Quais são os hábitos que favorecem a concepção?

Existem hábitos que favorecem a concepção, assim como existem outros que dificultam. A fertilidade está diretamente relacionada ao estilo de vida. Na verdade, muitas pessoas totalmente funcionais têm dificuldade para conceber simplesmente por causa de hábitos inadequados.

Um estilo de vida saudável é o melhor remédio para qualquer doença. É também a melhor forma de fazer com que o sistema reprodutor funcione perfeitamente. O segredo do bem-estar está nos hábitos.

Os hábitos que favorecem a concepção estão relacionados à alimentação, às atividades físicas e a evitar algumas substâncias. Vale ressaltar que tais hábitos não só ajudam a conceber, mas também melhoram a qualidade da gravidez.

Alimentação, uma parte essencial

Uma dieta saudável é aquela que inclui principalmente vitaminas, antioxidantes e ácidos graxos ômega-3. Estes elementos são particularmente eficazes para a saúde reprodutiva.

É recomendável consumir muitas frutas e verduras. Estes são alimentos que não devem ser deixados de fora da dieta diária. Também são recomendados os peixes e as castanhas.

Alimentos ricos em ômega-3, vitaminas e antioxidantes não podem faltar na dieta de alguém que está em processo de conceber.

uma dieta saudável é um dos hábitos que favorecem a concepção

Um dos hábitos que favorecem a concepção é praticar exercícios

O excesso de peso afeta diretamente a fertilidade. Da mesma forma, também pode causar problemas durante a gravidez. A obesidade traz consigo muitos outros males. É por isso que você deve evitar ficar muito acima do peso, especialmente se estiver planejando uma gravidez.

A melhor maneira de combater o excesso de peso é com uma dieta saudável e com a prática regular de exercícios. A prática de exercícios é um dos hábitos que favorecem a concepção, pois não só evita a obesidade, mas também ajuda a manter o corpo em ótimas condições. Fazer exercícios é um hábito altamente recomendado em qualquer circunstância.

Controle médico

Manter o controle médico também faz parte da lista de hábitos que favorecem a concepção. Ter um controle sobre o próprio corpo é benéfico pois permite detectar qualquer problema com antecedência. O ginecologista ou o urologista muitas vezes consegue identificar um problema de fertilidade em um exame de rotina.

Ir ao médico periodicamente é uma questão que demonstra preocupação com a própria saúde. Muitas vezes esse hábito salva vidas. Da mesma forma, o exame médico periódico pode garantir uma intervenção mais eficaz, caso seja necessário.

Prestar atenção aos medicamentos

Muitos medicamentos são capazes de afetar a fertilidade. É importante ter consciência dos remédios que você toma, principalmente se faz uso deles com frequência. Alguns componentes desses medicamentos podem limitar a capacidade reprodutiva.

O mais aconselhável é perguntar ao médico sobre esses detalhes. Quando certo remédio for prescrito, o médico é obrigado a informar sobre os efeitos. Se possível, sempre substitua os medicamentos agressivos por outras substâncias ou métodos menos prejudiciais.

Controlar o estresse

Foi comprovado que o estresse influencia centenas de doenças. O estresse influencia diretamente em alguma delas, como o caso da hipertensão ou da gastrite. Em outros casos os efeitos são menos aparentes, mas não menos perigosos.

O ideal é viver a vida sem estresse. Se isso for impossível devido às condições de trabalho ou outros fatores, sempre há um jeito de diminuir os seus efeitos.

Para diminuir o estresse é recomendável a prática de técnicas de relaxamento, que geralmente têm um impacto magnífico. O mesmo vale para o esporte, que proporciona grandes benefícios físicos e mentais.

Evitar algumas substâncias

Entre os hábitos que favorecem a concepção está incluído evitar o consumo de algumas substâncias específicas. Principalmente o tabaco e o álcool. Muitas pesquisas determinaram os efeitos dessas substâncias sobre a saúde reprodutiva.

Na mulher, o tabaco diminui a qualidade dos óvulos. No homem, afeta a produção de esperma. Isso sem contar os outros efeitos sobre os sistemas respiratório, circulatório e digestivo. O tabaco é uma substância muito nociva, portanto o ideal é manter distância.

O álcool tem efeitos bastante parecidos. O consumo excessivo de bebidas alcoólicas afeta a capacidade de conceber.

Nas mulheres, diminui a fertilidade, aumenta o risco de aborto e durante a gravidez pode provocar malformações congênitas. Nos homens, o consumo do álcool diminui a mobilidade dos espermatozoides.

O consumo de álcool não apresenta maiores problemas se for moderado.

Recomendados para você