Quando os pais não dão o exemplo

Embora as crianças passem boa parte do tempo na escola, o melhor exemplo que podem ter durante a educação é com os pais em casa. Vamos fazer algumas reflexões a esse respeito.
Quando os pais não dão o exemplo

Última atualização: 05 março, 2022

Desde que o bebê sai da barriga e sente o seu cheiro e o do papai, inicia-se sua educação, que se baseia principalmente no seu relacionamento com os pais. A partir do primeiro dia do seu nascimento, o bebê aprende tudo o que pode com a mãe e o pai, que são seus principais professores, seus modelos, seus guias, enfim, seu exemplo. Então o que acontece quando os pais não dão o exemplo?

Ser um bom exemplo é uma tarefa que exige um esforço constante. Os resultados de gerenciar bem as emoções são notados com o tempo. Aos poucos, você vai aprendendo a praticar hábitos mais adequados para transmiti-los aos seus filhos, que aprenderão com você quase todos os valores fundamentais de sua vida.

Por isso, é extremamente importante que os pais tenham consciência de que são o maior e o mais importante exemplo para os filhos, e que o comportamento dos seus pequenos é um reflexo das formas de agir dos pais, assim como de sua gestão e expressão das emoções. Esse é o motivo da importância de dar um bom exemplo às crianças.

O ideal é que os filhos cresçam em um lar onde os pais pratiquem o que pregam, ou seja, deem o exemplo. Então, se você quer que seus filhos lavem as mãos antes de comer, escovem os dentes três vezes ao dia, atravessem a rua apenas quando o semáforo estiver verde, eles devem ver os pais fazendo isso constantemente.

E assim deve ser com o resto do aprendizado que você deseja que seus filhos obtenham, especialmente aqueles que são profundos. Isso porque, por exemplo, se você deseja que seu filho seja respeitoso com você e em geral com as pessoas, então você também deve ser respeitosa com ele e com todos.

A casa é o primeiro exemplo

Assim que o bebê chega em casa, e principalmente nos seus primeiros anos de vida, os pais são uma referência absoluta para eles. É por isso que mamãe e papai são seus principais modelos e a maior prova disso é que os filhos fazem e dizem as coisas que veem sua mãe e seu pai fazer.

E por incrível que pareça, às vezes muitos pais ficam surpresos ao ver seus filhos batendo ou gritando com outras crianças ou com eles mesmos. Porém, a verdade é que eles fazem esse tipo de coisas porque veem os pais fazendo isso em casa. É difícil se dar conta desse fato, mas uma criança aprende a gritar porque gritam com ela.

Certamente nenhuma mãe ou pai quer dar um mau exemplo para seu filho, nem quer ser a causa de seus maus comportamentos. O que acontece é que muitas vezes agimos inconscientemente e também esquecemos que os filhos são como esponjas que aprendem com tudo, e isso inclui coisas boas e outras nem tanto.

O que fazer para dar um bom exemplo?

 

Para dar um bom exemplo é necessário agir corretamente, ou pelo menos de forma consistente, o tempo todo. Em teoria parece simples, mas a prática nos lembra que somos humanos, que temos defeitos e, portanto, que devemos também reaprender e nos esforçar para ser um bom exemplo para nossos filhos ou pelo menos o melhor exemplo que pudermos ser.

Então, por exemplo, se você não quer que seu filho grite, evite gritar. A questão é que muitos adultos sucumbem em momentos de tensão ou estresse. E é por isso que, quando são submetidos a esse tipo de situação, reagem gritando na frente dos filhos. No entanto, esse não é o melhor exemplo que você pode oferecer ao seu filho de como lidar com o estresse ou a tensão. Definitivamente, existem maneiras melhores de resolver problemas e se conectar com outras pessoas.

Aqui estão algumas dicas adaptadas da metodologia de aprendizagem por imitação:

  • Se você quer que seu filho seja um bom leitor, é bom que você leia junto com ele e que ele observe você lendo.
  • Se você quer que ele seja um adolescente que toma suas próprias decisões, inclua-o nas decisões da casa e da família. Ou seja, integre-o para que sua voz também seja ouvida e ele tenha voto.
  • Se você não quer que seu filho bata em você ou em outras crianças, não use a violência contra ele. E se você não quer que ele insulte você ou outras pessoas, então não o insulte. Por outro lado, se você deseja que ele confie em você em todas as situações, também deve confiar nele.

Nesse ponto, também é importante que você não eduque seu filho com base em medos e ameaças. Aproveite a vida com ele para que ele possa aprender com seu exemplo e aproveitá-la. Não minta para o seu filho em hipótese alguma se quiser que ele seja uma pessoa sincera.

E, acima de tudo, em nenhuma circunstância ensine a obediência cega, a menos que queira que seu filho se torne um fantoche de outras pessoas. Além disso, você também deve transmitir a ele a vontade de lutar pelo que se deseja e mostrar que para atingir seus objetivos não precisa da aprovação de ninguém. Para isso, evite educá-lo com prêmios, porque na vida as recompensas são conquistadas com verdadeiro esforço.

This might interest you...
Que tipo de pai você é? Modelos de comportamento
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Que tipo de pai você é? Modelos de comportamento

Identificar que tipo de pai você é pode fazer uma grande diferença na vida adulta do seu filho. Veja quais são os mais comuns.



  • Bandura, A. (1978). Aprendizaje vicario. México, Trillas.
  • Ahmed, Y. M. R., & Yasmina, M. (2010). Aprendizaje vicario: implicaciones educativas en el aula. Revista digital para profesionales de la enseñanza, 10, 1-6.
  • Zurita Rovalino, M. E. (2018). El aprendizaje por imitación y la identificación de roles en los niños y niñas de la Unidad Educativa Madre Gertrudis del cantón Cevallos provincia del Tungurahua (Bachelor’s thesis, Universidad Tècnica de Ambato. Facultad de Ciencias Humanas y de la Educaciòn. Carrera de Educaciòn Parvularia). https://repositorio.uta.edu.ec/jspui/bitstream/123456789/28650/1/Zurita%20Rovalino%20Mirian%20Esther%201803756301.pdf