Quando mudar o tamanho da fralda do bebê?

2 de março de 2019
Para saber quando mudar o tamanho da fralda do bebê, devemos levar em consideração alguns aspectos, como por exemplo se ela está ficando muito apertada, se há vazamentos ou se ela está caindo. É muito importante que você use o tamanho correto. Vamos ver o porquê a seguir.

Certamente você já sabe que existem muitas opções de fraldas no mercado, com tamanhos diferentes e com suas diversas vantagens. No entanto, talvez você não tenha ideia de quando mudar o tamanho da fralda do bebê. Por isso, neste artigo, vamos te dar algumas dicas para identificar o momento ideal.

Dicas para mudar o tamanho da fralda do bebê

As principais marcas de fralda no mercado têm tamanhos ‘para todos os gostos’, até mesmo para bebês prematuros ou para aqueles que demoram mais para ir ao banheiro sozinhos. A maioria se baseia no peso da criança para determinar os tamanhos, mas podem variar de acordo com o fabricante.

Muitas vezes, não é fácil encontrar o tamanho certo. Por isso, vamos te dar algumas dicas sobre quando mudar o tamanho da fralda do bebê:

1. Tamanho RN, apenas nos primeiros dias

Você vai se surpreender com a rapidez com que o seu bebê cresce. Até mesmo entre o momento do nascimento e a saída da maternidade, você verá que já mudou. Isso é normal nas primeiras semanas. Para se ter uma ideia, uma criança de seis meses é duas vezes maior do que quando nasceu.

Por isso, o melhor a fazer é comprar uma pequena quantidade de fraldas tamanho RN. Principalmente porque elas vão durar muito pouco, ainda que você gaste mais de cinco por dia. Também é comum que a primeira fralda que você coloque não seja do tamanho RN, principalmente se o bebê tiver mais de 3,5 kg ao nascer.

Tamanho RN, apenas nos primeiros dias 

2. Há muitos vazamentos

Um dos principais sinais de que é hora de mudar o tamanho da fralda do bebê é ela não ‘segurar’ mais os resíduos da criança. Quando vaza uma vez, pode ser porque o bebê urinou ou defecou demais, mas se isso acontecer continuamente, significa que ele precisa de uma fralda maior. Não é por falta de absorção, mas sim por causa do tamanho!

3. Preste atenção às instruções do fabricante

Na maioria dos casos, as fraldas têm um tamanho padrão. Mas isso não significa que não existam pequenas variações entre cada marca. O dado que o pacote oferece para saber qual é o tamanho mais adequado para o seu bebê é o peso. Uma tabela geral é:

  • Tamanho RN: até 4,5 kg.
  • Tamanho RN+: de 3 a 6 kg.
  • Tamanho P: de 5 a 7,5 kg.
  • Tamanho M: de 6 a 9,5 kg.
  • Tamanho G: de 9 a 12,5 kg.
  • Tamanho XG: de 12 a 15 kg.
  • Tamanho XXG: mais de 14 kg

Assim, como você pode ver, os tamanhos correspondem aos pesos. Portanto, você deve experimentar qual deles fica melhor. Uma dica: se, por exemplo, seu bebê pesa 5 kg, mas é bem ‘grande’, é preferível comprar o tamanho P (de 5 a 7,5 kg) do que o RN+ (3 a 6 kg) para que, dessa forma, fique mais confortável .

Quando a fralda vaza uma vez, pode ser porque o bebê urinou ou defecou demais. Mas se isso acontecer continuamente, significa que ele precisa de uma fralda maior.

4. Elásticos e fechos: ajuste perfeito

Outra maneira de determinar quando é hora de mudar o tamanho da fralda do bebê é analisar se ela está ficando muito apertada. As áreas elásticas das pernas não devem marcar a pele. Nesse caso, compre um tamanho maior.

Na cintura, ela deve ficar confortável o suficiente para não apertar quando o bebê tiver acabado de comer e permitir que ele se mova livremente. Além disso, dê uma olhada nos fechos. Se eles ficam abertos demais ou se não chegam até a altura do umbigo do bebê, você provavelmente precisa de um tamanho maior.

Elásticos e fechos: ajuste perfeito

5. Sinais no corpo

Essa é outra maneira de saber quando é hora de comprar uma fralda de tamanho maior para o seu bebê. Manchas vermelhas nas pernas ou nos quadris ou uma dermatite difícil de curar podem ser evitadas ou reduzidas com uma fralda menos apertada.

Caso o bebê seja um pouco maior – em torno dos dois anos de idade – talvez ele mesmo possa te dizer que não se sente confortável com a fralda. Por exemplo, se ele tenta tirá-la, movê-la ou se seus movimentos estiverem muito limitados, talvez seja necessário analisar a possibilidade de comprar um tamanho maior.

Finalmente, se você tiver dúvidas sobre como colocar as fraldas, com que frequência trocar ou qual o melhor tamanho para o seu bebê, a melhor coisa a fazer é conversar com o pediatra. Ele é o profissional pode orientar e recomendar marcas ou tamanhos de acordo com o seu filho.