Qual é a melhor idade para ser mãe?

· 22 de outubro de 2017

A melhor idade para ser mãe é uma questão que muitas vezes nos preocupa. Para começar, é porque não estamos plenamente conscientes de quão complexa é a formação de um ser humano dentro do útero. Nunca paramos de aprender, sempre surgem novos dados devido aos avanços científicos.

O período de gestação é uma das questões mais interessantes e cativantes que existe, tanto biologicamente, quanto emocionalmente. Por isso não é de se surpreender que muitos estudos concentrem-se em descobrir a melhor idade para ser mãe.

A seguir comentaremos sobre alguns fatos interessantes a respeito da idade e da maternidade.

Ser mãe em diferentes épocas da vida

Antigamente recomendava-se que as mulheres tivessem filhos o mais cedo possível. As mulheres sempre foram encorajadas a ter filhos assim que pudessem ou quisessem.

Os padrões de idade para a maternidade variam de acordo com a cultura e a área geográfica. No entanto, estima-se que a idade mais fértil fisiologicamente para as mulheres, seja entre 24 e 25 anos de idade. Durante este período a probabilidade de gravidez é superior a 20%.

A medida que a idade aumenta a facilidade de conceber diminui. Ao entrar na casa dos trinta a probabilidade de gravidez fica em torno de 15% e, após os 35 anos de idade a probabilidade estimada cai para cerca de 8%.

A partir dos 40 anos, infelizmente, a taxa é de somente 2%.

Embora hoje em dia seja possível conceber em uma idade mais avançada, existem certos riscos para a mulher e para o feto que vale a pena serem estudados. Quando o assunto é ser mãe é necessário levar as estatísticas em consideração.

Por que aos 40 anos não é a melhor idade para ser mãe?

Atualmente as mulheres não se dedicam apenas ao lar e/ou à família. Há cada vez mais mulheres que trabalham, e ter filhos não é mais uma prioridade. Em muitos casos esta é uma das causas que adia o momento da maternidade.

Hoje em dia ter um bom emprego e estabilidade no trabalho são metas que costumam ser prioridade. Esses fatores geralmente são decisivos em muitos aspectos da vida, especialmente ao de ser mãe. Isso mostra que a maternidade não é mais uma escolha que as pessoas fazem sem ter um planejamento adequado.

A maternidade exige uma série de responsabilidades para o futuro bebê. Isso implica em ser capaz de mantê-lo em boas condições, e conciliar a vida familiar com a vida profissional. Esta é a razão pela qual muitas mulheres adiam ter filhos. Porém, infelizmente, uma gravidez tardia pode levar à complicações, não apenas durante o período gestacional.

Possíveis problemas de uma gravidez tardia

Há uma série de anomalias genéticas que a criança pode apresentar, como por exemplo, a Síndrome de Down, que tem mais probabilidade de ocorrer quando a mulher é mais velha. Isto acontece devido ao envelhecimento das células, que às vezes não se dividem adequadamente. Existe também uma maior probabilidade de aborto ou complicações durante o parto.

Bebê engatinhando na grama

As mulheres com pressão alta ou diabetes podem apresentar sangramento ou complicações em relação à placenta do bebê. Até mesmo uma mulher saudável que não tenha esses problemas anteriormente estará suscetível à diabete gestacional, ou o aumento da pressão arterial.

Se você optar por ser mãe depois dos quarenta anos de idade é recomendável pedir ajuda, e informações ao seu médico pessoal, e ao ginecologista. Eles estudarão cada caso e poderão lhe aconselhar da maneira mais apropriada.

Qual é a melhor idade para engravidar?

De acordo com estudos mais recentes, a idade média que as mulheres engravidam na Espanha é de 32 anos. Isso ocorre porque a faixa dos 30 anos é intermediária entre uma idade muito jovem ou muito madura. As mulheres sentem que aos 20 anos ainda são muito imaturas para trazer um bebê ao mundo. Elas precisam ter mais experiências, conhecer pessoas, e encontrar um parceiro estável.

Aos 40, por outro lado, as mulheres temem os riscos da gravidez. A faixa dos 30 é, portanto, ideal para a maioria das mulheres. Nesta idade é mais comum ter um parceiro e um trabalho estável, além de uma maturidade completamente diferente das etapas anteriores.

A maternidade é uma decisão pessoal

Bebê no colo da mãe segurando sua blusa

Seja como for, a idade ideal para ser mãe é escolha de cada mulher. Cada uma sabe o que é melhor para si, e que situação se adapta melhor ao seu modo de vida. Há mulheres que se consideram preparadas em uma idade muito precoce, enquanto outras, não sentem o instinto materno até muito mais tarde.

Se surgirem dúvidas não hesite em perguntar aos especialistas, à família, e aos amigos mais próximos. Além disso, é sempre útil falar com outras pessoas que passaram por situações parecidas.

Desde que busque informações corretas e tome uma decisão consciente, não importa a sua escolha: a melhor idade para ser mãe será aquela em que você se sentir melhor preparada para enfrentar este desafio. Um bebê precisa de muito amor e carinho, e a idade não é um fator que mudará isso.