Qual a idade mais difícil das crianças segundo as mães?

18 de junho de 2017

A criança é difícil desde o início, entretanto, às vezes se torna ainda mais complicada. A maioria das mães concorda que a primeira fase, a idade entre um e três anos, pode ser a mais complexa. Se tratam de idades nas quais os pequenos começam a dar seus primeiros sinais de independência.

A infância é uma etapa muito importante da vida, pois é nesta onde a criança aprende e cresce de distintas formas. Cada momento no qual ela pode fazer algo que resulte em grande significado para todos.

Em cada etapa a criança aprenderá a dominar diversas habilidades. Para eles significará o inicio de uma vida diferente, quanto à perspectiva e sensações. Particularmente, cada criança tem um estilo de crescimento muito diferente dos demais.

Neste caso falaremos da etapa em que a criança aprende a andar, falar e a resolver alguns problemas. Aqui é onde desenvolve a capacidade de se relacionar com os demais ao seu redor.

Porque existe uma idade mais difícil?

Quando começa a independência, as crianças se dedicam ao que querem. Isso traz como consequência que explorem mais e tentem fazer coisas por seus próprios meios. E a partir daí, as mães passarão o dia vigiando de perto, correndo atrás deles e tirando coisas de suas mãos.

Essa etapa se caracteriza por criar mudanças no crescimento. O humor pode se tornar bastante variável com certa negatividade. Essas crianças se caracterizam por serem persistentes, mas com poucas habilidades,  pelo qual podem se sentir frustradas. Por essa razão, algumas crianças se comportam mal.

As crianças têm muita energia e elas devem ser exploradas em seu meio-ambiente. É preciso um espaço que seja seguro para que possam tentar ser independentes.

Elas se preocupam com suas próprias necessidades, por isso, os pais não devem esperar que compartilhem suas coisas. Elas ainda não tem suficientes habilidades em matéria de comunicação, como para poder expressar seus sentimentos e vontades.

Quando passam dos 2 anos de idade, começam a se interessar pelo que lhes é ensinado. Aos 3 anos de idade, já as consideramos como pré-escolares. Nessa idade já sabem utilizar o banheiro, desenvolveram habilidades de comunicação e continuam despertando esse sentido de independência.  Continua em crescimento esse desejo de conhecer seu meio e se integrar a ele.

Principais características segundo a idade da criança

Um ano de idade

  • Em relação a vida social é muito comum a rebeldia e a dificuldade de compartilhar seus brinquedos com os demais. São possessivos, tratando de fazer coisas de forma independente, sem se lembrar de algumas regras que se estabelecem.
  • Emocionalmente aumentam os medos. É frequente a alteração de humor, que se apresenta repentinamente. As emoções são muito intensas, mas curtas. Para eles, a rotina é muito importante.

Desfrutam a sua maneira de brincar, sozinhos, sem que haja outra criança ao seu lado. É normal que eles se sintam o centro do mundo. Pergunta por seus pais e expressam emoções novas tais como os ciúmes, o orgulho, afeto ou vergonha.

  • No plano intelectual já podem dar nome às coisas ou a familiares como papai, mamãe, avô, avó. A atenção destas crianças tem um prazo curto, são muito curiosos, indicam objetos, podem identificar as partes de seu corpo. Se eles foram ensinados, realizam onomatopeias, quer dizer, imitações de sons de animais ou coisas. Já pode utilizar pronomes como eu, meu, teu. Já podem segurar um lápis e tratar de rabiscar.

Dois anos de idade

  • Socialmente podem tentar fazer as coisas por si mesmos e tomar decisões. Já podem achar divertido imitar o comportamento dos adultos. Querem ajudar as suas mães e pais a fazer as coisas de casa como varrer, limpar, esfregar.
  • A nível emocional é muito comum que tenham reações contrarias às que são pedidas a eles, porque podem ser bastante egocêntricos. Nesta idade, as crianças se sentem mais seguras de si mesmas, ainda que possam necessitar da segurança que os pais dão.
  • Intelectualmente podem seguir instruções simples, ainda que tenham pouca capacidade de atenção. Podem memorizar, cantar canções curtas e inclusive pensar antes de agir.