Qual é a função dos dentes de leite?

Muitos pais acham que os dentes de leite não desempenham nenhuma função relevante na boca das crianças. Mas não é bem assim.
Qual é a função dos dentes de leite?

Última atualização: 06 Novembro, 2021

Os dentes de leite desempenham um papel muito importante na saúde das crianças, desde o momento em que aparecem na boca até que caem.

A erupção dos primeiros dentes é um momento muito especial, tanto para o bebê quanto para sua família, pois é um marco em seu desenvolvimento. E mesmo que sejam elementos transitórios, seus cuidados são essenciais para o bem-estar do pequeno.

Continue lendo para aprender mais sobre os dentes de leite e seu papel no crescimento infantil. Não perca!

Quando os dentes de leite aparecem?

Os dentes de leite começam a se formar na boca do bebê quando ele ainda está dentro do útero.

Após o nascimento, esses dentes continuam seu processo de desenvolvimento dentro dos ossos da mandíbula, mas só aparecem na boca por volta dos 6 meses. No entanto, a idade eruptiva depende de cada criança e de sua taxa de crescimento.

Os primeiros dentes a irromper geralmente são os incisivos da mandíbula inferior, mas a ordem de aparecimento também varia de criança para criança.

Esse processo pode ser incômodo ou doloroso para algumas crianças e é comum que elas fiquem muito irritadas, ansiosas ou babem excessivamente. No entanto, esses incômodos geralmente são fáceis de lidar com estratégias simples em casa.

O surgimento dos dentes de leite culmina por volta dos 3 anos de idade, quando a criança tem 20 dentes na boca: 8 incisivos, 4 caninos e 8 molares.

A função dos dentes de leite

Muitos pais acreditam que os dentes de leite não cumprem nenhuma função verdadeiramente importante, pois depois de algum tempo eles caem para dar lugar aos permanentes. Para alguns, é até mesmo algo “descartável”, que não merece muita atenção.

Essa crença não só é errada, como também muito perigosa, pois não cuidar da saúde bucal das crianças aumenta o risco de desenvolver algumas doenças bucais. Além disso, o cuidado e a manutenção dos dentes temporários são essenciais para o correto crescimento da boca.

A seguir, mencionaremos algumas das funções mais importantes dos dentes de leite.

Mastigação

É uma função muito importante para a vida, pois a alimentação correta depende dela.

No início, os dentes provisórios ajudam a criança a aprender a mastigar e, à medida que ela vai crescendo, pode usar essa experiência para tornar a alimentação mais complexa.

Os bebês geralmente estão prontos para incorporar alimentos moles a partir dos 6 meses e para isso não é necessário ter dentes. Mas a presença dos novos dentes permite aos pequenos explorarem diferentes texturas para exercitar a mastigação.

Embora nessa fase os dentes de leite não sejam essenciais na alimentação da criança, eles são parte fundamental desse novo aprendizado. Quando o pequeno já domina a mastigação, os dentes se tornam uma ferramenta fundamental para incorporar todos os tipos de alimentos.

Fala

Outra função muito importante dos dentes de leite é sua participação no desenvolvimento da fala, uma vez que muitos fonemas requerem a presença dos dentes para soar corretamente.

Dessa forma, tanto a perda quanto o mau posicionamento dos dentes podem interferir na pronúncia de algumas palavras. Essas dificuldades se traduzem em problemas escolares, vergonha e falta de autoestima da criança.

Desenvolvimento da mandíbula e guia da erupção permanente

Os dentes de leite e sua correta posição favorecem o crescimento e o desenvolvimento dos maxilares. Além disso, esses dentes reservam o espaço necessário para o surgimento dos permanentes. Ou seja, eles atuam como um guia para que os dentes finais irrompam no local correto.

É por isso que algumas condições que causam a perda prematura dos dentes temporários podem causar problemas de mordida. Não manter espaço suficiente aumenta o risco de os dentes finais nascerem tortos ou, simplesmente, não nascerem.



