O que fazer quando se faz muito pelos filhos

· 17 de novembro de 2017

Alguma vez você já sentiu que faz muito pelos seus filhos? Se esse for o caso, certamente você já sentiu como é difícil evitar agir assim. Frente ao grande desafio que é ser assertiva como mãe, queremos oferecer algumas ferramentas para facilitar o seu caminho.

Quando fazemos muito pelos nossos filhos, eles tendem a delegar a responsabilidade DELES para nós. Vamos explicar isso através de um pequeno exemplo, muito frequente na vida cotidiana:

É possível que você sempre lembre seu filho do que ele precisa fazer. Talvez você costuma lembrar de fazer a tarefa e o avisa que assim vai tirar notas ruins. Talvez em curto prazo, isso pode parecer útil, mas em longo prazo pode ser problemático porque seu filho não vai aprender a ser responsável consigo mesmo, nem vai praticar importantes habilidades para a vida como:

Você consegue perceber? Ao querer ajudar estamos transmitindo, na verdade, a mensagem errada. A nossa intenção pode ser nobre. Mas não devemos deixar que nossas ações se tornem um obstáculo para o desenvolvimento dos nossos filhos quando se trata de ensiná-los a assumir responsabilidades por si mesmos.

O que significa fazer muito?

Se você sempre pega a jaqueta do seu filho, dá a mochila para ele e, inclusive, prepara a mochila que ele vai levar para a escola no dia seguinte, você está tirando a chance de o seu filho sentir o que acontece quando ele não cuida de si mesmo. Em outras palavras, se ele não tiver uma experiência agradável, não será capaz de melhorar a partir disso. 

Quando uma criança sente as consequências naturais dos seus erros, surge uma nova oportunidade de aprendizado. É extremamente importante permitir que as crianças errem para que possam crescer

Se deixarmos nosso filho cometer alguns erros desse tipo, estaremos ajudando a que aprenda a fazer projeções para o futuro. Com isso garantimos o aprendizado a partir da experiência vivida. Em contrapartida, se é você quem faz tudo, infelizmente você está impedindo que ele possa cuidar de si mesmo para se desenvolver melhor na vida.

fazer muito

Fazer muito pelos filhos é poupá-los de tarefas e desafios desagradáveis em vez de ajudá-los e guiá-los para que saibam enfrentar esses momentos da forma mais adequada possível. Ao fazer muito por eles, fomentamos uma atitude passiva em relação à vida, na qual prefeririam esperar coisas dos outros em vez de assumir a responsabilidade por si mesmos.

Por que deixar as crianças fazerem sozinhas?

Se seu filho nunca tentou coisas novas ou diferentes, ele não vai saber como começar algo novo. Nem como se recuperar de um fracasso e tentar de novo. Ele vai pensar que:

  1. Não é possível fazer.
  2. Não é capaz ou que não é necessário nem que se esforce porque haverá outras pessoas para fazer por ele.

Isso vai deixar você exausta como mãe por não ter conseguido um resultado positivo em longo prazo. Nesse sentido, fazer muito pelos filhos não é o mais indicado.

Proteger seu filhos dos tapas da vida tem um preço, pelo qual você poderá pagar caro. As crianças precisam aprender a lidar com os contratempos da vida e não vão fazer isso se você estiver sempre fazendo coisas por eles.

Por mais tentador que seja ir conversar com o professor para que ele aumente a nota do seu filho, em que posição você estaria deixando esse professor? Ou o que seu filho vai fazer no futuro se você não o deixar tentar por si mesmo agora?

Oportunidades de crescimento para ambos

É importante criar oportunidades de crescimento. Cometer erros para experimentar o fracasso, a frustração, a decepção ou o desconforto são experiências vitais e essenciais que proporcionam uma chance para que as crianças façam as coisas o melhor que puderem e pratiquem novas habilidades.

fazer muito

É natural que os pais queiram proteger seus filhos das experiências ruins. Mas os pequenos não precisam de proteção em excesso. Eles precisam da orientação e do apoio necessários para poder enfrentar no futuro essas mesmas circunstâncias.

Aprender a lidar com os obstáculos na vida nos torna pessoas fortes. Se você não permitir que seus filhos cometam esses erros, você estará interrompendo o processo de aprendizado e correrá o risco de atrofiar o crescimento dos seus filhos.

Você irá impedir que seus filhos desenvolvam a coragem necessária para tentar coisas novas. Em contrapartida, se você lhes permitir aprender, eles poderão ter o valor necessário mesmo quando as circunstâncias não forem ideais. Assim, eles poderão descobrir o próprio potencial e as próprias capacidades.

Benefícios de NÃO fazer muito pelos filhos

Os problemas deixarão seus filhos mais fortes e capazes de conquistar objetivos. Se é você quem toma o controle da vida deles e não os permite chegar às próprias soluções, consequentemente eles não descobrirão seus pontos fortes e não conseguirão ser pessoas resilientes.

Os caprichos da vida nos ensinam a sermos mais fortes e a percebermos que somos mais capazes do que acreditamos. Essas experiências e o aprendizado que vem com elas são essenciais para se transformar em um adulto responsável e capaz.

Os pais devem garantir que seus filhos estejam seguros e tenham habilidades suficientes para lidar com os problemas da vida. Isso requer que os pais planejem e antecipem as circunstâncias paralelamente à consciência de como as crianças aprendem e de quais apoios necessitam.

Também é preciso certa confiança nas habilidades das crianças para acreditar nas suas possibilidades e, embora você seja um guia, também deve ser um apoio.