4 dicas para ajudar seu bebê a dormir à noite

Para ajudar o seu bebê a dormir, você deve descobrir o que ele precisa com base em sua idade e personalidade. Aqui vamos contar o que você pode fazer para promover o sono do seu pequeno.
4 dicas para ajudar seu bebê a dormir à noite

Última atualização: 05 Junho, 2021

O sono é uma das principais preocupações dos novos pais. Durante os primeiros meses de vida do bebê, é comum que os adultos responsáveis por seus cuidados sofram significativa privação de sono devido à necessidade de atender suas demandas. Se você se encontra nessa situação, pode querer saber como ajudar seu bebê a dormir à noite. Neste espaço, queremos oferecer algumas orientações relativas a esse tema.

Cada criança é diferente e nem todas têm a mesma facilidade para conciliar o sono. Para algumas é um processo simples e elas conseguem dormir em quase qualquer circunstância ou ambiente. Outras, por outro lado, precisam de condições específicas como escuridão, silêncio ou o colo dos pais. Em todo caso, há muito que se pode fazer para favorecer o descanso do seu bebê.

Expectativas realistas para ajudar seu bebê a dormir à noite

 

Mulher tentando ajudar seu bebê a dormir à noite.

É totalmente compreensível que você se sinta exausta por não conseguir dormir o necessário à noite. E também é natural e esperado que você queira fazer tudo ao seu alcance para que seu bebê durma mais à noite. No entanto, é preciso lembrar que o sono dos bebês é diferente do sono dos adultos e segue um processo que não pode ser alterado.

Inevitavelmente, nos primeiros meses, os bebês acordam a cada duas ou três horas para serem alimentados. E é à medida que amadurecem que sua noite de sono vai ficando mais longa. Por exemplo, por volta dos quatro meses, muitos bebês já dormem cinco ou seis horas seguidas à noite. E antes de completarem primeiro aniversário, muitas vezes podem dormir por até 10 horas seguidas. Portanto, é preciso ter paciência e respeitar os ritmos do bebê sem tentar acelerá-los.

A importância da empatia

A empatia também é essencial quando se trata de ajudar o seu bebê a dormir. Isso implica ser capaz de esquecer por um momento o que você precisa (descansar várias horas seguidas) para conseguir entender o que seu bebê sente e precisa. Lembre-se de que ele é uma criatura indefesa que depende totalmente de você e, portanto, pode se assustar quando se vê sozinho e no escuro em seu berço.

Alguns métodos propõem deixar o bebê chorar até que se acalme, sem tocá-lo ou segurá-lo e ir cada vez menos ao berço. De fato, isso pode fazer o pequenino parar de chorar, mas não porque ele terá aprendido a dormir, mas porque terá entendido que ninguém virá consolá-lo. Por causa das consequências psicológicas que esse tipo de procedimento pode gerar, é mais aconselhável ter empatia e respeitar as necessidades do bebê.

Estabelecer rotinas

As rotinas são muito benéficas para as crianças, pois proporcionam segurança e tornam o seu dia a dia mais previsível. Portanto, tente levar seu bebê para a cama e acordá-lo nos mesmos horários todos os dias.

Além disso, estabeleça algum tipo de ritual simples e repita-o todos os dias antes de colocá-lo para dormir. Por exemplo, você pode dar banho nele, ler uma história, cantar uma canção de ninar ou fazer qualquer atividade tranquila que o ajude a relaxar e o avise que a hora de dormir está próxima.

O momento e o lugar adequados

Se você esperar muito para colocar seu bebê na cama, ele pode ficar tão cansado que terá muito mais dificuldade para adormecer. Portanto, tente colocá-lo para dormir quando ele estiver sonolento.

Mãe exausta com o filho nos braços porque não aprendeu a delegar.

Além disso, é importante que o ambiente seja propício, isto é, que a iluminação esteja fraca, que haja silêncio e que o quarto esteja a uma temperatura confortável. Isso reduzirá o possível desconforto para seu filho e o ajudará a conciliar o sono mais rapidamente.

Algumas considerações extras para ajudar seu bebê a dormir

Além do que foi exposto anteriormente, pode ser aconselhável que seu bebê durma no mesmo quarto que você durante, pelo menos, o primeiro ano de vida. Isso não apenas o ajudará a se sentir seguro e a dormir mais pacificamente, mas também permitirá que você cuide dele mais rápido à noite. Assim, evitará ter que se levantar, acender as luzes ou deixar passar muito tempo, aspectos que podem impedir vocês dois de voltar a dormir.

Além disso, lembre-se de que cada bebê tem seus próprios ritmos. Seu filho pode adormecer mais tarde do que o esperado ou acordar muito cedo. Adaptar as rotinas às suas preferências naturais pode facilitar o descanso.

Resumindo, trata-se de acompanhar seu bebê no processo de regulação do sono com amor e respeito. Não se preocupe, mais cedo ou mais tarde ele dormirá a noite toda e você também poderá descansar.

Pode interessar a você...
O que fazer se meu bebê ficar de barriga para baixo enquanto dorme?
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
O que fazer se meu bebê ficar de barriga para baixo enquanto dorme?

Você coloca o seu filho no berço e, em menos de cinco minutos, ele se vira e fica de barriga para baixo enquanto dorme? Veja o que fazer.