Estética

A estética é outra função dos dentes de leite que muitas vezes não é levada em consideração. A presença de todos os dentes na boca melhora a aparência da criança.

E embora essa função possa parecer sem importância para os pequenos, um sorriso cuidadoso evita as provocações das outras crianças e melhora a autoestima.

Como cuidar dos dentes de leite?

Criança com a mãe aprendendo a escovar os dentes.

Como você viu, os dentes de leite desempenham várias funções importantes para a criança, assim preocupar-se com seus cuidados e sua saúde é essencial.

A higiene oral deve ser feita desde o início, antes mesmo do surgimento dos dentes. Nesse momento, é necessário limpar a gengiva e a língua do bebê com uma gaze limpa e úmida.

Depois que o primeiro dente sair, deve-se começar a usar a escova infantil e uma quantidade mínima de creme dental com flúor.

Os pais são responsáveis por realizar a higiene dental dos filhos até que eles mesmos possam fazer isso sozinhos. Eles então precisarão monitorar o processo para verificar se a higiene é eficaz.

Em consonância com isso, é fundamental o controle da alimentação dos pequenos. Manter uma dieta nutritiva e saudável, com baixo consumo de açúcar, ajuda a prevenir as cáries.

Por fim, ir ao dentista antes do primeiro ano de vida é muito importante para garantir os cuidados com os dentes de leite. O dentista examina a saúde da criança, avalia o crescimento e a erupção dos dentes e detecta qualquer problema em tempo hábil. Além disso, orienta os adultos sobre as melhores formas de cuidar da boca dos pequenos.

Pode interessar a você...
5 alimentos a evitar para cuidar dos dentes dos seus filhos
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
5 alimentos a evitar para cuidar dos dentes dos seus filhos

Evitar esses 5 alimentos ajudará a cuidar dos dentes das crianças. Descubra o que deve ser retirado da dieta alimentar dos pequenos.



  • Vilela, M. M., Huamán, S. D., De Rossi, M., Nelson-Filho, P., & De Rossi, A. (2017). Odontología para bebés: una posibilidad práctica de promoción de salud bucal. Revista de Odontopediatría Latinoamericana, 7(2), 11-11.
  • Pinto, J. M., Chávez, D. B., & Navarrete, C. (2018). Salud bucal en el primer año de vida. Revisión de la literatura y protocolo de atención odontológica al bebé.
  • Larco Berrazueta, S. K. (2019). Prevalencia de maloclusiones en pacientes pediátricos con perdida prematura del sector anterior que acuden a la Clínica Odontológica de la Universidad San Francisco de Quito para el periodo mayo–diciembre 2019 (Bachelor’s thesis, Quito).
  • Navarro Nápoles, J., Cobas Perez, N., & Pardo Gonzalez, M. I. Factores de riesgo de la erupción dentaria temporal.
  • Espinoza Condor, J. E. (2020). Nivel de Conocimientos sobre higiene oral del bebé, en madres que acuden al Centro de Salud Uliachín, Pasco 2019.
  • Carballido Perdomo, D. R., Rodríguez Rodríguez, Y., González Rodríguez, C. R., Valero Gonzalez, Y., & Ramírez Carballido, P. (2021). Plan de acción sobre la importancia de la conservación de los dientes temporales. Acta Médica del Centro, 15(2), 288-296.
  • Muñoz, V., Valenzuela, P. M., & Rasse, A. (2020). Imaginarios, creencias y actitudes que influyen en la consulta odontopediátrica en menores de 3 años. International journal of interdisciplinary dentistry, 13(1), 6-8.
  • Humeres-Flores, P., Guzmán-Orellana, D., Madrid-Canales, C., Fredes-Ziliani, A., & Mustakis-Truffello, A. (2020). Cuidado de la salud oral en la primera infancia: La perspectiva de sus madres-un estudio cualitativo. International journal of interdisciplinary dentistry, 13(2), 62-66.