Como reconhecer quando uma criança está triste

10 Novembro, 2020
Se a tristeza é um estado de espírito difícil de superar para os adultos, imagine o que pode significar para uma criança. Por isso, vamos falar sobre alguns sintomas que podem ajudar a reconhecer quando uma criança está passando por um momento de tristeza.

Saber reconhecer quando uma criança está triste em vez de zangada ou mal-humorada é muito importante para pais e educadores, pois os motivos que dão origem a cada estado de espírito são muito diferentes. E, no caso da tristeza, é um estado mental mais complicado de administrar.

Assim, para ajudar uma criança a superar um momento de tristeza, é necessário, primeiramente, reconhecer que ela está triste. Para isso, inicialmente, é necessário identificar alguns sintomas da tristeza, para então tentar descobrir e compreender quais são as causas que a originaram.

A tristeza, uma emoção básica

Assim como o medo, a raiva, o nojo, a felicidade e a surpresa, a tristeza é, de acordo com Paul Ekman, uma das seis emoções básicas. E, do ponto de vista psicológico, a tristeza tem uma função adaptativa: é um tipo de reação emocional que serve para afastar situações dolorosas.

A tristeza ajuda a curar as feridas e as dores causadas por situações muito adversas e perdas muito importantes. Mas também pode invadir a vida de uma pessoa quando ela não consegue alcançar suas expectativas e se sente desapontada. Ou quando muitas das situações da vida são mais difíceis ou complicadas do que alegres e agradáveis.

Como reconhecer quando uma criança está triste

Nesse sentido, é preciso enfatizar que a tristeza e o seu manejo se manifestam de diferentes formas e dependem do estágio de maturação, da personalidade e do caráter de cada pessoa, bem como da sua trajetória e experiência de vida.

Razões e sintomas da tristeza

Quanto aos motivos, conforme já dissemos, no caso dos adultos há uma relação com as perdas, as separações e as situações complexas e dolorosas. E, no caso das crianças, os motivos de tristeza também podem ser a perda de um ente querido. Mas, além disso, uma criança pode ficar triste devido a outras circunstâncias ou acontecimentos próprios da sua idade.

Mudar-se para outra cidade ou mudar de escola e ficar longe dos amigos habituais podem ser motivos de tristeza para uma criança. Ou também quando perdem um animal de estimação ou ficam sem ver um ente querido por muito tempo, como ocorre em alguns divórcios ou separações dos pais. Uma criança pode ficar triste até mesmo por mudar de quarto e ficar separada de sua irmã ou irmão.

Em relação aos sintomas da tristeza, os mais comuns são choro, debilidade e apatia. No entanto, existem muitos outros, tais como falta ou aumento de apetite, diminuição ou falta de concentração, desânimo e necessidade de dormir muito. Ou, pelo contrário, às vezes, a tristeza pode se manifestar com insônia e até mesmo por meio de episódios de ansiedade.

Como reconhecer quando uma criança está triste?

Os sintomas da tristeza em crianças são semelhantes aos dos adultos. Contudo, para as crianças, por causa de sua evolução maturacional, elas têm mais dificuldade para reconhecer que estão tristes. E mais dificuldade ainda para conseguir identificar as causas ou os motivos que levaram a essa tristeza.

Sintomas de tristeza em crianças

Os pais devem ser capazes de reconhecer quando uma criança está triste ao observar questões como:

  • Mudanças repentinas nos seus comportamentos ou atitudes e que, além disso, prolongam-se ou permanecem ao longo do tempo.
  • Quando uma criança chora ao longo do dia e, às vezes, sem motivo aparente.
    Como reconhecer quando uma criança está triste
  • Quando uma criança come mais e com relativa ansiedade. Ou quando come menos, mesmo em se tratando de seus alimentos ou refeições favoritas.
  • Quando seus ciclos de sono mudam muito em pouco tempo. Se ela estiver dormindo mais ou menos horas, ou se acorda muito durante a noite.
  • Quando uma criança fica mais isolada, tanto da família quanto dos amigos habituais.
  • Se percebido que a mente dela está dispersa, que ela está em outro lugar e não está focada no que está fazendo e, portanto, tem dificuldade para se concentrar e realizar suas tarefas habituais e escolares.
  • A criança fala e se comunica pouco. Tanto em casa quanto na escola.
  • Ela se mostra entediada, apática e com pouca vontade e energia para fazer as coisas, tanto para brincadeiras quanto para atividades e pessoas com as quais ela sempre se mostrou motivada e entusiasmada.
  • Às vezes, a criança age de forma agressiva ou fica irritada facilmente, respondendo com gestos bruscos, tais como empurrar ou puxar, ou aumentar o tom de voz.

Compreender para reconhecer quando uma criança está triste para poder ajudá-la a ficar alegre

A tristeza é diferente da birra e até mesmo da depressão. Ao contrário da tristeza, a birra é passageira e responde a motivos mais triviais. Enquanto isso, a depressão é um transtorno do humor, uma situação ainda mais complexa do que um momento de tristeza.

Portanto, na medida em que os adultos puderem reconhecer quando uma criança está triste, eles terão mais facilidade para ajudá-la a lidar com essa tristeza. Assim, por meio da escuta, do carinho e do abraço, os pais podem se tornar o melhor antídoto, compostos pelo ingrediente da alegria, para neutralizar a tristeza dos filhos.