Quando é recomendado fazer repouso absoluto durante a gravidez?

05 Abril, 2020
O repouso absoluto durante a gravidez é uma medida comum indicada pelos obstetras para auxiliar no tratamento de diversas patologias. Vamos descrever os porquês dessa recomendação e dar algumas dicas para a sua implementação.

Durante qualquer estágio da gravidez, o médico pode recomendar o repouso absoluto se ele considerar que a sua vida ou a do seu filho podem estar em perigo. Mas quando exatamente é recomendado fazer repouso absoluto durante a gravidez?

Sabemos que esse assunto pode ser controverso, pois, embora essa indicação seja algo completamente a critério do obstetra, os diagnósticos podem passar de um repouso absoluto para um repouso relativo. Então, os limites sobre o que é permitido fazer ou não durante esse repouso também variam.

Por esse motivo, a abordagem quanto a esse assunto que vamos apresentar aqui pode ser útil para você. Vamos contar, de forma informativa, quando é recomendado fazer repouso absoluto durante a gravidez. Porém, nenhuma sugestão apresentada aqui implica deixar de seguir as recomendações do seu médico.

Quando é recomendado fazer repouso absoluto durante a gravidez?

Quando um obstetra recomenda o repouso absoluto para uma mulher grávida, ele parte de um estudo das condições da gravidez a partir das quais é determinado se ela pode ser de alto risco. Uma gravidez de alto risco é aquela que apresenta fatores ou sintomas que possam ter um impacto negativo na saúde da mãe e do bebê.

Os fatores determinantes para que uma gravidez seja considerada de risco e para que a mãe deva tomar medidas especiais, como o repouso, são variados. Em alguns casos, essa decisão é tomada desde as primeiras semanas de gestação. Em outros, pode ocorrer mais perto da fase final. Sem dúvida, em casos extremos, o repouso pode ser indicado durante a gravidez inteira.

Embora possa não parecer, a recomendação de repouso absoluto para uma mulher grávida é uma ocorrência bastante comum. De acordo com as estatísticas, 20% do total de mulheres grávidas em um ano recebem essa indicação médica. Agora, vamos revisar as causas específicas que levam a essa recomendação.

Grávida deitada fazendo repouso absoluto durante a gravidez

Causas médicas para indicar o repouso absoluto

De acordo com os obstetras, algumas das razões pelas quais é recomendado que uma mulher grávida faça repouso absoluto são:

  • Hipertensão ou pré-eclâmpsia.
  • Problemas no colo do útero: seja porque eles surgiram durante a gravidez ou nas mulheres que sofreram queimaduras ou cortes no colo do útero devido a tratamentos contra o HPV.
  • Contrações intensas e frequentes antes do final da gravidez.
  • Hematomas no saco gestacional.
  • Dor lombar ou ciática.
  • Estresse ou fadiga física e mental.

Certamente, todas essas condições podem desencadear a perda do bebê e são consideradas uma ameaça de aborto. Portanto, o repouso é uma das primeiras medidas geralmente indicadas, além de outros tratamentos específicos para cada caso.

Controvérsias sobre o repouso absoluto

A controvérsia envolvida na indicação de repouso absoluto para uma mulher grávida aumentou à medida que os estudos médicos avançaram. O ponto de partida é que o repouso é uma medida preventiva que, de qualquer forma, colabora para o tratamento das causas principais.

No entanto, muitos especialistas acreditam que não é possível provar que essa indicação possa realmente resolver qualquer uma das complicações específicas da gravidez.

Do ponto de vista psicológico, a opinião é bastante favorável. Essa ciência afirma que o repouso absoluto é benéfico para a mulher grávida. Poder ficar calma, relaxada e sentindo que está colaborando com o bem-estar do bebê contribui para a recuperação da mãe, qualquer que seja a patologia.

“O descanso é uma medida preventiva e, de qualquer forma, colabora para o tratamento das causas principais”.

Dicas práticas durante o repouso absoluto

É claro que, durante o período de repouso absoluto, duas coisas podem acontecer. A primeira é que, de fato, a mãe possa ficar mais calma e recuperar as forças para se sentir melhor.

Por outro lado, a segunda possibilidade é que em algum momento aconteça o contrário e a paciente se sinta entediada, cansada da inatividade e até mesmo sinta certa dor nas costas e nas pernas. Com esses dois cenários em mente, as seguintes dicas práticas devem ser consideradas:

  • O quarto da mulher grávida deve estar equipado com os móveis de sua escolha e com muitos livros e revistas que sejam do seu agrado.
  • Receber visitas frequentes de familiares e amigos é mais do que bem-vindo, para que ela não se sinta sozinha, inativa ou isolada.
Médico exminando grávida

  • Fazer exercícios de ginástica isométrica para as pernas ou receber massagens leves nos membros e nas costas também é muito útil.
  • Alimentar-se bem e sem cometer excessos evitará desconfortos e, por consequência, favorecerá a sensação de bem-estar e conforto.

Por fim, queremos dizer que, se você precisar fazer repouso absoluto por recomendação do seu obstetra, é bom que você mantenha uma atitude positiva e calma. Tome esse tempo e aproveite a oportunidade para descansar sem precisar se preocupar.