Saiba tudo sobre a doença mão-pé-boca

21 de junho de 2018
A doença mão-pé-boca é uma infecção viral que tem maior incidência em crianças de 0 a 5 anos. No entanto, crianças em idade escolar e adultos também podem contraí-la.

A doença mão-pé-boca é uma enfermidade contagiosa causada pelo vírus Coxsackie. Ela provoca feridas na boca e erupções nas mãos e nos pés. Geralmente, começa na garganta e, depois, se espalha para o resto do corpo.

Se você quiser saber mais sobre a doença mão-pé-boca, neste artigo vamos falar sobre como ela é transmitida, quais são os sintomas e o que se pode fazer em relação ao tratamento.

Como a doença mão-pé-boca é transmitida?

Assim como outras enfermidades contagiosas, a primeira coisa que devemos saber sobre a doença mão-pé-boca é como ela é transmitida.

Assim, é importante saber que essa infecção viral pode ser transmitida:

  • por coliformes fecais
  • pela saliva
  • pelo líquido das bolhas
  • pelas secreções nasais
  • pelo contato direto com a pessoa infectada por meio de beijos, abraços, aperto de mãos…, etc.
  • pelo contato com um objeto infectado (talheres, copos, brinquedos, roupas, superfícies das mesas…, etc.)
doença mão-pé-boca

Quais são os sintomas da doença mão-pé-boca?

Alguns dos sintomas mais comuns que indicam essa infecção viral são:

  • Erupções ou manchas vermelhas nas palmas das mãos e nas plantas dos pés
  • Feridas dolorosas na garganta, na gengiva, na área ao redor da boca, na língua, na parte interior das bochechas e nas amídalas
  • Dor de cabeça frequente
  • Febre
  • Falta de apetite
  • Dor muscular e mal-estar no corpo todo
  • Dor de garganta
  • Salivação excessiva (crianças pequenas)
  • Em alguns pacientes surge erupções nas áreas dos cotovelos, dos joelhos e das nádegas.

Qual é o tratamento da doença mão-pé-boca?

O que mais assusta sobre essa doença é que, pelo menos até o momento, não existe nenhum medicamento que possa curá-la.

Quando uma criança pega a doença, a única coisa que podemos fazer é fornecer todos os cuidados e a atenção necessária para que esse período tão complicado e ativo da doença seja mais ameno.

A doença mão-pé-boca dura cerca de 7 dias. E os tratamentos que podem ser aplicados nesses casos são:

  • Administrar remédios que são utilizados para baixar a febre de acordo com o peso e a idade da criança. Nesse caso, alguns exemplos podem ser Paracetamol (via oral), Ibuprofeno (via oral) e Dipirona (comprimido ou supositório)
  • Beber muita água
  • Fazer enxágues bucais e gargarejos com uma solução salina que sirva para refrescar a garganta, a língua e as amídalas infectadas. Para isso, você pode ferver um copo de água com meia colher de chá de sal. Deixe o líquido esfriar antes de dar ao seu filho.

Importante: Os tratamentos que recomendados neste artigo devem ser previamente verificados pelo pediatra do seu filho. Ele é a pessoa mais indicada para determinar os tratamentos mais adequados para o caso do seu pequeno.

Fique por dentro de tudo sobre a doença mão-pé-boca

doença mão-pé-boca

A doença mão-pé-boca é produzida por algumas variedades do grupo de vírus Coxsackie ou coxackievirus.

Quando um desses vírus infecta, o organismo se torna imune e ele, mas somente a ele. Seu filho pode pegar novamente essa doença se entrar em contato com outro vírus desse grupo.

Por isso, é fundamental tomar todas as medidas cabíveis para evitar expor seu filho aos germes. A maneira mais adequada que existe para isso é, portanto, manter uma boa higiene.

Lave as mãos do seu filho com bastante frequência, principalmente quando ele brincar e andar no chão. Também mantenha em dia a limpeza dos brinquedos e das superfícies que ele possa tocar. Os germes podem estar em qualquer lugar.

Outro fato sobre essa doença é que se seu filho tiver úlceras dentro da boca, é possível que não queira ingerir alimentos quentes, pois vai sentir desconforto para engolir.

Para evitar a dor e refrescar a garganta, ofereça alimentos moles e frios, como sorvetes, gelatinas e pudins.

Por fim, sabemos como é importante para uma criança brincar e se divertir com outras. Mas seu filho pode pegar essa infecção se alguém infectado tossir ou espirrar sem cobrir a boca com um lenço, por exemplo. Lembre-se de que ele também pode transmiti-la da mesma forma.

Por essa razão, se houver a menor suspeita de que seu filho ou um de seus amigos está com a doença mão-pé-boca, evite as brincadeiras em grupo até confirmar o diagnóstico.

Lembre-se de que sua prioridade deve ser a saúde do seu filho, assim como o bem-estar físico da criança de modo geral.

Recomendados para você