CIDE: Alumnos precoces, superdotados y de altas capacidades. Madrid: Centro de investigación y documentación educativa (CIDE). Disponible en: http://www.jmunozy.org/files/NEE/sobredotado/00820092000279-cide.pdf

Os conteúdos de Sou Mamãe servem apenas para fins educacionais e informativos. Em nenhum momento substituem o diagnóstico, o aconselhamento ou o tratamento de um profissional. Em caso de dúvida, é recomendável consultar um especialista de confiança.